Home>Bebidas>Café gourmet: o que é como se difere do café comum

Café gourmet: o que é como se difere do café comum

Ao tomar seu cafezinho, você acaba visualizando toda a trajetória envolvida para que ele chegue até sua xícara? Neste post, falaremos sobre as diferentes entre o café gourmet, e o do dia a dia.

Partindo da sua extração na lavoura até o momento da torra dos grãos e o processo de moagem, há um enorme caminho trilhado para que o café vire este “líquido negro” tão adorado e consumido.

Porém, no que diz respeito à bebida gourmet, podemos afirmar que é mais especial, graças à sua pureza e qualidade elevada — muito superior ao café tradicional.

Os grãos do café gourmet, por exemplo, são 100% de origem arábica, tipo mais desejado e especial que existe. Na seleção, os defeituosos são jogados fora.

Este tipo de café permite ao consumidor saborear, de forma intensa, uma extensa variação de sabores e aromas. O ponto da torra do gourmet é mais preciso — também uma característica importante deste tipo.

Qual a diferença entre o café gourmet e o café tradicional?

De acordo com a ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, os parâmetros que definem a qualidade dos cafés podem ser analisados através da tabela PQC – Programa de Qualidade do Café.

A diferença entre o café especial e o comum começa exatamente nos grãos. Enquanto no especial temos uma seleção de grãos que não é permitida imperfeições, no tradicional este padrão não é muito rígido, evitando desperdício — porém evitando também um café 100% perfeito.

Além de ser produzido apenas com os grãos de maturação adequada, o café gourmet também deve ser feito apenas com a espécie Arábica, enquanto os tradicionais podem conter grãos do tipo Robusta (ou Conilon). Os cafés da espécie Arábica apresentam aproximadamente 50% menos cafeína do que os grãos mais populares e são bem mais aromáticos. 

Existem diversos tipos de café da espécie Arábica, cada um deles com variações específicas em características como aroma, coloração, sabor, e acidez. Hoje em dia, no Brasil, há quatro variedades mais conhecidas: Bourbon, Catuaí, Acaiá e Mundo Novo.

O cultivo dos grãos é outro diferencial entre eles, já que a bebida gourmet leva em conta aspectos que partem do plantio até extração do grão. Alguns desses aspectos são o clima, a altitude e a temperatura do ambiente.

O café gourmet possui maior custo-benefício

Como as etapas da produção de um café gourmet são mais minuciosas, ele pode acabar saindo mais caro para quem o produz.

Como era de se esperar, este detalhe reflete no valor final da mercadoria, fazendo com que o valor do melhor café possa parecer bastante elevado nas gôndolas do supermercado.

Porém, como a qualidade deste tipo de produto é bem superior aos convencionais, para fazer o café no dia a dia não é necessário utilizar a mesma quantidade de pó que costumamos usar com os tradicionais. Isso acaba fazendo com que o pacote do café gourmet dure mais tempo e, como consequência, o produto gourmet acaba tendo um custo-benefício maior, já que você estará consumindo um produto de qualidade superior, e que rende mais.

Dicas para identificar um café gourmet

Para um especialista treinado em avaliação de cafés, é fácil notar as diferentes nuances da bebida.

Porém, no dia a dia, algumas dicas podem lhe ajudar a apreciar o café com mais propriedade:

  • os cafés gourmet são muitos mais aromáticos e podem apresentar fragrâncias diferenciadas. Eles também podem variar em notas como as frutadas, achocolatadas, as de nozes, e outras;
  • a torra do gourmet é mais branda do que a do tradicional. Você pode notar isto por meio do amargor da bebida: se ele for intenso e lembrar um pouco o gosto de algo queimado, é porque a torra foi muito forte;
  • o sabor do café especial é mais complexo do que o comum, mas também é mais suave e leve, com uma doçura natural adquirida em seu processo de produção. Por isso, muitas pessoas preferem tomá-lo sem nenhum tipo de adoçante artificial ou açúcar.

Como você pôde ver, não é qualquer bebida que pode ser chamada de café gourmet.

São diferentes detalhes que envolvem esta classificação que, acima de qualquer coisa, é uma garantia de qualidade.

Agora que você já aprendeu como identificá-lo facilmente na sua rotina, vai poder impressionar com esses novos conhecimentos cafeeiros!

Referências:

https://villacafe.com.br/blog/qual-e-diferenca-entre-o-cafe-gourmet-e-o-cafe-tradicional/

https://blog.ucoffee.com.br/qual-a-diferenca-entre-o-cafe-gourmet-e-o-cafe-tradicional/

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta