As boas mulheres da China

Se eu fizesse uma lista dos cinco livros que mais gostei de ler ano passado (2017), com certeza As boas mulheres da China estaria entre eles. Não porque seja um livro lindo e encantador, pelo contrário, é um livro duro com verdades dolorosas. Porém, talvez seja esse choque de realidade dado por meio de uma ótima narração feita pela Xinran, que, além disso, nos coloca … Continuar lendo As boas mulheres da China

Desafio Literário 2017 – setembro: Xinran

Ainda falando do desafio literário de 2017, quero compartilhar minha leitura de setembro. Como vocês já sabem, estou retomando os comentários sobre o desafio do ano passado desde onde havia parado quando dei uma pausa nas publicações. Em fevereiro começarei a falar sobre desafio de 2018. Bem, como sempre, antes de falar sobre o livro, gosto de contar o motivo da minha escolha. Continuar lendo “Desafio Literário 2017 – setembro: Xinran”

Desafio Literário 2017 – agosto: Soledad Acosta de Samper

A leitura de agosto do meu Desafio Literário: 12 livros escritos por mulheres para 2017 foi realmente desafiadora. Primeiramente, porque não foi muito fácil escolher a autora.  Em segundo lugar porque tive acesso apenas ao formato digital do livro escolhido e, digamos, esse não é meu modo preferido de ler. Mas venci o desafio com sucesso e quero contar como foi. Como sempre, antes de falar do … Continuar lendo Desafio Literário 2017 – agosto: Soledad Acosta de Samper

Prisão de ventre – Um conto de Gadi Taub

A primeira vez que Mariana percebeu que alguma coisa não estava bem com Daniel foi num sábado pela manhã. Nesse dia ele acordou cedo e se sentou na beirada da cama, olhando para fora. As cortinas do quarto não estavam totalmente fechadas, e lá fora parecia que ia chover. Fazia frio. Daniel passou a mão no cabelo. Durante alguns minutos ele ficou sentado imóvel. As pontas de seus pés encostavam no chão gelado. Havia silêncio na casa.

Uma hora depois, quando Mariana acordou, ela encontrou sobre a mesinha da sala pilhas organizadas de livros. No sofá havia uma mala aberta e ao seu lado roupas dobradas. Não havia nada dentro da mala. A porta para o jardim estava aberta e um vento fraco entrou na casa. Ela se aproximou para olhar lá fora e viu Daniel de pé na grama com o cachorro. Ele abraçava o animal, apertando-o contra o peito. As patas dianteiras e a cabeça do animal alcançavam seu ombro. Estava vestido com calças de veludo cotelê e um suéter. “O que aconteceu?”, ela perguntou. “Aconteceu alguma coisa?” Continuar lendo “Prisão de ventre – Um conto de Gadi Taub”

Férias

Sabe por que eu adoro ler? Eu fujo da minha realidade, vivo um outro mundo e me transporto para outra realidade, para ser mais feliz como minha personagem, ou mais corajosa, mais séria; sofrer o que ela sofre, me imaginar na situação dela para ver como eu me sairia, se estaria tão bem como ela no meu “ The End”.

Sabe por que eu não gosto de ler? Porque as estórias acabam, e sempre nos deixam querendo mais, esperando “cenas do próximo capitulo”.

Tem uma autora em especial que me causa todos esses sentimentos variados ultimamente: Marian Keyes!

A escritora da minha vida, pelo menos parece que em alguns de seus livros andou me espiando pela janela, ou lendo meus pensamentos mais secretos (será que é só comigo? Duvido!!). Sou suspeita para falar, o primeiro livro que li foi Melancia, me apaixonei por Adam, me senti e me imaginei na pele de Claire e odiei James com todas minhas forças! Continuar lendo “Férias”

Sangue Negro

É difícil explicar minha relação com a poesia. Sempre a apreciei, mas também sempre me senti um pouco insensível em relação a ela. Talvez, em alguns casos, eu não tenha entendido bem esse modo de expressão literária. Em outros casos, acredito que possa ter sido falta de identificação ou afinidade com o tema. Faz pouco tempo que tenho dado mais atenção à poesia e lido … Continuar lendo Sangue Negro