Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira, Principal

O fracasso social e político como consequência da depravação humana na trilogia Divergente, de Veronica Roth – Parte 2

insurgente(Atenção! Contém Spoilers!)

Na primeira parte deste artigo, apresentei um pouco o enredo da história e Tris, a personagem principal. Também escrevi a respeito de como a autora conseguiu desenhar a sociedade de sua ficção, mostrando-nos que o fracasso social e político deve-se à natureza má e caída do homem. Nesta segunda parte, pretendo dar prosseguimento às minhas considerações, analisando outros trechos da trilogia à luz do cristianismo. Se você não leu a primeira parte, poderá encontrá-la aqui. Continuar lendo “O fracasso social e político como consequência da depravação humana na trilogia Divergente, de Veronica Roth – Parte 2”

Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira, Principal

O fracasso social e político como consequência da depravação humana na trilogia Divergente, de Veronica Roth – Parte 1

divergent

 (Cuidado! Contém Spoilers!)

Ultimamente tenho dado oportunidades a certos autores que, em outras épocas, eu teria rejeitado. Descobri recentemente uma escritora chamada Veronica Roth, autora da trilogia Divergente. Li o primeiro (de mesmo nome) e o segundo (Insurgente). Esta semana vou comprar o último (Convergente), mas a curiosidade já me levou aos spoilers, por isso poderei comentar aqui também sobre o desfecho dessa história.

Decidi escrever a respeito dela porque pude perceber uma cosmovisão bastante bíblica, apesar de o romance em si não ser considerado propriamente cristão ou teológico. Ele considera como pressuposto a doutrina da depravação total do homem e o fracasso do ser humano ao tentar consertar o problema da humanidade com base em seu próprio conhecimento. Continuar lendo “O fracasso social e político como consequência da depravação humana na trilogia Divergente, de Veronica Roth – Parte 1”

Publicado em Desafio Literário, Literatura, Literatura Estrangeira

Dias de Abandono – Elena Ferrante

Imagine que você é uma mulher por volta dos seus 40 anos. Um casamento de 15 anos, dois filhos, um cachorro que você tem que cuidar, apesar de nem gostar tanto dele assim. Praticamente toda sua vida adulta até agora se resume em criar os filhos e adiar seus planos e sonhos pessoais porque, ao contrário do seu esposo que conseguiu alavancar a carreira mesmo sendo pai, você ficou estagnada profissionalmente após se tornar mãe.

Sua principal tarefa é cuidar dos filhos e do marido. Mas um dia esse homem resolve ir embora sem dar maiores explicações. Simplesmente pega suas coisas e sai de casa. Te abandona com seus filhos e com a loucura de tentar entender o que aconteceu.

Você consegue imaginar tudo isso? Talvez você já tenha passado por algo semelhante. Mas se não passou, consegue se colocar no lugar dessa mulher? Elena Ferrante faz isso no livro Dias de Abandono. Ela entra na cabeça dessa mulher e constroi uma personagem que narra com detalhes seus sentimentos após ter sido abandonada pelo esposo. O resultado é um livro sufocante. Continuar lendo “Dias de Abandono – Elena Ferrante”

Publicado em Desafio Literário, Literatura, Literatura Estrangeira

Desafio Literário 2017 – março: Elena Ferrante

Elena Ferrante foi a autora escolhida de março, para o meu Desafio Literário: 12 livros escritos por mulheres para 2017. Como todas as escritoras presentes na lista, essa não foi uma escolha aleatória. Conheci Elena Ferrante no ano passado, quando li A Amiga Genial, o primeiro volume da sua tetralogia napolitana. Até então, eu não conhecia absolutamente nada sobre ela.

Para ser sincera, eu sequer sabia que ela existia! após ler esse livro, fiquei muito empolgada em ler outras obras e encontrei no desafio literário que estava planejando uma boa oportunidade para isso. Escolhi Dias de Abandono depois de ver muitas opiniões positivas sobre esse livro. De fato, foi uma boa escolha, mas vou falar sobre o livro na próxima publicação. Hoje quero falar um pouquinho sobre a autora.

Elena Ferrante é um pseudônimo. A pessoa que escreve todos os livros assinados por ela decidiu não promocionar a si própria e, sim, aos seus livros. Nas poucas entrevistas oferecidas geralmente por e-mail, a pessoa por trás do pseudônimo sempre reforçou que o importante são seus livros e que não tem mais nada a dizer além do que já está dito em cada uma de suas histórias, por isso, prefere manter sua identidade preservada. Continuar lendo “Desafio Literário 2017 – março: Elena Ferrante”

Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira

Onde Termina o Rio

Simplesmente não sei nem por onde começar… Quando li a sinopse do livro, confesso que fiquei doido para ler logo, mas não esperava que esse livro fosse me tocar e emocionar tanto como o fez. Falo sem sombra de dúvidas que ate o momento foi o melhor livro que já li nesse gênero, simplesmente perfeito! Minha primeira impressão ao receber o livro em casa foi “nossa, é grande!” (não que isso fosse um problema, afinal o li em 3 dias, devido a falta de tempo) quando cheguei ao final, minha impressão foi “nossa, é pequeno, quero mais!”.

Antes de falar sobre a história, devo dizer que adorei a forma com que o livro foi escrito. A história nos é contada por “Doss” e o fato dele intercalar o passado e o presente em cada capitulo foi uma jogada de mestre, em um ele contava sobre o presente e a aventura de descer o rio, no outro era contado a história do casal, ao final de um capitulo você fica “doido” para saber como continua, ai você começa a ler o outro, e quando termina você fica mais doido ainda para saber o resto do outro pedaço da história… Acredito que por isso o li tão rápido, simplesmente não conseguia parar, além da história ser ótima, o livro tem tanta riqueza de detalhes, que eu me senti como se estivesse vivenciando as cenas, e sou apaixonado pelo campo, florestas e rios, confesso que fiquei com vontade de conhecer o rio St. Mary. Continuar lendo “Onde Termina o Rio”

Publicado em Clássicos da Literatura, Literatura, Literatura Estrangeira

O Morro dos Ventos Uivantes

Para fazer uma resenha, você deve gostar disso, imagina fazer uma resenha de um clássico atemporal como “O morro dos ventos uivantes”, terminei de ler o livro tem 1 semana, e somente hoje consegui expressar o resultado que essa leitura teve em mim. Acredito que por simplesmente adorar o clima do campo, logo de cara identifiquei-me com o plano de fundo da trama., um ambiente sombrio e misterioso, ou seja tudo o que gosto.

Logo após ler o livro, conversando com a Luciana (Colunista do Coolture e administradora do blog parceiro “Beco das Palavras), conheci um pouco da história da autora e do livro, e ai simplesmente “ferrou”, o que já era uma grande admiração por ser uma grande obra, se tornou paixão, e fui em busca de algumas informações sobre a autora. O que aconselho todos, que tem a intenção de ler ou que já leram o livro, a fazer. Vamos a um breve resumo da história.

O Sr. Lockwood, é o novo inquilino da ‘Granja dos Tordos’, e logo o clima sombrio e misterioso que cerca sua nova residencia, assim como a de seu vizinho (e proprietário da Granja). Logo descobre uma pessoa que pode lhe contar toda a história, Ellen Dean, a governanta da ‘Granja’. Assim, junto com o Sr. Lockwood, conhecemos a história de uma amor não correspondido, intenso, tempestuoso e vingativo. Continuar lendo “O Morro dos Ventos Uivantes”