Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira, Clássicos da Literatura

O Morro dos Ventos Uivantes

Para fazer uma resenha, você deve gostar disso, imagina fazer uma resenha de um clássico atemporal como “O morro dos ventos uivantes”, terminei de ler o livro tem 1 semana, e somente hoje consegui expressar o resultado que essa leitura teve em mim. Acredito que por simplesmente adorar o clima do campo, logo de cara identifiquei-me com o plano de fundo da trama., um ambiente sombrio e misterioso, ou seja tudo o que gosto.

Logo após ler o livro, conversando com a Luciana (Colunista do Coolture e administradora do blog parceiro “Beco das Palavras), conheci um pouco da história da autora e do livro, e ai simplesmente “ferrou”, o que já era uma grande admiração por ser uma grande obra, se tornou paixão, e fui em busca de algumas informações sobre a autora. O que aconselho todos, que tem a intenção de ler ou que já leram o livro, a fazer. Vamos a um breve resumo da história.

O Sr. Lockwood, é o novo inquilino da ‘Granja dos Tordos’, e logo o clima sombrio e misterioso que cerca sua nova residencia, assim como a de seu vizinho (e proprietário da Granja). Logo descobre uma pessoa que pode lhe contar toda a história, Ellen Dean, a governanta da ‘Granja’. Assim, junto com o Sr. Lockwood, conhecemos a história de uma amor não correspondido, intenso, tempestuoso e vingativo. Continuar lendo “O Morro dos Ventos Uivantes”

Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira

Segredos

download-1Confesso que antes de receber o livro de presente de uma amiga, já tinha ouvido falar da autora Nora Roberts, mas por motivos que nem eu poderia colocar agora como desculpa, não tinha lido nenhum dos seus inúmeros sucessos – Afinal não há desculpas para não adentrar nas histórias que te fazem até perder o fôlego – agora como uma devoradora de livros, posso dizer q sou fã e que mesmo tendo 630 páginas, garanto que você não irá demorar mais de uma semana para terminar a sua leitura.

O livro Segredos (Bertrand Brasil) em especial, tem o poder de te manter grudado, analisando cada parágrafo e a autora, se aproveitando do lado detetive que temos em todos nós – chamado também de curiosidade – faz com que criemos todas as cenas em nossa mente para tentar no mínimo adivinhar o próximo capitulo.

Continuar lendo “Segredos”

Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira, Principal

Ame O que é seu

“Como amar de verdade a pessoa que está comigo, se não consigo esquecer alguém que ficou no passado?”.

ame-o-que-eh-seuO tema do livro Ame o que é seu (Emily Giffins – Novo Conceito) é aquela pulga atrás da orelha de imaginar como seria a vida se tivéssemos feitos outras escolhas. Esta é uma história para quem algum dia já se perguntou

Em Ame o que é seu o leitor encontrará a história de uma mulher (Ellen) dividida entre o amor real e aquele fatídico “ E, se”.

O casamento de Ellen e Andy não parece perfeito, ele é perfeito. São inegáveis a profundidade da devoção mútua e o quanto um esperta o melhor do outro. Mas por obra do destino, certa tarde, Ellen revê Leo pela primeira vez em oito anos. Leo, aquele que partiu seu coração sem se explicar, aquele que ela não conseguiu esquecer.

Continuar lendo “Ame O que é seu”

Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira

Diários do Vampiro

Despertar_Capa 02Se você é fã da série de televisão “The Vampires Diaries” da emissora norte-americana “CW”, antes de ler o livro, é bom entender que a série é baseada no livro, mas tem uma maneira própria de contar a história, afinal, muitos tiveram conhecimento do livro graças a série. Vamos a história.

Um triângulo amoroso entre dois vampiros e uma humana, que a alguns anos atrás seria considerado estranho, uma vez que atualmente os vampiros estão dominando o mundo do entretenimento (agora ao que tudo indica, sendo substituídos por “anjos”).

Elena Gilbert é uma bela e popular moça de cabelos dourados (sim… dourado, caro amigo que assistiu a série) estudante do ensino médio na pequena cidade de Fell’s Church, em Virginia, e seus amigos: Bonnie (uma aspirante a bruxa), Meredith (e junto de Bonnie, são as melhores amiga de Elena), Matt (um ex-namorado), e Caroline (uma velha amiga de Elena que agora compete com ela). Continuar lendo “Diários do Vampiro”

Publicado em Clássico do Mês, Clássicos da Literatura, Literatura, Literatura Estrangeira

Emma – Jane Austen

emma-livroEmma foi meu segundo livro do desafio literário de 2017. Eu li com um pouco de dificuldade e devo dizer que fiquei aliviada em terminar a leitura. Fãs da Jane Austen, não me odeiem! Continuem a leitura para conhecer minhas impressões sobre o livro.

A escolha de Emma para a minha lista de livros desse ano não foi aleatória. Eu tinha a intenção de incluir uma escritora clássica e Jane Austen apareceu como minha primeira opção nesse sentido. Primeiro, porque o único livro que eu havia lido dela até hoje era Orgulho e Preconceito. Eu queria ler outra obra. Segundo, porque minha irmã é praticamente fã de carteirinha da Jane Austen, ela tem todos os livros (Emma eu peguei emprestado da biblioteca dela), sempre elogia as histórias da autora e isso, de certa maneira me influenciou. Terceiro, porque todos os comentários que li sobre o livro apontavam uma protagonista diferente das demais heroínas da Jane Austen, as quais dependem de um “bom casamento” para garantir seu futuro. Segundo as críticas, Emma era a mais independente das personagens e isso chamou minha atenção. Continuar lendo “Emma – Jane Austen”

Publicado em Clássico do Mês, Clássicos da Literatura, Literatura, Literatura Estrangeira, Principal

Conhecendo Mansfield Park, enfim!

mansfield-parkDesde adolescente sou apaixonada pelas obras da Jane Austen. Hoje, orgulhosa, posso dizer que possuo todas elas em minha prateleira. Mesmo quando a crise financeira me abateu e eu precisei vender mais da metade dos meus livros, olhei para os romances da Jane de maneira especial e os mantive. O primeiro que li foi “Orgulho e preconceito”, seguido por “Razão e sensibilidade”, “Emma”, “Persuasão”, “A Abadia de Northanger” e… Faltava um! Eu sabia seu nome, mas não o encontrava de nenhuma maneira. Cheguei a pesquisar na internet, procurar em bibliotecas, livrarias… Só havia a opção em inglês. Creio que em algum momento Mansfield Park foi traduzido, mas imaginei que, provavelmente, essa tradução era bem antiga e sua edição já não estava mais disponibilizada. Essa foi minha hipótese, mas a verdade é que realmente não sei o porquê de eu ter tido tanta dificuldade em encontrar esse romance.

Para minha enorme alegria, no ano passado fiquei sabendo que a Martin Claret havia há pouco tempo editado todos os romances da Jane Austen em edições belíssimas! Esperei ansiosamente pela Festa do Livro da USP (mais de 150 editoras oferecem um desconto mínimo de 50% em seus títulos), que geralmente acontece entre o final de novembro e começo de dezembro. Graças a Deus, apesar de ainda não ter me recuperado totalmente da crise, eu já pude me dar ao luxo de comprar alguns livrinhos lá… Mesmo que todas as minhas aquisições tenham sido muito boas, ter em mãos Mansfield Park me deixou verdadeiramente emocionada. Enfim! Sou fã da Jane há uns 15 anos e só agora pude desfrutar de uma de suas grandes histórias. A edição, com a capa alaranjada e detalhes floridos em dourado, é mesmo muito bonita. Quanto ao corpo do texto, observei alguns problemas de tipografia e de revisão final, mas nada que não dê para relevar. Continuar lendo “Conhecendo Mansfield Park, enfim!”