Os Pinguins do Sr Popper

O Senhor Popper é um homem simples que vive em Água Mansa. Ele é pintor de paredes, um pouco estabanado e avoado na maioria do tempo, mas que possui um grande coração. Ele nunca saiu da cidade que nasceu,  e seu sonho é conhecer outros lugares. Por isso o Senhor Popper é tão avoado, enquanto trabalha, ele fica sonhando acordado com seu lugar preferido: o Pólo Norte e o Pólo

Perfeitos

No livro Feios (primeiro livro da série com o mesmo título, ed. Record) conhecemos um planeta Terra onde as pessoas tiveram que mudar seus hábitos de consumo. Com as mudanças, as pessoas resolveram exterminar problemas sociais recorrentes nas sociedades e que prejudicaram muitos como preconceito por cor, peso e formas do corpo. Tudo se resolveu com apenas uma cirurgia onde descobrimos um mundo “perfeito”. Mas para Tally, esse mundo veio

As Vinhas da Ira

Muitas pessoas têm na literatura um modo de esquecer a realidade em que vivemos. Com dias corridos, repletos de tragédias e que um bater de asas da borboleta do outro lado do oceano pode causar um tsunami, é plausível que desejemos esquecer o mundo real e mergulharmos na fantasia. Mas existem autores que possuem um desejo pungente de escrever sobre a realidade. Escrever sobre as mazelas é o modo que

Linhas

Tenho me surpreendido com os autores ingleses nos últimos anos. Já de inicio, aviso que não irei falar de Shakespeare, Lord Byron ou das irmãs Brontë. Embora cada um desses autores sejam magníficos, preciso ressaltar que a Inglaterra possui uma safra de excelentes autores contemporâneos para nos conquistar. A última delas é Sophia Bennett, com o livro infanto-juvenil Linhas (Ed Intrinseca, 238 pág.) Em linhas conheceremos Nonie, uma adolescente britânica

Cisne Negro

Comecei a assistir ao filme Black Swan [2010] (Cisne Negro) despretensiosamente. Não havia lido crítica alguma a respeito, e apenas soube que era do diretor Darren Aronofsky, quando os créditos foram aparecerendo. A partir desse momento, me ajeitei na cadeira e passei a prestar atenção em cada detalhe, e quantos não são. Não consigo encontrar melhor comentário que o já feito pela crítica, que li logo em seguida: definitivamente, é um "thriller psicológico" que vai deixar o expectador inquieto

Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa

Sabe a sensação deliciosa que se encontra ao saborear um pedaço de chocolate, deixando-o derreter lentamente na sua boca? Foi exatamente isso que senti ao começar a ler o romance de estréia de Margot Berwin -  Nove Plantas do desejo e a flor de estufa (Íntriseca). Mesmo que grande, o título do livro já induz você pensar o que as palavras estufa, plantas e o desejo tem em comum, porém,