Emma – Jane Austen

emma-livroEmma foi meu segundo livro do desafio literário de 2017. Eu li com um pouco de dificuldade e devo dizer que fiquei aliviada em terminar a leitura. Fãs da Jane Austen, não me odeiem! Continuem a leitura para conhecer minhas impressões sobre o livro.

A escolha de Emma para a minha lista de livros desse ano não foi aleatória. Eu tinha a intenção de incluir uma escritora clássica e Jane Austen apareceu como minha primeira opção nesse sentido. Primeiro, porque o único livro que eu havia lido dela até hoje era Orgulho e Preconceito. Eu queria ler outra obra. Segundo, porque minha irmã é praticamente fã de carteirinha da Jane Austen, ela tem todos os livros (Emma eu peguei emprestado da biblioteca dela), sempre elogia as histórias da autora e isso, de certa maneira me influenciou. Terceiro, porque todos os comentários que li sobre o livro apontavam uma protagonista diferente das demais heroínas da Jane Austen, as quais dependem de um “bom casamento” para garantir seu futuro. Segundo as críticas, Emma era a mais independente das personagens e isso chamou minha atenção. Continuar lendo “Emma – Jane Austen”

Hibisco Roxo

hibisco-roxoKambili é uma adolescente que vive com seus pais e seu irmão, Jaja. Seu pai é um homem muito rico, dono de uma fábrica de alimentos e de um jornal. É um homem que comanda sua família com mãos de ferro. Kambili é a narradora da história e nos conta como seu pai domina tudo e todos com o apoio da religião. Mas não esperem uma visão crítica de Kambili sobre seu pai. Por muito tempo ela não pensou que as suas relações familiares poderiam ser diferentes e, apesar de alguns questionamentos para si mesma, ela via o pai com admiração e temor, ao mesmo tempo.

O contexto do livro é a Nigéria pós-colonização. Em diversas passagens do livro encontramos os efeitos de anos de dominação britânica. Não só os efeitos, como se fosse algo que houvesse acabado, mas também a presença constante da colonização, especialmente por meio da religião. Eugene, pai de Kambili, é uma personagem que representa isso muito bem. Tudo o que está fora da religião católica é errado, ou seja, tudo o que tem a ver com a cultura e ancestralidade de seu próprio país. Continuar lendo “Hibisco Roxo”

A Casa dos Espíritos (livro)

a_casa_dos_espiritosTentei começar esse texto várias vezes tentando ser um pouco imparcial, se posso dizer assim, e fazer apenas uma resenha, mas não consegui. Gostei tanto desse livro que só tenho elogios para ele e acho que por isso esse texto vai ser meio que uma tentativa de encorajar vocês a lerem também.

Para quem ainda não leu e/ou não tem ideia sobre o que trata o livro, quero oferecer um pequeno resumo. É um romance da escritora chilena Isabel Allende que conta a história de uma família, a família Trueba. É interessante perceber que essa história se confunde com uma parte da história do Chile, que aparece no livro como um contexto para narrar a vida e o desenvolvimento das personagens, mas ao mesmo tempo é indissociável dessa narrativa. No livro há quatro personagens principais: Esteban Trueba, que é o patriarca da família, um latifundiário que depois se torna senador; Clara, a clarividente, uma mulher sensitiva que pode conversar com os espíritos; Blanca, a filha de Clara; e Alba, a filha de Blanca. São três gerações de mulheres com personalidades diferentes, mas com histórias de vida muito marcantes que ao final praticamente se tornam uma só. O período abordado no livro é bem abrangente, do início do século XX até o golpe militar no Chile, em 1973, que é o contexto do final do livro, mas também é o ápice, é onde todas as histórias se unem. No livro temos uma narradora principal, que é Alba, e um narrador que aparece em alguns momentos, que é Esteban Trueba. Podemos dizer que Clara também é uma narradora, porque Alba conta a história que está nos diários de sua avó. Continuar lendo “A Casa dos Espíritos (livro)”

A História sem Fim – De volta à Fantasia

Existe um momento em nossas vidas em que acreditamos em muitas coisas extraordinárias. Criamos mundos fantásticos, imaginamos que o tanque da casa cheio de água é um mar gigantesco, que o terreno baldio da rua de trás é um estádio de futebol, conversamos com amigos imaginários que podem ser pessoas como nós, mas também podem ser fadas, animais falantes, até extraterrestres. Há ainda quem acredite em … Continuar lendo A História sem Fim – De volta à Fantasia

Precisamos Falar Sobre o Kevin

Gostaria que toda adaptação para o cinema deixasse nas pessoas essa vontade de ler o livro, como Precisamos Falar Sobre o Kevin causou em mim. Para os novos leitores do blog e para os antigos que não se lembram, falei sobre o filme aqui, após ler outro livro da Lionel Shriver, “Tempo é Dinheiro”. Esse livro – que é posterior ao “Precisamos Falar Sobre Kevin” … Continuar lendo Precisamos Falar Sobre o Kevin