Home>Biografia>Sófocles – de Antígona à Édipo-Rei

Sófocles – de Antígona à Édipo-Rei

Podemos dizer que Sófocles (497 A.C.-406 A.C.) ao lado de Ésquilo e Eurípides foram os maiores dramaturgos que a Grécia Antiga celebrou. De todas as obras escritas por Sófocles, sua maior é, com certeza, Édipo Rei, a responsável por consagrá-lo em sua época.

Sófocles viveu durante o período de ouro da Grécia, nascido na cidade em Colono, próximo de Atenas. E por ser filho de um rico comerciante de armaduras, teve acesso a boa educação. Além de ser nascido em uma família abastada, Sófocles, podemos dizer foi abençoando pelos deuses.

Por causa de sua beleza física, talento e bravura, aos dezesseis anos de idade foi escolhido para dirigir o paean, uma espécie de canto coral em celebração aos deuses por causa da vitória sobre os persas na batalha de Salamina.

Em 468 A.C., aconteceram as competições dramáticas anuais em homenagem ao deus do vinho, Sófocles, escreveu 123 peças para participar do evento e, 24 delas foram vencedoras e isso deu início a sua carreira de sucesso na dramaturgia.

 

Sófocles e o teatro grego

Além de seu talento, Sófocles percebeu no teatro tradicional a necessidade de inovar e incluiu mais um autor. Detalhe, seu contemporâneo, Ésquilo, já havia realizado uma inovação brusca no antigo teatro.

Só para você compreender: naquela época, o teatro era realizado por apenas um ator que contracenava com o coro. Ésquilo incluiu outro autor e passaram a colaborar entre si, depois veio Sófocles incluindo mais um e depois é a vez de Eurípides com outros recursos.

 

As obras sobreviventes de Sófocles

Antigamente, muitas histórias eram passadas adiante pela oralidade. Algo que mudou ao surgir a escrita. E nem preciso dizer que, em termos de registro, o que estava escrito, estava escrito, diferente da oralidade que é possível sempre estar aumentando ou perdendo detalhes.

E de todos os trabalhos de Sófocles, apenas sete restaram. Ajax é uma delas, nessa podemos perceber a influência de Ésquilo. Depois seguido por Antigona, Édipo Rei, um de seus maiores trabalhos, Electra, As Traquínias, Filoctetes, Édipo em Colonos em que podemos acompanhar o final emocionante de Édipo.

 

Antígona

Antígona é conhecida como uma das maiores e melhores tragédias de todos os tempos. Nesta obra, Sófocles, fala a respeito de uma mulher que, desejando obedecer mais aos mandamentos divinos e morais, acaba se colocando e resistindo a um rei tirano. Claro que, a mulher, acaba morrendo no final (spoiler total).

 

Édipo Rei

Como dito algumas linhas acima, Édipo Rei é uma das maiores e mais famosas peças de Sófocles. Édipo era filho do rei de Tebas e de Jocasta. Depois de uma profecia do oráculo de Apolo a respeito daquele filho, o pai decide abandoná-lo em um bosque. A profecia tão temida pelo seu pai era a seguinte: quando Édipo chegasse à idade adulta, mataria seu pai e se casaria com sua mãe.

Pois bem, ele foi abandonado só que, acabou sendo encontrado por um pastor que passava por ali e o levou para Corinto, onde acabou sendo adotado pelo rei Políbio. Quando chegou à adolescência, ficou sabendo a respeito da profecia e decidiu fugir da cidade.

No meio do caminho, acabou se desentendendo com um viajante e o matou, detalhe, esse viajante era o seu verdadeiro pai, aquele que o abandonou por causa da profecia. Depois desse episódio, continuou seguindo para Tebas, onde encontrou uma cidade desolada por causa do enigma da esfinge.

Édipo, não temeu diante da promessa de ver aperitivo da esfinge e acabou aceitando o desafio. Édipo saiu vitorioso e ganhou a cidade, juntamente com a mão da rainha viúva que era o prêmio para quem vencesse o terrível monstro.

Jocasta e Édipo tiveram quatro filhos e depois acabam descobrindo a tragédia que se abatera sobre eles. Com  tal fato dantesco, a rainha tirou sua própria vida e seu filho/esposo, Édipo, vazou seus próprios olhos e deixou a cidade para morrer misteriosamente em Colono.

Essa obra de Sófocles inspirou o criador da psicanálise, Freud a intitular um dos grandes males da mente que impulsiona o desejo por nosso genitor (a), criando assim, um sentimento de rivalidade com o genitor de mesmo sexo. Nasce para Freud o “complexo de Édipo”.

Sófocles faleceu na Grécia, em Colono no ano de 406 A.C.

 

Conheça as frases celebres de Sófocles

 

“Não procures esconder nada, o tempo vê, escuta e revela tudo”.

“Só uma palavra nos liberta de todo o peso e da dor da vida: essa palavra é o amor”.

“Não existe testemunha mais terrível, acusador mais poderoso, do que a consciência que habita em nós”.

“Os males mais terríveis são aqueles que cada um faz para si próprio”.

 

 

 

Assinatura

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta