Home>Biografia>Safo e as Mulheres na Literatura Grega
Safo de lesbos

Safo e as Mulheres na Literatura Grega

Hoje em dia a participação feminina na sociedade tem se tornado cada vez mais importante, no entanto, alguns séculos atrás, as mulheres sofriam terrivelmente com limitações impostas por uma sociedade masculina.

As mulheres que marcaram seus nomes na história, com certeza lutaram, desbravaram e desafiaram uma série de padrões para conseguir dizer aquilo que queriam falar. 

Apesar do papel da mulher na sociedade de hoje, ainda presenciamos determinadas situações que mostra uma desvalorização de gêneros velada, como por exemplo, o fato de um homem e uma mulher ocupar um mesmo cargo e receberem salários diferentes.

Isso é apenas uma de muitas discrepâncias que ainda vemos em pleno 2020. Claro, algo mais discreto, já que tudo hoje em dia pode se tornar midiático. E se hoje é assim, imagine como eram as coisas alguns séculos atrás.

Mesmo assim, algumas mulheres se destacaram nas artes e hoje falaremos de uma que se tornou referência no gênero lírico, uma mulher de origem grega, onde toda a cultura, segundo historiadores se originou.

 

Conheça a maior poetisa grega

 

Considerada um dos maiores nomes gregos do gênero lírico, Safo, se não foi uma das primeiras escritoras gregas, com certeza, foi uma das primeiras a obter destaque com sua arte, marcando e transformando a literatura ocidental.

Segundo historiadores, Safo nasceu no ano de 612 A.C., na cidade de Mitilene situada na ilha de Lesbos, nordeste do mar Egeu. Uma poetisa que acabou sendo censurada devido ao teor de seus escritos.

Safo despejava sobre suas palavras um teor sexual que chocava a Igreja da época e, como sabemos, a igreja acabou desvirtuando uma série de pessoas em nome da fé e de seus dogmas, se queimaram mulheres por suas curvas, imagine alguém que escrevia sobre o assunto?

Claro, se pegarmos os textos de Safo onde em dia, provavelmente não veremos tanta sexualidade assim, no entanto, é preciso levar em consideração que hoje em dia tudo é mais na cara, enquanto, naquela época, era mais metaforizado.

Devido a sua poetisa erótica, a igreja católica acabou queimando diversos textos da autora e por isso, hoje em dia é muito raro encontrar registros de uma das primeiras autoras femininas que tiveram coragem de dizer aquilo que queria dizer.

 

Safo: uma autora polêmica

 

Para uma mulher, ainda mais naquela época, chamar atenção com alguns adereços era algo incomum. Tudo bem que vemos nos filmes de época, uma disputa silenciosa entre as mulheres que fazem parte da aristocracia.

E a vida de Safo não poderia ser diferente, primeiramente, alguns estudiosos acreditam que seus dotes artísticos se deram devido sua formação. Já que provinha da nobreza, teve acesso a instrução e aprendizados que somente os nobres tinham acesso na época.

Além disso, a vida de Safo é envolta de histórias obscuras e polêmicas. Algumas chegam a ser tão inverossímeis que fica difícil distinguir a lenda da realidade. Muita se fala a respeito de seu relacionamento com as mulheres, mas são dados inconclusivos.

Para você ter uma ideia da divisão de opiniões, alguns historiadores descrevem Safo como uma linda mulher, intensa e cheio de vida, já outras fontes a pintam como uma mulher fora dos padrões de beleza da época, baixa e magra. Ambos os lados concordam apenas em um ponto: sua atração.

Segundo fontes, a própria Safo reconhecia que seus dotes eram mais físicos que intelectuais. Era dona de cabelos negros e olhos tão belos que chamava atenção de qualquer pessoa, talvez tenha sido essa a verdadeira razão que resultou em seu destaque na época.

 

Safo e a ditadura de sua época

 

Se você acha que somente o Brasil viveu uma ditadura, engana-se. Na ilha de Lesbos, no ano de 593 A.C., foi instaurada a ditadura de Pitaco,  com auxilio de comerciantes bem sucedidos e membros que não eram tão prósperos.

Para contra-atacar, os aristocratas começam a lutar para reconquistar o poder, no entanto, são subjulgados e acabam sendo exilados, entre eles: o poeta Alceu e Safo que acabaram trocando correspondências ardentes, sem qualquer pudor, tudo em nome da liberalidade.

Depois disso, sua vida muda completamente. Safo, logo após seu exílio em Pirra, acaba sendo deportada para Sicília e acaba contraindo matrimônio com um empresário industrial em ascensão. Esse relacionamento gera Cleis, sua única filha e depois seu marido falece a deixando rica. 

 

O retorno à pátria

 

Depois de cinco anos distante de sua terra natal, Safo retorna tomando a liderança de sua comunidade no quesito cultural. Por estar solteira, sem compromissos, bela e ainda mais elegante, começa a viver em absoluta liberdade e sem qualquer preceito moral.

Safo cria uma escola voltada para garotas de elite de Mitilene e passa a versar a respeito de poesia, dança e música. Safo continua com suas paixões e acaba elegendo uma de suas alunas, a preferida, como sua amante, pelo menos até os pais descobrirem suas sandices e até mesmo, um triângulo amoroso entre aluna, professora e companheiro da aluna.

Esse foi um dos primeiros incidentes que se destacaram por toda cidade de Mitilene que, acabou forçando Safo a fechar sua escola e abandonar a instrução de suas tão queridas e amadas alunas.

 

As mais belas palavras de Safo

 

Como dizem, todo poeta ao sentir as dores terríveis do amor, geram as mais belas palavras e no caso de Safo, não poderia ser diferente. Após o rompimento com sua amantes Átis, Safo inicia uma época de belos poemas, entre eles: Adeus a Átis, considerado um dos mais belos e perfeitos.

Existem alguns historiadores que defendem que após tal desilusão e depois de uma certa idade, Safo voltou a se apaixonar por homens. Mas, são apenas especulações. Sua vida e carreira foi marcada por intenso preconceito e somente no ano de 1897, algumas de suas poesias foram trazidas ao mundo.

 

O fim da poetisa

 

Ninguém sabe ao certo qual foi o fim de uma da maior poetisa de todos os tempos (como é considerada), algumas fontes acreditam que cometeu suicídio, outras fontes, que se apaixonou por um marinheiro e outras, que ela chegou à velhice.

Quanto ao derradeiro fim de sua vida, como uma grande parte de sua vida, continua e, provavelmente continuará uma incógnita, no entanto, algo que todos os historiadores e pesquisadores concordam é: que Safo realmente é uma das mais belas e perfeitas poetisas que o mundo já conheceu.

Se você deseja ler algo de safo, saiba que a Amazon possui uma obra dela para kindle, completamente gratuita. Basta clicar aqui.

 

 

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta