Publicado em Literatura

O Anticonformista

Para muitos, a vida de um filosofo não parece ser interessante. Para outros, falar sobre filosofia é algo chato e só obrigatório porque devemos aprender na escola. Por isso muitos se surpreendem ao descobrir que um livro de filosofia pode se tornar um sucesso de vendas. Mas o francês Luc Ferry tem trabalhado (e conseguido) que livros filosóficos sejam procurados com afinco.

Ferry é filosófo e político, chegando a ser ministro da educação na França no inicio do século XXI. Com a proposta de escrever de forma simples, tem conquistado leitores que hoje veem a filosofia com outros olhos e agradado também àqueles que adoram ler sobre o assunto.

O último livro do autor, O Anticonformista (Ed Difel) é uma autobiografia que leva ao leitor conhecer mais sobre o autor e como ele encontrou a filosofia na sua vida. Escrito junto com a jornalista Alexandra Laignel-Lavastine. O livro foi produzido diante de uma entrevista, onde a jornalista montou suas perguntas e separou os capítulos por temas, desde sua família e criação, à vida na escola até questões políticas. Separado em 12 capítulos, as perguntas feitas retornam com lembranças e opiniões que buscam chegar ao leitor de forma simples e completas.

A Intenção de Ferry com o livro é, em um primeiro momento falar sobre criação e como conheceu a filosofia. Filho de um piloto de corridas, fez parte dos estudos fora das salas de aula, no que conhecemos como ensino à distância e foi na adolescência que conheceu a filosofia que, assim como os irmãos, abraçou e se tornou filosofo (que ele afirma que so foi realmente entender décadas depois). A vida de Luc Ferry era tão simples que ele sequer sabia que existiam cursinhos preparatórios para entrar na universidade. A partir daí que o autor começa sua jornada formando sua opinião e caráter para, logo mais tarde, formar opiniões como professor e escritor.

Não pense que no livro vamos somente ouvir a história da vida de Ferry. Neste livro tem muito de sua opinião e valores pessoais, políticos, seu entendimento sobre filosofia e religião e, claro, a criação e repercussão de seus livros. Na minha opinião estes são os motivos que fazem o livro ser interessante, já que permite o leitor não só conhecer a vida do autor, mas principalmente o que se passa em sua cabeça, suas teorias e posicionamentos politicos. E tudo isso de uma maneira bem clara e direta.

Este não é um livro difícil de se ler, mas é um livro que precisa ser degustado pelo leitor. Em cada capitulo, temos uma época de vida de Luc, no qual ele não só relata o acontecimento, como esclarece sua visão dos acontecimentos e seus pensamentos, sempre buscando ser o mais honesto possível. Do inicio até o fim do livro, vamos recebendo doses de filosofia, no início bem pequenas, mas vão aumentando a medida que avançamos na leitura.  Uma forma de fazer o leitor conhecer sua vida e entender a filosofia e como essa atrai o autor.

Quem gosta dos livros de Ferry, vai adorar conhecer a vida dele e a influência da família e da filosofia em sua vida. Para quem não conhece, é a chance de entender uma forma simples a filosofia e, claro, como um filósofo nasce.

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

2 comentários em “O Anticonformista

  1. Nunca tinha ouvido falar desse filósofo e como eu me interesso por filosofia ao estilo “Alain De Botton” tenho mais um motivo para ler esse livro.Adoro filosofia.Era uma das minhas matérias preferidas na escola então, tenho certeza que vou gostar desse livro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s