Desafio Literário: outubro – 2018: Octavia E. Butler

Oi, pessoas!

Por mais atrasada que eu esteja, vou publicar sobre todas as leituras do ano passado e deste ano. Achei que seria possível terminar as publicações de 2018, no máximo, em abril, mas devido à minha realidade atual de estudar e trabalhar, foi impossível. Estou bem realista quanto à disponibilidade de tempo que tenho no momento, então não venho fazer promessas que não vou cumprir. Apenas continuo afirmando que tudo será publicado, eventualmente.

Pois bem, hoje venho falar sobre a leitura de outubro do meu desafio: 12 livros escritos por mulheres negras para 2018. Como sempre, divido esse tema em duas publicações: primeiro para falar sobre a escolha da obra e autora, segundo, para contar minhas impressões sobre livro.

Antes de tudo, preciso dizer que Octavia Butler não foi minha primeira escolha para essa lista. Não que eu não quisesse ler seus livros, mas porque, no fim, era preciso selecionar apenas 12 autoras. Naquele momento, outras obras chamaram mais minha atenção e deixei Kindred (o livro escolhido) para a lista infinita de próximas leituras.

Porém, aconteceu que não consegui ter acesso ao livro Não vou mais lavar os pratos, da escritora brasileira Cristiane Sobral, que estava na lista. Quando fiz as escolhas vi que ele estava disponível, mas, quando de fato fui atrás para ler, não o encontrei absolutamente em lugar nenhum. Fiquei triste, mas decidi adiar essa leitura para quando conseguir o livro e o substituí por outro. Pois bem, qual foi o critério para a substituição? Muito simples: escolhi um livro que eu já tinha e estava na minha estante esperando para ser lido.

Acreditem, há muitos livros nessa situação, mas Kindred – laços de sangue ganhou a disputa porque também foi recomendação de uma amiga (e eu confio muito nas indicações que ela faz de livros e filmes). Foi, de fato, uma ótima escolha! É um daqueles livros que você não consegue parar de ler. Mas vou deixar para falar sobre ele na próxima publicação.

Eu ainda não havia lido nada da Octavia Butler e descobri que seus livros estão sendo traduzidos no Brasil apenas muito recentemente. É maravilhoso que finalmente tenhamos acesso às suas obras, mas é triste que tenha demorado tanto tempo. Kindred, por exemplo, foi publicado em 1979 e só ganhou tradução em 2017! Antes tarde que nunca, não é mesmo?

Octavia E. Butler

Butler é considerada a primeira-dama da ficção científica e não é à toa, seus livros são muito interessantes, pois abordam questões de gênero e raça, principalmente, ao mesmo tempo em que trata de viagens no tempo, alienígenas, universos paralelos, etc.

Encontrei um vídeo bem curtinho que apresenta um pouco a obra de Butler. Está legendado em português, então assistam e se empolguem em conseguir um livro dela para começar a ler JÁ!

Em breve volto para contar minhas impressões sobre o livro Kindred.

Para ver a lista completa do desafio, com tudo o que já publiquei, clique AQUI.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.