Publicado em Literatura, Literatura Brasileira

Se Eu Fechar Meus Olhos Agora

Quando recebi o livro de Edney Silvestre, Se eu Fechar Meus Olhos Agora (ed. Record, 301 pág), me encantei pela capa. As escadarias que estão na capa me fizeram lembrar cidades do interior do país em outra época onde as ruas eram mais calmas. Ao ler as primeiras páginas, vi que imaginava o local que deveria estar, já podia sentir o ar que as personagens inspiravam e expiravam na história.

O livro é um romance. Para alguns, um romance policial, mas não deve ser confundido com qualquer livro policial. Há muito mais no livro do que um assassino, a mocinha e o bandido. Ali existe o ser humano, aquele que sofre, que pune, que é punido. E também existe a inocência, que apesar de ter noção da maldade humana, desconhece quão sórdido o homem pode ser.

A história se passa em um Brasil de anos atrás, quando Vargas já havia tirado a própria vida e antes dos militares tomarem o poder. Gira em torno do assassinato de uma mulher. O corpo é encontrado por duas crianças de 12 anos, que não acreditam na confissão do marido da vítima, que afirmou ser o autor do crime, e tentam descobrir a verdade.

Até aí nada de impressionante. Tudo acontece como em qualquer livro policial. Mas Edney Silvestre seguiu um caminho diferente. O óbvio aqui se choca com a realidade, e sabemos bem que uma criança não conseguirá desvendar um assassinato pois ninguém lhe dará ouvidos, que adulto contará fatos importantes para crianças?

O autor e jornalista Edney Silvestre

O diferencial está exatamente aqui. Não falamos de crianças qualquer. São meninos inteligentes, que também sabem que não conseguirão chegar muito longe sozinhos, por isso pedem ajuda a um velho, morador de um asilo da cidade. A Ajuda agora do idoso fará toda a diferença para que o mistério seja desvendado.

Com o desenrolar da história, o leitor fica mais angustiado para saber mais, e o foco não está somente em encontrar o  assassino, mas saber um pouco mais do porquê ela morreu. São poucos os livros que fazem nosso foco mudar de assassino para vítima, em Se Eu Fechar Meus Olhos Agora consegue isso de maneira fantástica.

Essa é uma história que foge dos padrões, e não é somente por sair do clichê. A narrativa utilizada por Edney foge um pouco dos padrões para este tipo de livro, é uma escrita mais poética, ouso até afirmar que se torna mais humana. Falo isso porque, se tivesse utilizado outra forma de escrita talvez não sensibilizasse tanto o leitor como ocorre ao ler o livro. E o consegue porque seu foco não está somente no assassinato, mas no impacto que ele provoca na vida das personagens. A época em que se passa a história, também está incutida no desenrolar do texto. Por vezes tive a sensação de estar diante de uma chanchada (embora do gênero esteja incutido mais no cinema do que na literatura) auge naquela época.

É uma historia que toca o coração do leitor. Nos instiga a ler cada vez mais e nos faz pensar um pouco sobre a dor, não da perda, mas do impacto que ela causa nas pessoas, sendo alguém próximo ou não. A qualidade e beleza da história rendeu a Edney Silvestre – que já é conhecido por seus trabalhos como jornalista – o prêmio São Paulo de Literatura este ano como melhor autor estreante. Prêmio mais que merecido por uma obra tão bela.

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

34 comentários em “Se Eu Fechar Meus Olhos Agora

  1. Bom não gosto de romances policias…e sua resenha do filme,apesar de detalhada e minunciosa,não me fez ter interesse me lê-lo…mas tenho certeza q para apreciadores do gênero…é uma boa pedida.

  2. Digo com td a sinceridade que nunca tinha ouvido falar, mas que vc contou deve ser muito bom. Valeu a dica e assim q tiver uma grana reserva foi adquirir.
    obs: por coincidência hj é o “aniversário”da morte/suicídio de Vargas né?

  3. Assim que li a matéria anunciando este livro como vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura, fui atrás de um breve resumo da história, e me interessei, porém lendo sua resenha Lu, tive certeza de uma coisa… “EU DEVO LER ESSE LIVRO!” Parabéns pela ótima resenha.

  4. Erico, não havia pensado nisso, mas sim, foi publicado no aniversario do suicidio de Vargas. Coincidência pura, pois não havia percebido.

  5. Poxa, fiquei curiosa pra ler o livro.
    Também me encantei pela capa, e já fui criando imagens na minha cabeça sobre como são as duas crianças, sobre o assassinato e tal…
    Ótima resenha!

  6. Luciana, me interessei pelo livro pelo o que você disse sobre o foco não estar no clássico “quem matou” para o “quem morreu”,principalmente.Não é o tipo de livro que costumo ler, mas por este me interessei.

  7. Gostei da sua crítica, bem fundamentada. Você é bem experiente. Achei magnífica a maneira pela qual você fala do livro. Me deu até vontade de ler. Vo colocar na lista dos meus próximos.

  8. Bem, não sou muito fã de contos policiais. Porém, como disse que o autor tem uma escrita poetica, me interessou um pouco! Vou dar uma aprofundada!

    Parabéns pelo blog!

    Abraço!
    Leandro Hellsing

  9. Muito bom, parece ser uma excelente leitura. E muito bom você disponibilizar essas sinopses de obras da forma qual faz. É uma boa forma de despertar a curiosidade para leituras que às vezes não teríamos oportunidade de conhecer.

  10. O Livro parece ser bem interessante, gosto muito muito de livros do gênero e esse parece ser diferente né. E escrito por um jornalista, que deve te ruam visão meio diferente, deve ser muito bom mesmo.

  11. Já ouvi falar muito bem desse livro.
    Está na lista dos que ainda vou procurar para comprar
    E ainda mais por ser de um autor brasileiro, melhor ainda.
    @Senna8D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s