Desafio Literário: 12 livros escritos por mulheres negras para 2018

2018 começa com meu novo desafio literário: 12 livros escritos por mulheres negras. Ano passado, após perceber a defasagem na minha formação como leitora, decidi ler apenas obras escritas por mulheres. Foi uma experiência incrível, mas falarei dela no final de janeiro, quando acabar de publicar sobre cada livro (como contei para vocês só esse mês vou terminar de contar minhas impressões sobre as leituras). Entre essas mulheres foram quatro autoras negras e percebi mais uma lacuna nas minhas leituras, por isso esse ano serão 12 livros – um por mês – escritos por mulheres negras.

O objetivo é também comentar esses livros aqui no blog, a cada mês, a fim de incentivar o conhecimento de um ponto de vista que não é masculino, nem branco, pois essa perspectiva dominante já nos foi imposta durante nossa formação escolar e acadêmica. Sei que talvez apareçam alguns comentários do tipo: “faltou tal autora”, então quero contar meus critérios de escolha. 1 – que fossem escritoras que eu nunca tivesse lido (algumas até já conhecia, mas ainda não li nada escrito por elas); 2 – que houvesse tradução em português (apenas um livro está em espanhol); 3 – que constasse uma escritora colombiana. Assim como no desafio anterior, quis inserir uma mulher do país onde vivo atualmente, para expandir também meu conhecimento sobre essa cultura; 4 – que houvesse certa diversidade de lugares do mundo. São três escritoras brasileiras, é verdade, mas entre as demais tentei diversificar. Não sei se fui bem sucedida, mas aí entra o último critério que é: 5 – obviamente, eu precisaria ter um interesse pelo livro. Li várias sinopses para encontrar os que mais me interessaram. Foi difícil ficar em 12, mas os que não estão nessa lista “oficial”, estão como futuras leituras, com certeza. Dito isso, apresento a lista, pra quem quiser me acompanhar nessa aventura literária.

Webp.net-gifmaker


Janeiro: Ponciá Vicêncio (Conceição Evaristo)

Fevereiro: Precisamos de novos nomes (Noviolet Bulawayo)

Março: Antología de mujeres poetas afrocolombianas (Várias autoras)

Abril: Má feminista (Roxane Gay)

Maio: Um defeito de cor (Ana Maria Gonçalves)

Junho: O alegre canto da Perdiz (Paulina Chiziane)

Julho: Cartas para minha mãe (Teresa Cárdenas)

Agosto: O pomar das almas perdidas (Nadifa Mohamed)

Setembro: Esse cabelo (Djaimilia Pereira de Almeida)

Outubro: Contornos do dia que vem vindo (Léonora Miano)

Novembro: Amada (Toni Morrison)

Dezembro: Não vou mais lavar os pratos (Cristiane Sobral)

Para mim os desafios literários são, na verdade, metas de leitura. Obviamente é algo também pessoal, mas se alguém quiser se juntar a esse desafio, me avise, vamos trocar figurinhas! De qualquer modo, espero que essa lista seja também de inspiração para leitores novos e velhos, um convite a conhecer perspectivas de mulheres negras em um mundo machista e racista.

Boas leituras para nós em 2018!

Anúncios

6 comentários sobre “Desafio Literário: 12 livros escritos por mulheres negras para 2018

  1. Que ótimo, Sousa Mathièu! Espero que você volte aqui depois pra gente trocar algumas figurinhas sobre as leituras, então, Acabei de ler o da Ponciá, que livro maravilhoso! Logo, logo, vou falar dele aqui. Obrigada pelo comentário.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.