Publicado em Literatura

Uma nova leitura dos velhos mandamentos

 Crendo ou não na inspiração divina das Escrituras, a maioria de nós livro_thumbaprendeu a ter a mesma impressão negativa e rígida sobre os Dez Mandamentos. Independentemente se seguimos ou não esses mandamentos, nós somos levados pensar ou de fato pensamos que a finalidade daquelas ordens é simplesmente a pura satisfação de Deus. Não conseguimos enxergar naquelas palavras um conjunto de sugestões e dicas que tornam a nossa vida melhor, e não a de Deus. Mas é exatamente essa a idéia principal do livro “Os dez mandamentos para uma vida melhor” (Thomas Nelson Brasil, Willian Douglas, 184 páginas). Mudar essa visão extremamente negativa dos mandamentos e refletir sobre os aspectos positivos deles é a proposta apresentada e desenvolvida ao longo do livro.

 Porém é inegável que aquele monte de “nãos” dificultam bastante essa tarefa. Fica difícil ter uma percepção positiva natural daquele monte de proibições. É necessário aprender a enxergar a essência positiva inerente a elas. Somente assim é possível deixar de ver essas regras como palavras que apenas nos limitam e passar a vê-las como palavras que ampliam nossa possibilidade de viver melhor. Ao longo da leitura, após mostrar a importância de compreender corretamente o propósito dos mandamentos de modo geral, o autor destaca por meio de exemplos, como quebramos os princípios dos mandamentos em diversas situações da nossa vida, e sugere também algumas atitudes e ações simples que podemos adotar para que o benefício de cada mandamento possa ser obtido por nós. Ele defende que os benefícios de seguir os princípios contidos nos mandamentos são proveitosos até mesmo para as pessoas que não são religiosas e tenta mostrar isso por meio de vários exemplos.

 De forma simples e sem pretensão esse livro ressalta que a sabedoria contida nos Dez Mandamentos é de extrema validade para uma sociedade secularizada e relativista como a nossa, porque nele é salientado o caráter universal que eles possuem. Basta ponderar sobre as dificuldades e problemas pessoais e sociais que vivemos ainda hoje, apesar de todos os avanços dos mais variados campos da ciência, para ficarmos mais cientes da importância dessas orientações bíblicas. Evidentemente que nos dias de hoje cogitar a aplicabilidade de textos bíblicos para a vida pessoal das pessoas parece algo pouco prático, além de ser um discurso atrasado para os que são avessos à religião. Mas apenas o preconceito de cada um é o principal obstáculo para que não se veja no mínimo a razoabilidade deles. Por isso não importa a diversidade de opiniões que temos sobre as orientações dos mandamentos. Todos nós temos a oportunidade de lançar um olhar mais cuidadoso e amplo sobre esse conjunto de orientações que resiste ao tempo.

http://www.thomasnelson.com.br/os10mandamentos/

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

22 comentários em “Uma nova leitura dos velhos mandamentos

  1. Na realidade, pelo menos é essa a forma como penso, a bíblia foi criada para tentar disciplinar a mente e os instintos do ser humano, assim como os 10 mandamentos. As religiões existem com esse objetivo: tentar conter os ímpetos humanos.

  2. Acho que a raiz desse mal começa no momento em que ela passa pra criança…. que apenas absorve as palavras e nem deve explicar os porques disso e daquilo, eh apenas pq “Deus, o ser supremo, mandou e obedeça cegamente senão….” e tem mais esses mandamento serviram de base pra uma civilização primitiva, eh a base, surgiram outras, so que nao mistica, com pensamento magico…não eh dificil imaginar uma catastrofe mundial abata o planeta dizimar bilhoes de pessoas, e pessoas criarem novas regras pro jogo, novos amalgamas, quem sabe lendas antigas ganham mais força e se tornem verdades…valeu por passar la no blog, os contos populares sao parecidos pq somos muito previsiveis, pois em algum momento da vida sempre pensaremos iguais, mas nunca no mesmo momento…rs

  3. a cabana é um livro que nao deixo de indicar, de vender, e emprestar, ainda vou resenhar ele rs.

    A questao dos dez mandamentos colabora para que possamos conviver melhor com o ser humano, nao podemos negar isso. Sem regras, nao ha como haver vida civilizada (ou pelo menos tentarmos).

  4. A questao dos dez mandamentos colabora par aque possamos conviver melhor com o ser humano, nao podemos negar isso. Sem regras, nao ha como haver vida civilizada (ou pelo menos tentarmos)..isso nao podemos negar nao é?

  5. Se conseguir ser mais que só auto-ajuda então há de ter o seu valor. Reflexivo e problematizador esse livro me serviria, já que sempre olhei para os 10 mandamentos de olho torto, parecendo ditadura. E não há quem me faça entender porque “cobiçar (cobiçar!) a mulher do próximo” é tão ruim quanto matar ou roubar.

    enfim, eu gostei desse blog!
    voltarei mais vezes ; )

  6. Considerando que se a maioria da população deste país conhecesse e fizesse uso do que os 10 mandamentos dizem seria um otimo livro pra eles…. mas não sabem nem usar 1% de bom-senso quem dirá os 10 mandamentos!

  7. É realmente imprescindível a aceitação de todos os mandamentos… são, realmente, necessários para a vida do homem em qualquer época… tanto éh que a Bíblia é o Livro mais antigo e mais vendido do mundo. Ele foi aplicado à vida das pessoas antigamente, e atualmente… e nunca, jamais, sairá de circulação como qualquer outro modismo que o homem criou, afinal, a Bíblia é obra do Espírito Santo… e, sem dúvida, tudo o que há nela escrito, não só os 10 mandamentos, é correto…

    …Pra finalizar, quero deixar uma coisa mais transparente que, talvez, não foi citada no livro: Deus não quer apenas que sigamos os mandamentos… Ele quer que renunciemos todo o mundanismo e que tenhamos comunhão com Ele… Não devemos conhecer Jesus apenas por ouvir falar… Temos que possuir uma relação amigável, afinal, Ele é o melhor amigo que uma pessoa pode ter.

    Falei demais… desculpa os excessos…
    Abç
    O meu:
    http://www.tonblogando.blogspot.com

  8. Poxxaa… muiito OBRIGADO pelas palavras cariinhosas… Eu fico muito feliz de estah agradando as pessoas com os meus textos e possíveis comentários…

    Gostei muito desse blog tbm, os temas abordados nele éh sempre muito bom de comentar !!
    …e não éh por obrigação ou por troca de gentileza que eu tb estou me tornando seguidor hein.. Éh pq vc merece, parabéns !

    http://www.tonblogando.blogspot.com

  9. Olá amado! Seu blog é muito bonito, está de parabens! Será que poderiamos fazer uma parceria? Eu já add seu link, ok? Agradeço desde já! 😉

  10. Deve ser um livro interessante, e a resenha sem dúvida, bem escrita, nos convida a deixar o pré – conceito de lado e olharmos com uma perspectiva diferente, melhor ainda, olharmos pela perspectiva de Deus.
    Foi Ele que criou as regras ou mandamentos que constante e desenfreadamente quebramos, se tão somente parássemos de olhar a questão das proibições e observassémos mais o cuidado e o amor do Pai expressos em Seus mandamentos, então veríamos que não há sacrifício ou peso algum em seguí-los, porque assim estaríamos vivendo de acordo com Sua vontade, que indubitavelmente, é boa, perfeita e agradável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s