Desafio Literário: agosto – 2018: Ana Maria Gonçalves

Oi, pessoas!

Finalmente voltei com minhas publicações dos desafios literários. Falo no plural, porque ainda estou devendo leituras do ano passado, mas 2019 começou com tudo. Expliquei em publicações anteriores os motivos do atraso, então não vou repetir tudo hoje, vou começar de uma vez falando sobre a leitura que seria de agosto, mas que comecei em julho do ano passado e só terminei em janeiro desse ano: Um defeito de cor, da Ana Maria Gonçalves. Como sempre faço, vou dividir essa conversa em duas partes: hoje quero comentar sobre a escolha do livro e da autora, na próxima publicação contarei minhas impressões sobre o livro.

Na verdade, não foi difícil escolher Um defeito de cor para essa lista. Há tempos queria ler esta obra, pensei em colocar na minha lista de 2017, mas decidi que não por causa do tamanho do livro: 952 páginas! Não é que eu tenha medo de livro grande, mas considerando que o objetivo era ler um livro por mês, achei que não seria possível com tantos outros compromissos para dar conta. Mesmo assim, em 2018 fiz essa loucura de me arriscar a lê-lo em um mês. Obviamente não funcionou e, honestamente, não recomendo a ninguém que tente fazer tal coisa. Não que não seja possível, mas porque é um livro tão cheio de detalhes e com histórias tão importantes e profundas que o ideal, na minha opinião, é mesmo uma leitura mais lenta, para saborear cada parte com a atenção que ela merece.

Mas vamos deixar o livro para depois, o que eu queria dizer é que ele já era uma escolha há um bom tempo e o que fiz foi encaixá-lo na minha lista de 2018, me obrigando a parar de adiar essa leitura. Não me lembro exatamente como conheci a obra ou a autora, só me lembro de ter ficado bastante curiosa por ler uma história ambientada no tempo da escravidão, narrada por uma mulher que havia sido escravizada.

Me impressionou também saber que Ana Maria Gonçalves havia demorado quatro anos para produzir esse livro, entre pesquisas, escrita, reescrita e revisão. Trata-se de um trabalho grandioso (em todos os sentidos) e o resultado não poderia ser medíocre, o livro é aclamado e, sem dúvidas, de extrema importância para a Literatura e a História brasileira.

Ana Maria Gonçalves – Foto: Leo Pinheiro

Ana Maria Gonçalves é mineira, publicitária por formação. Mas em determinado momento de sua vida, depois de muito trabalhar nessa área que já não atendia aos seus anseios, decidiu se dedicar à escrita. Acho muito interessante a história que ela conta, sobre como resolveu ir viver na Bahia para pesquisar e escrever sobre a Revolta dos Malês, e como isso a levou a escrever Um defeito de cor. Vale a pena assistir as entrevistas a seguir, na qual ela fala um pouco sobre esse assunto, mas também fala sobre a importância de contar a história dos negros no Brasil, sobre Literatura, etc.

Além desses vídeos, recomendo também essa entrevista AQUI, especificamente sobre o livro Um defeito de cor, em que ela fala sobre a pesquisa que realizou, o fato de ser um romance que mistura ficção e realidade, é bem interessante!

Por fim, recomendo um grande achado que fiz, que é um blog escrito pela própria Ana Maria Gonçalves. Esse blog existiu durante o ano de 2006, mas ainda está lá firme e forte. Eu, que amo blogs, já achei minha nova fonte de leitura na internet (até acabar todo o blog, porque ele teve o fim definido desde o início). No blog também é possível encontrar outro livro escrito pela autora, Ao lado e à margem do que sentes por mim, que, segundo a própria autora conta no blog, não será mais publicado. Mas está disponível capítulo por capítulo nesse site, para quem quiser ler.

É possível encontrar outros escritos da Ana Maria Gonçalves pela internet: artigos, críticas, etc. E há diversas entrevistas feitas com ela espalhadas por aí. Mas estou ansiosa mesmo é para saber quando será publicado seu novo livro, que, ao que parece, está a caminho.

Espero que vocês tenham se interessado em conhecer melhor essa autora e em ler Um defeito de cor. Definitivamente, é um livro que todo mundo no Brasil deveria ler. Não sou muito de usar as expressões “tem que”, ou “deve” quando se diz respeito à leitura, mas nesse caso, sim, preciso usar.

Em breve volto para falar sobre o livro Um defeito de cor.

Se quiserem ver a lista completa do meu desafio de 2018, cliquem AQUI.

Até logo!

Anúncios

2 comentários sobre “Desafio Literário: agosto – 2018: Ana Maria Gonçalves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.