Publicado em Principal

Risíveis Amores

Imagens_Livros_Normal_LV320559_NA sexualidade e o amor são temas e acima de tudo, realidades ambivalentes que são capazes de inspirar seriedade e comicidade ao mesmo tempo, dependendo apenas da perspectiva pelos quais esses temas e essas realidades são percebidos.Quando não se encontra o equilíbrio entre a face séria e o lado cômico do amor, a experiência de relacionar-se com o outro pode se descaracterizar e se tornar confusa. A escolha de um extremo pode fazer o amor ser um ato insuportavelmente sofrido e grave para aquele que ama. Já a escolha do outro extremo, o de não levar o amor a sério na medida necessária pode tornar o ato de amar uma experiência débil e desvirtuante.

Em Risíveis Amores ( Milan Kundera, Editora Companhia das Letras) esses aspectos sérios e cômicos inerentes no ato de amar e de se relacionar com alguém são narrados de modo equilibrado e perspicaz através de uma variedades de situações e de tipos humanos. Ao todo são sete contos e em suas tramas, uma mentira, uma brincadeira, alguns encontros e desencontros, uma tentativa de suicídio, ou seja, variados arranjos de acontecimentos e personagens acabam por levar o leitor a um aprendizado valioso sobre as relações humanas.

Apesar de se tratar de um livro de contos é interessante notar que de certo modo, não há uma ruptura na leitura quando avançamos por cada uma das histórias porque todos os contos apesar de distintos, fazem parte do mesmo universo e estão unidos através do mesmo tema. Por causa do amor e do sexo as pessoas agem dos mais variados modos:  são capazes de ter atitudes e sentimentos que vão dos mais abnegados aos mais mesquinhos, dos mais ingênuos aos mais ardilosos.Contudo ainda que equivocadas as ações humanas são para o bem ou para o mal, fortemente impulsionadas por essas duas forças poderosas.

Ao contrário do que o título pode sugerir, Risíveis Amores não é um livro concebido para fazer graça e nos levar ao riso.Ao contrário, ele nos conduz a uma reflexão madura e sóbria sobre os diversos modos de amar e ser amado.E essa sobriedade propicia a visão do lado risível do amor e de nós mesmos quando nos propomos a amar, pois o amor se mostra risível quando evidencia a incoerência, o egoismo e a ingenuidade das pessoas. Em síntese, variadas emoções e possibilidades marcam a prosa do livro e podem ser absorvidas da leitura dos contos.Milan Kundera, consegue realizar tudo isso por meio de uma escrita direta e simples mas com paradoxal profundidade ao mesmo tempo.

2 comentários em “Risíveis Amores

  1. Achei o blog por acaso, mas não pude deixar de comentar. Achei o site muito bom e gostei muito das resenhas.

    Conheço o livro A insustentavel leveza do ser, é perfeito. O cara tem o dom para escrever bem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s