Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira, Literatura Infanto-Juvenil

Marina

Marina (Suma das Letras) é um livro infanto-juvenil por Carlos Ruiz Zafón (escritor que ganhou fama com o livro A Sombra do Vento). Decidi ler o livro esse mês após muitos colegas terem falado muito bem do livro. Como nunca li nada dele fiquei curiosa e coloquei ele na lista do desafio literário.

O livro conta a história de Óscar, um jovem adolescente que sem querer, entra em uma casa e rouba um relógio. Com a consciência pesada, ele retorna à antiga casa para devolver o relógio, e acaba conhecendo os moradores de lá: Gérman e sua filha Marina.
Marina e Óscar acabam ficando muito próximos e começam a se aventurar em descobrir quem é uma senhora que todo mês visita um túmulo sem nome no cemitério próximo. Mas eles acabam descobrindo uma história macabra onde os mortos podem reviver e uma triste história de amor. A história também não acaba feliz para Oscar, que acaba tendo um grande perda, que mudara sua vida e o fará questionar se reviver os mortos é ou não ético.

Desculpe leitores, mas ler esse livro foi outra decepção para mim. Não, o livro não é horrível, mas não me prendeu. Acredito que não foi pela história que possui um enredo até interessante, mas o texto em si. Repleto de clichês, a história acaba ficando sem graça, como que já lida. Acredito que isso se deu por Zafón trabalhar como roteirista (acaba misturando os trabalhos), mas não me pegou.

Não vou negar que comecei 2012 bem “azeda” e que a cada dia fico mais vidrada nos clássicos. Posso até pensar em ler novamente o livro daqui alguns meses e ver se não acho o auor tão chato, mas por enquanto, a resenha será curta e bem direta. Não vou ficar indicando Marina para os clientes depois dessa experiência.

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

3 comentários em “Marina

  1. Ai, como é ruim se decepcionar com livros assim! Ainda mais quando a gente cria certa expectativa… A história do livro parece legalzinha mesmo, mas vou confiar no seu bom gosto e não colocar ele na minha lista de próximas leituras, por enquanto. rs.

  2. Foi bem como eu disse quando conversamos. O livro não é ruim, a história é bonitinha, mas acho que basta ler um livro de Záfon para ler todos, afinal a estrutura das obras são sempre as mesmas. Ao ler os livros (A Sombra do Vento e Marina), tive a impressão que o autor não se arrisca. Lógico, sem contar os clichês, mas isso até deixo passar, sendo esse um dos primeiros livros do autor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s