Home>Cultura>Geração Millennial Dentro do Mercado de Trabalho

Geração Millennial Dentro do Mercado de Trabalho

A geração Millennial é um assunto recorrente em diversas disciplinas do conhecimento. E ela não é diferente quando se trata do mercado de trabalho.

É uma realidade que todo empreendedor deve lidar atualmente. Eles estão presentes no público-alvo, na frente de trabalho ou na seleção de recrutamento.

E é justamente sobre esses últimos itens que o texto de hoje vai falar sobre. Seja para o caso de um concentrador de oxigênio preço ou de uma start up inovadora, os Millennials precisam ser pautados para que a empresa cresça junto com eles e com o esforço real desse grupo.

 

O que é a geração millennial?

Antes de contextualizarmos esse nicho dentro do mercado de trabalho, é importante localizá-los dentro da história. 

Os Millennials, também conhecidos como Geração Y, geração do milênio ou geração da internet, representam a população específica nascida entre 1980 até o início dos anos 2000. No entanto, é possível encontrar a faixa entre 1980 e 1995.

O consenso é: são eles que vivenciaram a conectividade em massa, a internet com rápida velocidade e a digitalização de diversos produtos. Foi uma época de avanço econômico e um enorme crescimento na inovação digital. 

O ponto chave aqui é a internet. Os membros da geração Millennial vivem com a internet. E isso vale para o meio pessoal ou profissional.

As gerações anteriores podem estranhar o agendamento de uma Balança comercial via internet, por exemplo, mas para o Millennial, essa é a tarefa mais o comum possível.

Porém, as diferenças aparecem não somente na questão de como acessar um produto, mas também nos desejos e preocupações de cada geração.

Se as gerações anteriores sonhavam com a casa própria e um carro, isso já não é vislumbrado pelo Millennial. E o mesmo é válido para as questões do ambiente de trabalho. Vamos conhecê-las no tópico abaixo.

 

Millennials dentro do trabalho

Há quem diga que os millennials revolucionaram o mercado de trabalho. O fato é: a mudança é perceptível e a adaptação é necessária. 

Para fazê-la, é importante entender como esse público funciona dentro do ambiente de trabalho. Alguns tópicos são importantes, confira abaixo:

  • Flexibilidade de horário e do local;
  • Empoderamento;
  • Aprendizado;
  • Engajamento pela causa;
  • Equilíbrio entre o pessoal e o profissional.

Percebeu como a mudança de perfil é relevante entre as diferentes gerações? Os comportamentos e preocupações mudam e, com eles, o ambiente também. No restante do texto, preparamos tópicos sobre cada um dos itens. Continue a leitura e saiba mais.

 

Flexibilidade de horário e do local

Para a geração Millennial, a flexibilidade de horário é uma das prioridades na escolha de um novo emprego. O trabalho remoto, estabelecido por conta da pandemia, veio para ficar por conta dos millennials. 

Isso quer dizer que trabalhar em qualquer lugar, em qualquer dia, sem pisar no escritório, seja para uma Guilhotina industrial ou para uma loja de vendas de roupas, é um diferencial a ser considerado na hora de recrutar alguém da geração Y.

Para eles, isso é um grande sinal de produtividade no trabalho, um dado de relevância para os dois lados da relação. 

Aliás, o home office se tornou um fator que privilegia ainda mais a permanência do funcionário da empresa. Foi o que determinou um estudo da Alelo, em dezembro de 2021, 53% dos entrevistados responderam que se adaptaram bem ao processo do home office.

Além disso, 41% acham que o home office é um fator positivo para o foco e a produtividade. Dessa forma, todas as gerações podem se beneficiar com o trabalho longe do escritório.

No fim das contas, seja para gerenciar o Centro de usinagem ou participar da produção audiovisual, essa mudança de visão proporcionada pela geração Millennial impacta a produtividade, aumenta os lucros e melhorar o bem estar dos funcionários. 

Empoderamento

Quando falamos sobre empoderamento no mercado de trabalho, estamos nos referindo ao reconhecimento pelo esforço e produtividade. Isso quer dizer que um profissional millennium aprecia comentários sobre o trabalho, pode ser positivo ou negativo.

O millennial pode trabalhar em uma companhia de uma junta de vedação e, mesmo com pouca experiência, entregar bons resultados, aceitar desafios e estar à frente de algumas decisões.

Os feedbacks contínuos garantem uma boa experiência para o membro da geração Y, pois dessa forma eles se sentem valorizados, o que fortalece o sentimento de pertencimento ao ambiente de trabalho.

Aprendizado

A questão de reconhecimento nos leva ao terceiro item que caracteriza a presença da geração millennial dentro do trabalho: o aprendizado. As ofertas de emprego que facilitam o ensino do que vai ser posto em prática é um fator positivo para os jovens dessa geração.

Como hoje em dia a maioria das ações são feitas com o auxílio de mecanismos digitais, mesmo que um funcionário não saiba usar a ferramenta, ele logo conseguirá aprender e colocar as atividades em prática por meio do que foi ensinado.

Isso acontece, é claro, por conta da conectividade presente de forma quase que instantânea na vida de um millennial. Ele já sabe o que fazer e como fazer, justamente por ter nascido e crescido em um cenário de intensa promoção tecnológica.

Muitas vezes isso facilita por eliminar um curso, um trainee ou a capacitação, dentro de uma empresa de Manutenção de máquinas industriais,  por exemplo. Na prática, você deve contratar um profissional, fazer com que ele aprenda na prática e elimine um investimento desnecessário.

Engajamento pela causa

O impacto financeiro não é mais o primordial para um millennial. Muitos deles se sentem mais motivados quando estão trabalhando por uma boa causa. Isso pode envolver desde questões sociais quanto a presença de ONGs ou movimentos sociais dentro do trabalho.

Se a sua marca ainda não possui uma ligação com uma ONG, uma parceria com algum instituto, estude localizar e concretizar algo semelhante. Essa ação pode envolver uma Máquina De Solda Mig Mag  ou algo mais localizado.

O que importa é que ao promover essa inclusão dentro do trabalho, a empresa terá uma imagem diferente tanto para o público quanto para o novo funcionário. Estamos falando de um acréscimo na motivação e na mudança do ambiente de trabalho.

Há também a possibilidade de fortalecer o engajamento ambiental. Os pequenos gestos como reciclagem, economia de energia ou ações práticas que fortaleçam a proteção ao meio ambiente ajudam na contratação e produtividade do jovem millennial.

Equilíbrio entre o pessoal e o profissional

Se o home office pode aproximar o funcionário da família, a empresa também pode promover práticas que auxiliam no equilíbrio entre a vida pessoal e o profissional. Isso acontece porque a geração Y não enxerga mais o trabalho como a principal parte da vida.

Para eles, é necessário cuidar do próprio bem estar, passar um tempo com amigos e família. Existe também um desejo pela conexão entre os colegas da profissão, de forma que o vínculo seja criado durante o trabalho.

De maneira geral, o que o profissional millennial busca é se sentir bem no ambiente de trabalho e, fora dele, poder realizar as suas tarefas de lazer de forma tranquila, sem maiores preocupações.

 

Como lidar com os millennials dentro do trabalho?

Não basta entender como eles agem, mas é necessário mudar a mentalidade empresarial para que a relação com a geração Millennial seja mais saudável durante as horas de trabalho. Confira abaixo algumas dicas que preparamos para você.

 

Seja aliado da tecnologia

Se o seu ambiente não possui métodos de trabalho adaptados para os modelos inteligentes de tecnologia, é hora de mudar. Para que a geração Millennial possa se sentir em casa, o investimento em tecnologia deve vir em primeiro lugar dentro da empresa.

Comunicação por meio de aplicativos, organização de dias e tarefas em programas especializados e presença nas redes sociais são algumas das ações que crescem aos olhos dos jovens que estão entrando no mercado de trabalho.

Modernize o fluxo de trabalho

O empreendedor deve abrir a mente e pensar que camisetas sociais como regra obrigatória para trabalhar não é mais o usual hoje em dia. Outra ideia que, aos poucos, vai saindo da moda, são os horários integrais de trabalho.

Tudo isso impede que o millennial se sinta bem dentro do trabalho. Não importa a área: seja para decidir os Anéis de segmento ou cuidar do marketing, o millennial procura pelo lazer e pelo bem estar durante o trabalho.

Se prepare para a geração Millennial!

Depois de aprender o que significa a geração Millennium, quais são suas características para o mercado de trabalho e como lidar com eles, você está pronto para adaptá-los à sua empresa. Se reúna com a sua equipe e se prepare para recebê-los da melhor forma.

 

Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta