Home>Biografia>Conheça Richard Powers

Conheça Richard Powers

 

Richard Powers é um romancista estadunidense cujas obras costumam explorar os efeitos e resultados das tecnologias modernas e da ciência. A sua obra “The Echo Maker” venceu o Prêmio Nacional dos Livros em 2006 na categoria ficção.

Powers também já conquistou diversos outros prêmios ao decorrer da sua carreira, incluindo o prêmio MacArthur Fellowship e o Prêmio Pulitzer de Ficção, que ele venceu em 2019 graças a sua obra “The Overstory”. 

No ano de 2021, Richard Powers conseguiu publicar treze romances, além de lecionar nas Universidades de Illinois e Stanford. Confira mais sobre a vida e trajetória desse romancista tão importante.

 

Infância e Juventude

Um entre cinco filhos, Richard Powers nasceu no dia 18 de junho de 1957 em Evanston, Illinois. Um tempo mais tarde, ele e a sua família mudaram-se para alguns quilômetros a oeste de sua terra natal. Foram para Lincolnwood, local onde o seu pai trabalhava como diretor de uma escola local. 

Quando o escritor tinha apenas 11 anos, ele e a família se mudaram definitivamente para Bangkok, na Tailândia, onde o seu tinha aceitado um trabalho na Escola Internacional de Bangkok. Foi nessa escola que Richard Powers acabou frequentando no seu primeiro ano, concluindo somente em 1972. 

Durante essa época que ele viveu fora dos Estados Unidos, Roberts acabou desenvolvendo algumas habilidades como música vocal e também desenvolveu proficiência em violoncelo, na guitarra, no saxofone e na clarinete. Ele também acabou se tornando um leitor ávido, apreciando não ficção, principalmente, e clássicos como a Odisséia e a Ilíada. 

Ele e a família voltaram para os Estados Unidos quando Richard tinha seus 16 anos. Depois de se formar em Illinois em 1975, o jovem escritor na Universidade de Illinois em Urbana, mas ele mudou para literatura no primeiro semestre.

Foi lá onde ele conseguiu o seu BA no ano de 1978 e o seu MA em Literatura no ano de 1980, que com certeza foi uma das principais razões da sua transferência de curso.

 

Romances e suas características

Powers aprendeu a programar computadores no estado de Illinois quando era usuário do PLATO, e acabou se mudando para Boston onde ele iria arrumar um trabalho com programação.

Em um determinado sábado de 1980, ele acabou vendo a fotografia “Young Farmers”, tirada em 1914 por August Sander no Museu das Belas Artes em Boston. 

Ele ficou tão inspirado ao ver a foto que largou seu trabalho como programador dois dias depois para poder escrever um romance sobre as pessoas que estavam na foto.

O então programador de computadores Richard Power passou os dois anos seguintes desenvolvendo o seu livro “Três fazendeiros em seu caminho para uma dança”. Essa obra foi publicada por William Morrow em 1985.

Esse livro é composto por três tópicos que vão se alternando: um editor de revistas sobre tecnologia que fica obcecado pela foto, uma novela com três jovens na fotografia em plena guerra e as reflexões históricas e críticas do autor sobre a mecânica daquela foto e a vida do Henry Ford.

Richard Powers acabou se mudando para a Holanda, onde ele escreveu sua outra obra intitulada “Prisoner ‘s Dilemma”, que era sobre uma relação entre a Companhia de Walt Disney e a guerra nuclear.

Até os dias atuais ele segue escrevendo sobre temas parecidos, mas tendo algumas mudanças ao decorrer dos anos. O seu décimo romance, por exemplo, intitulado como Generosity: An Enhancement, publicado em 2009 , mostra um professor de redação Russel Stone que se  encontra a sua ex-aluna, Thassa, que agora é uma mulher argelina cuja felicidade constante é muito explorada por alguns cientistas e jornalistas.

No ano de 2014 ele escreveu a sua obra Orfeo, que fala sobre um instrutor musical aposentado e que também é compositor de vanguarda chamado Peter Els. Ele é confundido com um terrorista após ser descoberto com um laboratório de genética clandestino na sua casa.

A sua obra “O Overstory”, lançada em abril de 2018, venceu o Prêmio Pulitzer na categoria ficção em 2019. Além disso, a obra foi indicada para o prêmio Booker e também foi a vice-campeã para o prêmio de Paz do Daylon Literária.

O seu trabalho mais recente, “Bewilderment”, que foi publicado em setembro de 2021, foi também indicado para o Booker Prize para o National Book Award. Esse livro é descrito como “um astrobiólogo pensa em um jeito criativo de ajudar o seu filho problemático e raro em um romance bem comovente e brilhante.

 

 

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta