Home>Arte>Filme “Ophir” é o grande vencedor do Fica 2021

Filme “Ophir” é o grande vencedor do Fica 2021

Festival recebeu 545 inscrições nas quatro mostras competitivas de 22 países diferentes

 

Na tarde deste domingo (19), ocorreu a cerimônia de anúncio dos filmes vencedores da 22° edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), no Cine Teatro São Joaquim, na cidade de Goiás.

Antes do anúncio, o Secretário de Cultura do Estado de Goiás, César Moura, subiu ao palco para falar dos desafios enfrentados neste ano e sobre o legado deixado por esta edição. César reforçou que o Governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, não mediu esforços para fazer o evento acontecer este ano.

Ele também elogiou o trabalho executado pela Secretaria de Cultura da cidade de Goiás e da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), pela união de forças e empenho para a concepção e organização do festival.

O Secretário comentou ainda que a parceria firmada entre a Secretaria de Estado de Cultura (Secult) com o Serviço Social do Comércio (Sesc), resultou em grandes benefícios para o evento e prometeu que em 2022 o festival será ainda maior. “A gente já está trabalhando o próximo Fica. Pretendemos fazer o maior e melhor Fica de todos os tempos. Vamos manter tudo que deu certo nessa parceria exitosa com o Sesc, com o presidente Marcelo Biocchi e com o Diretor Leopoldo, para fazer um Fica melhor e mais assertivo”, conclui.

Confira abaixo os filmes vencedores da 22° edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental.

Filmes vencedores da mostra Washington Novaes

Prêmio José Petrillo (melhor filme do júri imprensa):

Currais

Direção: David Aguiar e Sabina Colares

Prêmio Jesco Von Putkamer (melhor filme júri jovem):

Mata

Direção: Ingrid Fadnes

Prêmio Luiz Gonzaga Soares (melhor filme júri popular):

Primavera Púrpura

Direção: Silvana Beline

Prêmio Acari Passos (melhor curta ou média-metragem):

Volta grande

Direção: Fabio Nascimento

Prêmio João Bennio (melhor filme goiano):

Japão

Direção: Henrique Aguiar Borela

Prêmio Cora Coralina (melhor filme do ano):

Ophir

Direção: Alexandre Berman, Olivier Pollet

Menções honrosas:

Soldados da borracha

Direção: Wolney Oliveira

A Sad Se Spušta Veče

Direção: Maja Novaković

Vencedores da mostra de videoclipes

Melhor videoclipe goiano:

Nós Fiéis

Direção: Ana Aquino e Meg Gaertner

Melhor videoclipe nacional:

Coisa e tal

Direção: Eric Andrada e Gerson Marques

Vencedores da mostra de filmes goianos

Menção honrosa:

Relatos Tecnopobres

Direção: João Batista Silva

Melhor direção de arte:

Carol Breviglibri, por Sirumi

Melhor trilha musical:

Lily’s hair

Direção: Raphael Gustavo

Melhor som:

Tiago Camargo e Guilherme Nogueira, por Sirumi

Melhor atuação:

Hawalari Coxini, por Hawalari

Melhor montagem:

Rei Souza, por Choveu há pouco na montanha deserta

Melhor roteiro:

Lily’s hair

Direção: Raphael Gustavo

Melhor direção de fotografia:

Cássio Domingos, por Hawalari

Melhor filme de animação:

A menina atrás do espelho

Direção: Iuri Moreno

Melhor filme experimental:

Búfala

Direção: Tothi dos Santos

Melhor filme de ficção:

Hawalari

Direção: Cássio Domingos

Vencedores da mostra Becos da minha terra

Melhor roteiro e melhor filme:

Verde Cor de Rosa

Direção: Vincent Glen Gielen

Melhor direção:

A rua do chupa osso

Direção: João Dorneles

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta