Home>Cultura>O Que é um Pronome

O Que é um Pronome

A arte de escrever bem depende e muito do conhecimento da gramática. Entender o que é pronome, quando usar é essencial para que o texto seja coeso

 

Pronome é a classe da gramática responsável por determinar algum substantivo. Ou seja, os pronomes são palavras que podem variar de gênero e de número, estabelecendo relações com as três pessoas do discurso. Eles também podem não sofrer variações, a depender do tipo.

Os pronomes são capazes de fazer a indicação da posse de determinada localização ou objeto. Portanto, seriam todos os pronomes iguais? Bem, não é por aí.

Como os pronomes se relacionam com os substantivos, eles podem determiná-los ou substituí-los. Enfim, confira a seguir as definições, tipos e funções do pronome.

 

Qual a função do pronome?

Os pronomes têm função muito necessária. Afinal, eles determinam um substantivo. Eles conseguem assumir significado lexical no geral, ou seja, eles atribuem um conceito à palavra com a qual ele se relaciona.

Além disso, ele pode substituir os nomes, mas sempre dentro de um contexto onde já estão inseridos.

Por exemplo, na frase “As plantas que sobreviveram ao inverno rigoroso frutificaram com a nova estação”, podemos perceber que o termo “que” se apresenta como um pronome, substituindo da oração principal “plantas”.

No entanto, se analisar a frase “Aquele verso que você me falou apresenta uns termos complicados que eu não entendo.” a gente vê uma função diferente para a palavra.

A palavra “aquele” tem características de um pronome adjetivo, já que ele está indicando ao leitor o significado atribuído à palavra ou acompanhando um elemento nominal, estabelecendo a concordância de número e gênero.

 

Tipos de pronome

No começo do nosso artigo falamos que existem variados tipos de pronomes. Pois bem, cada um deles apresenta significados diferentes e que podem se referir a pessoas do discurso de certa oração ou às pessoas gramaticais. Portanto, pensando nisso, nós separamos todos esses tipos para você compreender melhor. Confira:

 

Pronome pessoal

Como seu próprio nome já aponta, esses tipos de pronomes indicam quem é a pessoa que está no discurso discurso e se divide em dois subtipos:

Pronomes pessoais do caso reto, onde supera a função do sujeito na oração, e os pronomes pessoais do caso oblíquo, que substituem os substantivos.

Vale lembrar que esses casos oblíquos conseguem ser átonos ou tônicos. Ou seja, os pronomes tônicos são os caracterizados pelo uso da preposição e eles podem exercer uma função de complemento nominal. 

Já no caso dos pronomes átonos eles não são seguidos pela preposição, e podem muito bem substituir o substantivo que ocupa o lugar do objeto indireto ou direto. 

Pronome de tratamento

O pronome de tratamento talvez seja o mais mais conhecido pelos estudantes. De maneira fácil, ele representa os termos de respeito que são usadas para estabelecer a comunicação com um interlocutor a partir da situação da formalidade. Confira alguns deles:

  • você: usadps em situações mais informais;
  • senhor(es) e senhora(s): usados para se referir a pessoas que ocupam certa posição de admiração;
  • Vossa Excelência: usados para falar com pessoas com alta autoridade;
  • Vossa Majestade: usados para se referir a reis e rainhas;
  • Vossa Alteza: usados para tratar os  príncipes, as princesas e os duques;
  • Vossa Santidade: usado para falar com um Papa;

Pronome possessivo – Os pronomes possessivos são aqueles que indicam posse, ou seja, se flexionam em número e gênero, fazendo concordância com os objetos da ação e com o substantivo. Por isso, é possível reconhecê-lo através das pessoas do discurso.

Pronome demonstrativo – Pronomes demonstrativos são nada mais nada menos que palavras usadas para indicar algo. Ela pode ter simples variações, pois vai depender do local de onde a pessoa está falando.

 

Pronome indefinido

Por outro lado, os pronomes indefinidos são aqueles usados apenas na terceira pessoa do discurso de forma indeterminada. Esse pronome faz referência ao substantivo de forma genérica, e isso Isso faz com que o mesmo assuma algumas formas invariáveis ou variáveis . Confira os exemplos:

  • variáveis: alguma, algum, nenhuma, nenhum, muita, muito, pouco, pouca, toda, todo, outro, outra, certa, certo, vários, várias, tanta, tanto,  quanto, quanta, qual, quais, uma, um,;
  • invariáveis: quem, ninguém, alguém, tudo, outrem, nada, cada e algo.

 

Pronome relativo

Esses tipos de pronomes possuem como foco retomar o substantivo já citado, normalmente mostrando uma nova oração a partir disso. Dessa forma, também é possível surgir de maneira invariável ou variável, isso vai depender do termo antecedente e de ocupar a posição de sujeito.ao local onde você nasceu.

Pronome interrogativo

Os pronomes interrogativos normalmente são os mais usados em nosso dia a dia. Afinal de contas, estamos sempre questionando algo, não é mesmo?

Esses pronomes, também conseguem ser invariáveis e variáveis, além de serem empregados a fim de realizar perguntas indiretas ou diretas. Confira alguns exemplos deles:

  • Pronomes variáveis: quais, qual,  quantos, quanto, quantas e quanta. Exemplos: quanto é que custa esse salgado? Quais lápis você quer comprar?;
  • invariáveis: quem e que. Exemplo: quem foi com você quando Luana chegou? Que foi que aconteceu com ela?

 

Pronome reflexivo

Para fechar, não é possível falar de pronomes e deixar de fora os pronomes reflexivos, não é mesmo? Eles são caracterizados como pronomes pessoais oblíquos e fazem a referência ao sujeito de determinada oração, ainda que eles possam ocupar um lugar de objeto indireto ou direto nas frases.

Nesse sentido, esses pronomes apontam quem é o sujeito praticante e quem recebe a ação dos verbos, como você pode ver:

  • 1ª pessoa do singular: me, mim. Exemplo: eu não me orgulho do que fiz;
  • 2ª pessoa do singular: te, ti. Exemplo: conhece a ti mesmo;
  • 3ª pessoa do singular: se, si, consigo. Exemplo: João já se preparou para o exame;
  • 1ª pessoa do plural: nos. Exemplo: lavamo-nos na praia;
  • 2ª pessoa do plural: vos. Exemplo: vós vos beneficiastes com isso;
  • 3ª pessoa do plural: se, si, consigo. Exemplo: eles se conheceram ontem.

 

Você consegue notar como os pronomes são fundamentais para o funcionamento da Língua Portuguesa e da nossa Gramática? Sem eles, seria muito difícil conseguir construir uma frase correta gramaticalmente e coerente com os textos.

Portanto, é essencial dedicar um tempinho de sua rotina para estudar todos eles com calma, fazendo algumas atividades para conseguir assimilar esse conteúdo com mais tranquilidade.

 

 

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta