Home>Principal>A trajetória do escritor e historiador Tom Clancy

A trajetória do escritor e historiador Tom Clancy

Tom Clancy foi um historiador e escritor estadunidense bastante conhecido graças aos seus enredos bem detalhados sobre espionagem e sobre ciência militar que aconteceram durante e após a Guerra Fria.

Ele é considerado o pioneiro do “Techno-Thriller”, que é um gênero literário híbrido que funde a aventura militar, ficção científica, ficção de espião e ação com realismo social. Confira um pouco sobre a trajetória e as contribuições desse importante autor. 

 

Biografia 

Thomas Leo Clancy Jr nasceu no dia 12 de Abril de 1947, em Baltimore, Estados Unidos. Pouco se sabe sobre a sua infância e juventude, mas boa parte dela foi vivida na cidade onde ele nasceu, Baltimore.

Foi lá inclusive que ele começou a trabalhar, mas não como escritor. O seu primeiro trabalho e ocupação profissional foi como professor de inglês em uma escola da cidade. Depois do período de professor ele mudou de carreira, e passou a trabalhar como corretor de seguros.

Nenhum desses trabalhos tem muito a ver com a carreira que consagrou Clancy, mas serviu de bagagens e experiência importante na sua vida. Ele só viria a trabalhar com o que ele sonhava aos 37 anos de idade.

 

Carreira literária

Foi em 1984, com 37 anos de idade, que Tom Clancy finalmente realizou o seu maior sonho: escrever e publicar o seu primeiro livro. A obra “A Caçada do Outubro Vermelho” conta a histório de um capitão de submarino da Rússia que deserta para os Estados Unidos.

Foi nesse livro que apareceu pela primeira vez o personagem Jack Ryan, um agente da CIA que se tornou figura principal em diversos romances do escritor.

Esse livro também revelou o pioneiro do gênero techno-thriller, as histórias das intrigas políticas com detalhes das novas tecnologias militares.

Logo em sua obra de estreia, Tom Clancy conseguiu receber excelentes críticas, mas o sucesso por completo ocorreu somente quando o então presidente estadunidense Ronald Reagan fez alguns elogios ao seu livro.

Esses elogios do presidente fez com que o livro “Caçada ao Outubro Vermelho” começasse a aparecer nas listas de obras com mais vendas pelo jornal The New York Times.

Esse livro acabou dando origem a um filme que tinha o mesmo nome, que foi realizado no ano de 1990 pelo John McTierman, tendo no elenco atores como Alec Baldwin e Sean Connery. Esse foi somente o primeiro de todos os seus livros que foi adaptado para o cinema.

O livro de estreia acabou revelando um autor que escrevia argumentos elaborados, com muito realismo e bastante autenticidade, no meio das grandes doses de mistério e suspense.

Depois desse momento, ele lançou diversos livros, obras que marcaram gerações. O Universo Jack Ryan, por exemplo, é uma série de livros com esse personagem centralizado na história.

Além do Universo Jack Ryan, Tom Clancy lançou diversos livros dentro do Universo Op-Center, Universo Net Force e Universo Power Plays, além de livros isolados, como Red Storm Rising, de 1996 e Against All Enemies de 2011.

 

Visão Política 

Tom Clancy sempre foi considerado um grande apoiador das ideias da direita conservadora. Ele já chegou a doar mais de 230 dólares para candidatos do partido Republicano entre os anos de 1994 e 2006.

Uma semana depois dos ataques do 11 de setembro, o escritor fez uma acusação a esquerda liberal de ter uma parcela de culpa pelos atentados por causa do enfraquecimento da CIA ter sido influenciado e apoiado pelos Democratas dos Estados Unidos.

Clancy disparou: “A CIA acabou sendo desmembrada pelos congressistas de esquerda que não apoiam as operações de inteligência. E como um resultado indireto dessa atitude, os estadunidenses perderam mais de 5 mil civis na semana passada.” O ataque gerou bastante polêmica.

O escritor também se comparou ao general Anthony Zinni, que era um crítico assíduo da administração de George W. Bush. Além disso, ele se manteve um grande crítico do ex-secretário da defesa Donald Rumsfeld, durante toda a sua gestão.

As suas opiniões políticas não influenciaram diretamente a sua obra. Porém, em algumas é possível ver uma forte influência do patriotismo e anticomunismo.

Ele se manteve politicamente ativo até a sua morte, no dia 1° de Outubro de 2013, em um hospital da sua cidade natal. O motivo da morte não foi divulgado.

 

 

 

 

                                             

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta