Home>Resenhas>O universo fantástico de Harry Potter

O universo fantástico de Harry Potter

Uma das séries infantis de maior sucesso nas últimas décadas e como conquistou o coração de pessoas de todas as idades.

 

Existe alguns momentos no mundo que, particularmente, não parece que determinada pessoas nasceu com aquilo virado para a lua, mas sim, com o corpo inteiro enterrado em nosso satélite natural. O que estou prestes a falar neste artigo é de uma série de livros que, não só encantou o planeta inteiro, como fez e ainda faz parte da vida de muitas pessoas.

Harry Potter e a Pedra Filosofal é o primeiro livro da série. Foi lançado no dia 26 de junho de 1997 apenas no Reino Unido, no Brasil, o livro foi lançado no começo de 2000 e já chegou com aquela febre de sucesso. Aconteceram filas e mais filas pelo mundo inteiro com o tão esperado lançamento e, na época, a maioria dos jovens estavam acompanhando a saga do pequeno bruxo.

 

Um pouco sobre a autora de Harry Potter

 

Atualmente, J.K. Rowling é considerada uma das mulheres mais ricas da Inglaterra, no entanto, essa fama chegou apenas com a estabilidade de seus livros. Acho que nem preciso mencionar que, a saga de Harry Potter foi traduzida para diversos idiomas, tamanho seu sucesso. Mas, como estava falando, nem tudo na vida dessa autora foi flores.

Antes do sucesso, Joanne vivia em Portugal com marido e filha, segundo biografias, o marido era violento e, em determinado excesso, a autora decidiu voltar para sua terra natal, a Inglaterra. Ela fez a viagem de trem e foi durante esse percurso que lhe veio a mente toda a estória de Harry Potter à cabeça.

Mas, mãe solteira e precisando trabalhar para sustentar a filha, Joanne passou a procurar trabalho, mas não encontrava. Para escrever sua estória, recorria aos pubs devido à luz dos estabelecimentos e foi durante esse período que passou a dar corpo à sua ideia. 

Joanne, precisou de algum tempo para colocar tudo que havia em sua cabeça para fora, depois de escrever e revisar seu trabalho, lá estava pronto o manuscrito de Harry Potter e a Pedra  Filosofal. Como qualquer outro autor, Joanne preparou devidamente seu original e destinou para algumas editoras que, em sua maioria, acabou não dando muito atenção.

Pelo menos até chegar à Editora Bloomsbury, mas não pense que, lançar Harry Potter foi ideia do editor-chefe da empresa, pois não foi, na verdade, ele acabou dispensando o manuscrito, porém, sua secretária acabou ficando interessada e decidiu ler aquele trabalho, algum tempo depois, ela chegou em seu chefe e disse: você precisa ler isso… Claro que, depois de um ultimato desses, o editor decidiu dar alguma atenção para aquela obra. E o resto dessa estória você conhece.

 

Livro: Harry Potter e a Pedra Filosofal

 

Como dissemos acima, o primeiro livro chegou em território brasileiro no ano 2000, justamente no ano do lançamento do primeiro filme. Claro que isso ajudou nas vendas do livro tornando a obra de J.K. Rowling, um grande sucesso, alias, um pequeno detalhe que vale a pena mencionar. Você sabia que Joanne utilizou J.K. Rowling por aconselhamento de seu editor? Segundo ele, sendo uma autora, poderia influenciar nas vendas. 

Claro que esse fato foi apenas um detalhe que não demorou muito tempo para ser descoberto e, Joanne passou a receber todos os elogios do planeta por sua mente criadora.

Agora, sobre o livro: como não podia deixar de ser, no primeiro somos apresentados á Harry Potter e a todos os personagens deste universo incrível. No primeiro livro acompanhamos o drama de um menino bruxo que acaba morando com seus tios “não bruxos” e por essa razão, não nutrem um amor mutuo um pelo outro, mesmo sendo sangue do mesmo sangue. Imagine a infância de Harry em um lar que era tratado como, praticamente, um empregado com alguma doença contagiosa?

Pelo menos até receber uma carta que garantia sua inscrição em uma escola nada comum, destinada para pessoas como ele, Hogwarts, uma instituição criada para bruxos. Com muito custo e com ajuda do simpático gigante Hagrid, Harry consegue finalmente ingressar na escola e descobre que existem outras pessoas como ele. E sua vida começa a ter um sentido especial, mas, Harry Potter conta com uma estigma maldita, que descobre que herdou quando sua mãe o salvou daquele que não pode ser nomeado.

Em Hogwarts, Harry começa a perceber que muitas coisas que, até então, não tinha explicação, começam a fazer sentido e, juntamente de seus novos e inseparáveis amigos, começam a se envolver cada vez mais com o outro lado do mundo da magia, afinal de contas, aquele-que-não-deve-ser-nomeado está voltando e seus asseclas começam a se movimentar para o seu grande retorno, no entanto, Harry Potter está por perto e com certeza não permitirá que o regresso de Voldemort seja tão fácil quanto ele espera.

No primeiro livro, seu arqui-inimigo está em busca de uma pedra que pode lhe restaurar a vida, mas entre muitas aventuras e mistérios, Harry, Rony e Hermione chegam na frente, frustrando a intenção do vilão. Mas, como toda boa escola, chega o momento do final das aulas e Harry precisa regressar para sua casa na rua dos Alfeneiros.

 

Livro 2 – Harry Potter e a câmara secreta – 1998

 

O Segundo ano de estudo de Harry Potter não poderia ser muito diferente de seu primeiro ano, desta vez, o nosso pequeno bruxo precisará descobrir quem foi o responsável por abrir a câmara secreta e libertar um terror muito antigo que estava trancafiado nesse local oculto de todos os alunos bruxos.

 

Livro 3 – Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban – 1999

 

Em o prisioneiro de Azkaban, Harry Potter descobre que não está sozinho no mundo. Neste livro, seu regresso para Hogwarts é acompanhado por uma ameaça terrível que lembra muito os espectros do anel de O Senhor dos Anéis, os Dementadores. Guardas de Azkaban, uma prisão especial para os bruxos malfeitores. 

Em Hogwarts e todos os demais locais a palavra é apenas uma só: Cuidado! Um terrível bruxo conseguiu fugir da prisão mais segura, seu nome, Sirius Black e está vindo para Hogwarts para se vingar. Um detalhe, Sirius Black era um antigo amigo de Tiago Potter, o pai assassinado de Harry Potter que, fica de sobressalto com medo de que o bruxo maléfico venha busca-lo para finalizar o que Voldemort não conseguiu, contudo, uma notícia inesperada muda completamente a visão de Harry quanto ao fugitivo.

 

Livro 4 – Harry Potter e o Cálice de Fogo – 2000

 

Em Harry Potter e o Cálice de Fogo, Harry Potter descobre que o mundo dos bruxos não se limita apenas a Hogwarts, mas conta também, com outras grandes escolas de bruxos espalhadas pelo mundo. E é durante o torneio Tri-Bruxo que as coisas começam a acontecer. Começa com o fato de Harry Potter ser escolhido para concorrer por sua escolha, detalhe, Hogwarts já tem um campeão, Rodric Diggory (Robert Pattison no começo de carreira). E a questão é: quem foi que colocou o nome de Harry na taça encantada? Somente um feitiço extremamente poderoso poderia ter realizado tal feito e isso é o que Harry descobrirá no decorrer das mais mortais provas que passará.

 

Livro 5 – Harry Potter e a Ordem da Fênix – 2003

 

Em A Ordem da Fênix conhecemos uma espécie de resistência que se ergue para combater as forças do mal, afinal de contas, Voldemort retornou ainda mais poderoso e tem apenas um intuito: destruir Harry Potter, afinal de contas, Harry é o único sobrevivente de seu ataque mortal. E isso, fere o orgulho do poderoso bruxo das trevas.

Com o retorno de Voldemort, seus seguidores, os comensais da morte, começam a conjurar a marca negra e o mundo bruxo fica em total alerta. Mas, Harry Potter e a Ordem da Fênix não permitirá que os bruxos das trevas passeiem livremente pelo mundo dos bruxos, com certeza, eles se unirão para acabar com toda maldade.

 

Livro 6 – Harry Potter e o Enigma do Príncipe – 2005

 

Em O Enigma do Príncipe, temos um dos momentos mais terríveis e tristes de toda saga do universo Harry Potter, claro que não falarei para não cometer nenhum spoiler, mesmo levando em consideração que, provavelmente, uma grande parte do mundo já conhece muito bem toda estória de J.K Rowling.

Neste livro lançado em 2005, acompanhamos a presença de Voldemort e descobrimos que, o grande bruxo das trevas, descobriu um feitiço que permitira viver para sempre, o nome desse feitiço “Horcruxes”, que, funcionaria mais ou menos da seguinte forma: fracionaria a alma daquele que conjurasse em partes e as depositasse em objetos.

Harry Potter acabou esbarrando em um diário de feitiços poderosos conhecido por “o enigma do mestiço” e descobre a existência das horcruxes e juntamente com Dumbledore, começa uma busca para destruir as demais horcruxes, dois delas já haviam sido destruídas em livros anteriores. No final, de tudo, Harry descobre o verdadeiro dono daquele diário e ele é o responsável por uma das perdas mais tristes de toda saga.

 

Livro 7 – Harry Potter e as Relíquias da Morte

 

No último livro da saga, Harry, Rony e Hermione recebem alguns presentes repassados via testamento de Dumbledore e, como não poderia deixar de ser, são peças importantes para a reviravolta que a estória precisa. Harry consegue encontrar todas as horcruxes e destruí-las, mas existe uma que está além de seu poder de destruição e, desta vez, ele precisará de uma ajuda de um antigo amigo que vem além do mundo para ajuda-lo a carregar esse peso e vencer o bruxo das trevas de uma vez por todas.

 

Palavras finais

 

Como podem ver, eu simplesmente dei apenas uma pincelada em cada um dos livros da saga de Harry Potter e, aviso desde já, tentei ao máximo ficar longe dos spoilers. Particularmente, se você assistiu apenas os filmes, recomendo que leia os livros. A escrita de Joanne é fantástica, simples e deliciosa de se ler, isso sem mencionar o poder da estória de nos puxar para as profundezas do livro.

Por isso, se você não leu os livros, nada mais adequado que você corra para uma livraria (ops, agora não, estamos reclusos) acesse o site da amazona e garanta a sua obra digital ou física, mas não deixe de mergulhar no fantástico mundo de Harry Potter e seus amigos.

 

 

Assinatura

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

One thought on “O universo fantástico de Harry Potter

  1. Li todos nas mesmas datas de lançamento, posso dizer que “cresci” esperando a tradução pro Portugues, e sempre ganhava o livro de natal!

Deixe uma resposta