Home>Biografia>Hesíodo

Hesíodo

Hesíodo, ao lado de Homero, são os dois grandes nomes da cultura grega antiga. Autores de obras imortais que, até nossos dias tão digitais, ainda são referências importantes da literatura mundial.

Já falamos sobre Homero em postagens anteriores e desta vez, chegou o momento de falar sobre Hesíodo, outro autor que traz consigo, uma história de vida repleta de possibilidades. Segundo registros, Hesíodo viveu aproximadamente no ano de 800 A.C, na Beócia, Grécia.

 

Hesíodo e suas inspirações na realidade

E por mais movimentada que fosse a região central do país, Hesíodo preferiu viver seus dias na tranquilidade de sua aldeia, Ascra. Um detalhe super importante na obra de Hesíodo é a presença da justiça, assunto que buscou na própria experiência de vida.

Esse fato pode ser conhecido em um de suas obras, Trabalhos e Dias. Hesíodo tinha um irmão chamado Perses, quando seu pai faleceu, deixando uma herança para ambos, Perses, se adiantou e acabou corrompendo os juízes e ficou com toda herança.

Por causa desse episódio, a justiça passou a estar presente na maioria dos trabalhos de Hesíodo. Sempre sendo enaltecida e atribuída a Zeus, o pai de todos os deuses e responsável pelo bater do martelo em discussões que necessitavam justiça.

Outro evento que marcou sua vida e obra foi uma viagem que realizou a Cálcis, quando decidiu participar de jogos funerários em honra a Anfidamos. Esses jogos aconteceram na ilha Eubéia na costa grega e, Hesíodo, foi o grande vencedor desse evento.

Existem alguns registros que indicam que, uma parte de sua vida, foi dedicada ao pastoreio, bom, pelo menos até o momento que surgiu as musas da inspiração em seu caminho e sussurraram em seus ouvidos uma de suas mais celebres obras “Teogonia” a responsável por sua dedicação.

As obras mais conhecidas de Hesíodo são:

 

  • Teogonia
  • Trabalhos e Dias
  • O escudo de Hércules

 

E agora vamos falar um pouco a respeito de cada um deles, começando pelo último, O Escudo de Hércules. Esse registro atravessou a história do mundo, chegando às nossas mãos em fragmentos.

Como o próprio nome já diz: em Trabalhos e Dias, o poeta grego mergulha de cabeça no episódio que aconteceu com seu irmão e, além disso, passa informações importantes a respeito da agricultura.

Cria um paralelo importante e ainda, faz inúmeras reflexões a respeito da justiça e do trabalho. E devido as diferenças existentes entre o mencionado e a Teogonia, alguns historiados e estudiosos questionam o seu verdadeiro autor.

A principal diferença entre Hesíodo e Homero foi o fato do poeta não relatar o mundo fantástico dos heróis gregos, como fizera Homero com sua Odisseia e Ilíada. Nas obras de Hesíodo encontramos temas falando dos deuses, os regentes do destino da humanidade. Além disso, falava também da felicidade provinda do trabalho e do exercício das virtudes morais.

Apesar de estarmos falando de livros escritos no século XVIII A.C., muitas informações e conhecimento podem ser utilizados ainda hoje, como por exemplo, uma das frases mais celebres do poeta grego:

“Não vejo esperança para o nosso povo, se ele depender da frívola mediocredade de hoje, pois todos os jovens são indizivelmente frívolos…quando eu era menino, ensinavam-nos a ser discretos e a respeitar os mais velhos, mas os moços de hoje são excessivamente sabidos e não toleram restrições.”

 

Segundo alguns estudiosos e historiadores do período, acredita-se que Hesíodo faleceu em sua querida Ascra.

 

 

Assinatura

Anúncios
Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta