Museu do Amanhã

Um dos mais recentes recentes museus do Brasil se tornou referência no país ao fazer os visitantes questionarem o futuro. O Museu do Amanhã traz à todos informação sobre as mudanças climáticas, ambientais e sociológicos.

Criação e localização

Financiado por empresas privadas (A Fundação Roberto Marinho, da rede Globo, grupo Santander e Shell) e o apoio do prefeitura do Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã foi inaugurado em 17 de dezembro de 2015 no Pier Mauá, zona portuária do Rio, em frente à Baía de Guanabara.

Seu prédio foi projetado por Santiago Calatrava, em 15 mil metros quadrados de arquitetura sustentável baseada nos elementos da natureza. Todo o museu utiliza recursos naturais do local – como a água da Baía de Guanabara, utilizada na climatização do interior do museu e reutilizada no espelho d’água. O telhado da construção possui grandes estruturas de aço que se movimentam como asas, são também placas de captação de energia solar. 

Enquanto a maioria dos museus buscam nos trazer o passado (com obras de arte, artefatos, etc), o museu do amanhã veio com a proposta de se olhar o futuro, olhando através das evidências do presente.

Exposições

A principal exposição do museu busca levar o visitante a passar por uma experiência de grandes narrativas que percorrem os pavilhões: Cosmos, Terra, Antropoceno, Amanhãs e Nós. Elas trazem a experiência da vida na terra com ângulos e recortes temporais distintos. Juntos, os materiais da exposição principal reúnem mais de 40 experiências diferentes.

No ano de 2018, As quatro telas interativas inseridas em uma das exposições principais, na terceira experiência da seção “Terra”,  que agora traz também informações sobre a complexidade das culturas – além das informações sobre o Cérebro já existentes. O conteúdo foi todo desenvolvido pela equipe do Museu do Amanhã, com base em textos do consultor do Museu e antropólogo Luiz Fernando Dias Duarte.

As informações estão divididas em três subseções: “Mundo Sem Barreiras”, “Diversidade Cultural” e “Cultura: Uma Construção Social”, incluindo muitas fotografias e brincadeiras, como o Jogo da Memória do Casamento, no qual o visitante é convidado a descobrir mais sobre particularidades de enlaces conjugais em diferentes partes do mundo.

“Como um Museu de ciências aplicadas, estamos, com o novo interativo, reforçando um respeitoso diálogo com as ciências humanas. A construção dos amanhãs que queremos passa, antes de mais nada, pelo crivo da cultura e das relações sociais”, diz o curador geral do Museu do Amanhã, Luiz Alberto Oliveira.

Localização e horário de funcionamento

O museu está localizado na Praça Mauá, 1 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20081-240. Sem estacionamento no local, a estação de metrô mais próxima é a Uruguaiana.

Seu horário de funcionamento é de terça a domingo, de 10:00 às 18:00. De terça à sexta, é liberada a gratuidade para todas as pessoas, sob limite de quantidade.

Os ingressos podem ser retirados diretamente na bilheteria ou online no site oficial do museu. Lembrando que o bilhete dá direito a toda a programação vigente no período.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.