Publicado em Literatura

A Garota dos Pés de Vidro

Em um momento em que a literatura fantástica está saturada de vampiros, e agora anjos, eis que surge uma história bem diferente disso tudo. Em seu livro de estreia o britânico Ali Shaw cria uma romance fantástico indicado a vários prêmios e vencedor do The Desmond Elliot Prize.

O livro nos conta a história de Ida Maclaird, uma jovem aventureira que após começar a se transformar em vidro decide retornar ao arquipélago de Saint Hauda’s Land um lugar especial, diferente de qualquer outro. Um lugar que o autor descreve como monocromático, de florestas brancas, pântanos repletos de corpos de vidro e animais nada comuns.

Como a criatura que transforma tudo que vê em branco puro, águas-vivas que emitem luz como poeira estelar ao morrerem e claro os gados do tamanho de insetos com asas de borboleta. Ida retorna à procura de Henry Fuwa, o criador dos gados borboletas, acreditando que de alguma forma ele possa ajudá-la a parar o avanço do vidro, já que o mesmo está envolvido nessas coisas inexplicáveis.

Nessa busca Ida acaba conhecendo Midas Crook, um recluso fotógrafo da ilha, atormentado pelo passado de sua família e como proteção acaba escondendo-se atrás da lente de sua inseparável câmera. Midas é tão solitário que sua única conexão pessoal é com seu amigo de infância Gustav e sua filha Denver. Até que encontra Ida enquanto buscava a foto perfeita de um feixe de luz e se depara com a garota e sua estranha beleza monocromática calçando grandes botas, o que desperta sua curiosidade. A partir desse momento Midas e Ida passam a ficar cada vez mais íntimos e Midas ao descobrir seu segredo faz de tudo para ajudá-la. Ida também passa a ter sua importância na vida de Midas ajudando-o a superar todos os traumas e frustações que ele carrega desde sua infância vivendo assim uma grande transformação.

Shaw nos introduz a personagens complexos, cada um vivendo seu drama pessoal, mas que nos ajuda a entender o contexto da história. Apresenta-nos também cenários fantásticos com uma riqueza de descrições impressionante e detalhes vívidos. Tanto que Santiago Nazarian afirma: “Você pode já ter mergulhado nas profundezas do mar, escalado os Alpes suíços e saltado de bungee jump, mas, se ainda não conhece os cenários fantásticos das ilhas de A Garota dos Pés de Vidro, ainda não viajou o bastante”.

Com a “doença” em estado terminal de Ida e cenários sombrios e melancólicos presenciamos uma triste história de amor, onde só algo milagroso pode deter o vidro de tomar conta de Ida por inteiro. Será que eles conseguirão deter o vidro? Será que Ida irá se transformar inteiramente em vidro? Isso você saberá lendo o esse fantástico livro lançado pela Editora Leya.

Vocês podem saber um pouco mais sobre o livro no post Lançamento: A Garota dos Pés de Vidro.

Como o post de lanaçmento teve bastante comentários falando sobre a capa do livro seguem uma fotos pra vocês conferirem o trabalho espetácular de finalização do çivro. Realmente é muito bonito, e gostei das laterais da página serem cinzas, evitam aquelas marcas de dedos rs.

Por Coolture News

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s