Publicado em Clássico do Mês, Clássicos da Literatura, Literatura, Literatura Estrangeira

O Clássico do Mês: Jane Austen

jane-austenJane Austen é um dos nomes mais conhecidos da literatura mundial. Seus livros já foram traduzidos, lidos, analisados e estudados em muitas partes do mundo. Com o passar dos anos, se tornou praticamente uma leitura obrigatória. Mais do que isso, os livros escritos por Jane Austen adquiriram verdadeiros fãs ao redor do mundo e todas as adaptações para o cinema e para a televisão só reforçaram essa grande admiração pela autora.

Mas o que torna os livros de Jane Austen tão queridos e populares? É uma pergunta difícil. Há quem diga que são seus personagens cheios de carisma. Outros gostam do estilo de escrita da autora e de certa ironia presente em seus livros. Motivos há de sobra, tudo vai depender do olhar e do gosto do leitor, obviamente. Há ainda quem não goste muito das histórias de Jane Austen e, ao contrário do que pensam alguns fãs mais empolgados, não há nada de errado nisso. Mas é um fato: Jane Austen é um clássico e é o primeiro do ano homenageado aqui no Beco das Palavras.

A escritora inglesa nasceu em 16 de dezembro de 1775 e faleceu em 18 de julho de 1817. Infelizmente não teve uma vida muito longa, mas sem dúvidas deixou um grande legado. Jane Austen fazia parte de uma família numerosa e era muito próxima de sua irmã, Cassandra. Filha de um pároco, que também era tutor, ela teve muito estímulo intelectual, principalmente para a Literatura. Em sua família era comum as interpretações de peças teatrais, inclusive algumas escritas pela própria Jane Austen. A maior parte de sua educação foi recebida no âmbito familiar, porém ela e sua irmã Cassandra estiveram juntas para serem educadas sob tutela e depois, durante um período, em um internato que poderia ter sido inspiração para o internato da Sra. Goddard, do livro Emma.

Seu primeiro romance publicado foi Razão e Sensibilidade, em 1811. Na época, Jane Austen não assinava seus livros, usava o pseudônimo “By a lady”, “por uma dama”. Em 1813 publicou um de seus livros mais conhecidos e queridos, Orgulho e Preconceito. Mansfield Park foi publicado em 1814 e Emma no ano seguinte, em 1815. Emma foi seu último livro publicado em vida. Northanger Abbey e Persuasão foram publicados postumamente, em 1818. Lady Susan é um pequeno romance epistolar, publicado somente em 1871, que não havia sido submetido pela autora à publicação. Jane Austen faleceu em 1817 e na época a causa de sua morte foi desconhecida, mas hoje em dia acredita-se que tenha sido a Doença de Addison. A autora, que nunca se casou e não teve filhos, deixou todo seu legado para sua irmã e amiga, Cassandra.

Não há dúvidas de que Jane Austen é uma referência na Literatura e merece todas as homenagens que recebe. Nossa singela homenagem acontecerá durante o mês de fevereiro, com resenhas e comentários sobre seus livros e algumas adaptações para o cinema e televisão. Acompanhem o blog Beco das Palavras para não perder nada.

2 comentários em “O Clássico do Mês: Jane Austen

  1. Jane Austen tem razão e sensibilidade! De verdade, tem sensibilidade para mergulhar além das aparências; faz um belo retrato dos costumes de sua época; e isso com uma maravilhosa dose de perspicácia e humor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s