Viagem Literária – Yasnaya Polyana

“A minha vida não está mais à mercê dos acontecimentos, cada minuto da minha existência tem um sentido incontestável. Agora possuirá o sentido indubitável do bem que eu sou capaz de infundir!”  Liev Tolstoi (Anna Kariênina) Antes mesmo de visitar Yasnaya Polyana, eu sentia essa frase bater em meu coração, mesmo não lembrando dela com detalhes. Depois de hoje (26 de maio), faz mais sentido ainda. Ontem, … Continuar lendo Viagem Literária – Yasnaya Polyana

Desafio Literário 2017: junho – Ágatha Christie

Chegamos à leitura do mês de junho do Desafio Literário: 12 livros escritos por mulheres para 2017. É metade do ano, metade das leituras e uma experiência incrível até agora!

Junho foi o mês que li Hora Zero, da Ágatha Christie. Como tenho feito todos os meses, antes de falar sobre o livro, quero contar o porquê de ter adicionado essa autora à minha lista. A Ágatha Christie foi uma das escritoras que me influenciou, no sentido de ter alimentado meu gosto pela leitura. Houve uma fase da minha vida, durante parte da infância e adolescência, em que li muitos livros escritos por ela, devorava um atrás do outro e acredito que ter me deparado com essas obras que despertavam em mim a vontade de continuar lendo, foi algo essencial na minha formação como leitora. Continuar lendo “Desafio Literário 2017: junho – Ágatha Christie”

O Clássico do Mês: Jane Austen

jane-austenJane Austen é um dos nomes mais conhecidos da literatura mundial. Seus livros já foram traduzidos, lidos, analisados e estudados em muitas partes do mundo. Com o passar dos anos, se tornou praticamente uma leitura obrigatória. Mais do que isso, os livros escritos por Jane Austen adquiriram verdadeiros fãs ao redor do mundo e todas as adaptações para o cinema e para a televisão só reforçaram essa grande admiração pela autora.

Mas o que torna os livros de Jane Austen tão queridos e populares? É uma pergunta difícil. Há quem diga que são seus personagens cheios de carisma. Outros gostam do estilo de escrita da autora e de certa ironia presente em seus livros. Motivos há de sobra, tudo vai depender do olhar e do gosto do leitor, obviamente. Há ainda quem não goste muito das histórias de Jane Austen e, ao contrário do que pensam alguns fãs mais empolgados, não há nada de errado nisso. Mas é um fato: Jane Austen é um clássico e é o primeiro do ano homenageado aqui no Beco das Palavras. Continuar lendo “O Clássico do Mês: Jane Austen”