Publicado em Clássicos da Literatura

Clássico do Mês – 10 curiosidades sobre Dom Quixote

O clássico do mês de fevereiro é Dom Quixote. Considerado por alguns a melhor obra de ficção e um precursor de um novo modo de literatura, usando a paródia em todo o texto, Miguel de Cervantes mudou o rumo da literatura espanhola.

Antes de apresentarmos o livro, segue algumas curiosidades sobre a obra do mês.

dom-quixote (1)

 

1. O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha, escrito pelo espanhol Miguel de Cervantes, é considerado o primeiro romance moderno da história.

2. Cervantes escreveu a obra em duas partes. A primeira foi publicada em 1605 e a segunda, apenas em 1615. Ele tinha mais de 50 anos quando publicou a primeira parte.

3. Ela faz uma paródia dos livros de cavalaria, muito populares no século 17. Cervantes considerava ridículo o apego desmesurado a esse tipo de literatura.

4. O primeiro exemplar do livro terminou de ser impresso em 20 de dezembro de 1604. A gráfica espanhola pertencente a Juan de La Cuesta foi responsável pelo volume, que tinha 52 capítulos.

5. O livro fez tanto sucesso que um escritor anônimo publicou sob o pseudônimo Alonso Fernández Avellaneda um trecho falso do romance.

6. Trata-se do terceiro livro mais traduzido no mundo. Só perde para a Bíblia e as obras completas de Lênin. Há, inclusive, versões em javanês e tibetano.

7. Foi eleito o melhor livro da história em uma pesquisa realizada com 100 escritores de 54 países pelo Clube do Livro da Noruega.

8. Durante as comemorações dos 450 anos do nascimento de Miguel de Cervantes, em 1997, o Círculo de Belas Artes de Madri (Espanha) fez uma leitura pública em voz alta e sem interrupções do livro. Mil pessoas de diversas partes do mundo participaram do evento. Cada um leu em seu próprio idioma um trecho do texto.

9. Em 1956, o pintor brasileiro Cândido Portinari produziu uma série de desenhos em lápis de cor inspirada em Dom Quixote. O trabalho foi realizado logo depois que os médicos proibiram o artista de usar tintas porque o chumbo existente na composição estava debilitando seu organismo.

10. Duas edições raras do livro foram roubadas em dezembro de 2004 da livraria argentina D’Avila. A mais antiga de Buenos Aires, ela protegia os exemplares com uma persiana metálica.

Fonte: Guia dos Curiosos

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s