Home>Biografia>Conheça Romancista Sul-Africano Damon Galgut

Conheça Romancista Sul-Africano Damon Galgut

Damon Galgut é um romancista e dramaturgo nascido na África do Sul. Ele escreveu a sua primeira obra com 17 anos de idade, e desde então vem fazendo sucesso e consolidando a sua carreira como escritor

 

Os seus trabalhos já foram escolhidos três vezes para concorrer ao Prêmio Booker, fazendo o nome de Damon cada vez mais popular. Confira um pouco mais sobre a sua trajetória. 

 

Vida e carreira

Galgut nasceu no dia 12 de novembro de 1963, em Pretória, na África do Sul. Ele vem de uma família de descendentes de europeus, com forte ligação com o judiciário da África do Sul.

Mesmo sendo de uma família abastada, a infância de Galgut não foi muito fácil. Quando ele tinha apenas 6 anos de idade, acabou sendo diagnosticado com câncer, e isso foi um trauma que ele mesmo descreve como “o evento cataclísmico da minha vida”

Nesse período ele ficou bastante doente e acabou passando muito tempo preso em hospitais. Foi nessa época que a sua paixão pela narração de história. Enquanto o mesmo convalescia nas camas de hospital, enquanto ouvia os seus parentes lendo as histórias para ele.

Passado esse período, Galgut viria a doença e também a ter uma vida mais normal ao longo dos anos. Ele foi o monitor-chefe de uma escola da sua cidade, quando se matriculou em 1981.

Ele também fez faculdade, chegando a estudar teatro na Cidade do Cabo. Galgut possuía somente 17 anos quando o seu primeiro romance foi publicado em 1982 com o título “A Sinless Season”.

A sua luta contra o câncer veio a ganhar uma forma mais fictícia no seu primeiro livro, que era uma coleção de contos com o nome de Small Circle of Beings, de 1988.

Sua obra The Screaming of Pigs, de 1991, venceu o Prêmio CNA, que é o maior prêmio da literatura sul-africana. Já o seu trabalho The Quarry de 1995 acabou virando um longa-metragem lançado em 1998. Uma nova versão desse filme foi lançada em 2020.

Porém, até o lançamento do livro The Good Doctor em 2013, Galgut ainda não tinha atingido um público maior. O livro narra a história de dois personagens que contrastam em um hospital localizado na área rural da ́África depois do Apartheid. O livro foi recebido pelos críticos de uma maneira bem eufórica.

A obra foi escolhida para o prêmio Booker Prizer daquele ano, além de ter ganhado o Commonwealth Writers Prize como melhor livro do continente africano.

O escritor já produziu diversas pedras teatrais na Cidade do Cabo. Ele mora nessa região desde o começo da década de 90 e de lá para cá vem produzindo muitas coisas com a sua visão única sem perder a sua essência literária.

Ele sempre foi um viajante entusiasta e escreveu muito o “The Good Doctor” enquanto estava em um hotel na Índia. Ele costuma se descrever como um apaixonado por ioga e, por um certo tempo, nunca teve carro e nem TV.

O seu romance “In a Strange Room” foi escolhido para o Prêmio Booker na categoria ficção no ano de 2010. O crítico do jornal The Guardian, Jan Morris, se disse impressionado com a obra e afirmou: “Duvido muito que qualquer livro de 2010 contenha mais evocações memoráveis de um só logar do que essa obra”.

Essa resenha ainda continuou descrevendo o romance como “um lindo livro que foi lançado de uma maneira impressionante e escrito de forma assombrosa”

O romance “The Promise” foi escolhido para o Booker Prize em 2021. Ele alega que o tema da obra é o tempo. A sua ideia original partiu de uma conversa com um amigo seu, que é o último sobrevivente da sua família e disse a Galgut sobre todos os enterros que compareceu para seus entes queridos.

 

Vida pessoal 

Damon Galgut é homossexual e já afirmou que isso influencia um pouco em seus livros. Ele se concentra em relacionamentos voltados ao homem na sua obra.

Além disso, ele afirma que o conto “Pig”, de Roald Dahl, é a principal influência no seu jeito de escrever. 

 

Trabalhos

  • A Sinless Season (Jonathan Ball, de 1982)
  • Pequeno Círculo de Seres (Constable, 1988)
  • The Beautiful Screaming of Pigs (Scribners, 1991)
  • The Quarry (Melhor Filme Festival de Cinema de Montreal de 1998)
  • The Good Doctor (Atlantic Books, 2003)
  • The Impostor (Atlantic Books, 2008)
  • In a Strange Room (Atlantic Books, de 2010)
  • Verão Ártico (de 2014)
  • A Promessa (de 2021)
  • Festa para a mãe
  • Echoes of Angers
  • O goleiro do verde
  • Vivo e chutando

 

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta