Home>Arte>Casa de Cultura do Parque traz audiovisuais sobre produção cultural no país
Frame de Homem do caminho – baseado na peça de Plínio Marcos

Casa de Cultura do Parque traz audiovisuais sobre produção cultural no país

Programa Quarador de imagens partilha experiências em música, teatro e cinema

A Casa de Cultura do Parque disponibiliza em seu canal de YouTube uma série de experimentos em música, teatro e cinema no programa Quarador de imagens. Em um formato menos teórico e mais artístico, ele é composto por um exercício teatral e entrevistas sobre música que partilham perspectivas e dilemas da produção cultural da cidade e do país.

A programação é composta por dois experimentos musicais e um cênico. O primeiro é um encontro com o violinista Kiko Dinucci sobre suas influências e seu disco mais recente, Rastilho. O segundo acontece na casa do músico Benjamim Taubkin em um diálogo descontraído sobre seu trabalho como pianista, arranjador, compositor, curador e produtor musical. Por último, o experimento teatral, Homem do caminho, é uma leitura audiovisual que procura discutir a atualidade de Plínio Marcos à luz das emergências da agenda contemporânea.

O programa Quarador de imagens é realizado pelo ICCo (Instituto de Cultura Contemporânea), com produção da Casa de Cultura do Parque e viabilizados pela emenda parlamentar do gabinete da vereadora Soninha Francine por meio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

 

Confira abaixo a programação:

Experimento musical | Visita a Kiko Dinucci

50 min.

Disponível neste link

Neste programa, a visita é na casa do violonista Kiko Dinucci para uma conversa livre sobre suas influências e seu disco mais recente, Rastilho. Kiko é cantor, compositor, instrumentista, artista visual e compositor de trilhas para cinema. Entre suas principais obras estão os discos com a banda Metá Metá e seu trabalho mais recente, Rastilho.

 

 

Experimento musical | Visita a Benjamin Taubkin

50 min.

Disponível neste link

O músico Benjamim Taubkin recebe o programa para um diálogo descontraído sobre seu trabalho como pianista, arranjador, compositor, curador e produtor musical. Mora em São Paulo, mas viaja pelo mundo levando e buscando sons, misturando o tradicional com o contemporâneo. Criou e participa de diversos grupos instrumentais como Orquestra Popular de Câmara , Sons de Sobrevivência, Projeto Clareira, e mantém diálogos com músicos da Índia, África do Sul, Coréia, entre outros.

 

Experimento cênico | Homem do caminho – baseado na peça de Plínio Marcos

Com o ator Almir Guilhermino | Direção: Gabriel Campos | 50 min.

Disponível neste link

Entre o registro documental e o teatro online, Homem do caminho é uma leitura audiovisual – a partir de texto homônimo do escritor santista – que procura discutir, entre outras coisas, a atualidade de Plínio Marcos à luz das emergências da agenda contemporânea, sobretudo a que contempla o feminismo, os dilemas da representatividade e a objetificação no campo ficcional. Seu personagem caminha, portanto, no fio da navalha do anacronismo da linguagem e das ciladas do lugar de fala na criação de um espetáculo que lida com temas espinhosos e as novidades das demandas sociais mais candentes. O experimento virtual procura, por fim, homenagear um dos maiores dramaturgos do País no ano que completaria 85 anos.

Plínio Marcos foi um escritor e dramaturgo, além de ator, diretor e jornalista. autor de inúmeras. É autor de inúmeras peças de teatro, escritas principalmente na época do regime militar. Foi casado por 25 anos com a jornalista Vera Artaxo, e, anteriormente, com a atriz Walderez de Barros, com quem teve três filhos, entre os quais o também dramaturgo Leo Lama.

Deixe uma resposta