Home>Literatura>Clássicos da Literatura>A História do Barroco e seu Marco Literário

A História do Barroco e seu Marco Literário

A história do movimento artístico Barroco surgiu na Itália entre o final do século XVI e início do século XVIII. Sua principal característica é a contradição.

 

Durante essa época, as pessoas estavam vivendo um período bastante conflituoso. Entre os movimentos existentes estavam a Reforma Protestante e a Contrarreforma.

Para quem ainda não conhece:

 

Reforma protestante

 

Foi uma transformação religiosa onde houve a ruptura do Cristianismo no Ocidente.

Martinho Lutero tornou-se o líder do movimento por ter fixado na porta da igreja as 95 teses. As quais criticavam as práticas da Igreja Católica.

Muitas delas questionaram principalmente a hierarquia de poder da Igreja. Além disso, ele indagava a proibição do uso de figuras religiosas, como santos e anjos.

 

Contrarreforma

Já a contrarreforma foi a responsável pela reestruturação da igreja católica. Dessa forma, dando uma resposta à Reforma Protestante.

Foi neste momento que surgiram movimentos como a Companhia de Jesus, responsável pela catequização dos índios, etc.

Além disso, houve a instauração da Inquisição, que punia aqueles que não seguiam as doutrinas da Igreja Católica.

 

Consequências no Barroco

Com essa batalha entre a Reforma Protestante e a Contrarreforma, a população entrou em contradição. Pois, o homem do barroco buscava a salvação, ao mesmo tempo em que queria desfrutar dos prazeres mundanos.

Mesmo com a ideia da valorização do ser humano (o antropocentrismo), ainda existia o medo do pecado e da punição.

 

Literatura no Barroco

Os temas abordados na literatura Barroca não fogem das características do movimento em si.

Por isso, é enorme a utilização das contradições, vemos isso com o claro e escuro, vida e morte, alegria e tristeza, etc.

 

Além de outros tópicos como:

  • Morte e efemeridade das coisas;
  • Castigo por decorrência do pecado;
  • Arrependimento;
  • Cenas trágicas;
  • Erotismo;
  • Apelo à religião, etc.

A Linguagem do Barroco normalmente tem um tom provocador e rebelde. Nos textos podemos encontrar a inquietação e inconformidade do homem.

Além disso, vemos também, seu conflito entre a vontade de libertação e o medo do castigo.

A principal antítese encontrada na maioria dos textos é de vida e morte, por isso, temos o surgimento da premissa: “Carpe Diem” – que significa “Aproveitar o dia”.

Como a vida é efêmera, os barrocos defendiam que ela deveria ser aproveitada ao máximo.

 

Barroco no Brasil

O Barroco chegou ao Brasil no século XVIII, na região de Minas Gerais, por conta do ouro.

A literatura ainda era bastante influenciada pelos modelos literários portugueses. Porém, ela passou a receber uma contribuição dos nativos da colônia.

A partir de então, a literatura brasileira passou a ter um sentimento mais nativo, de valorização à terra.

A origem do Barroco no Brasil se confunde um pouco com a origem da própria literatura do país. Pois, os escritores desse período fizeram da literatura um instrumento.

Pela escrita eles denunciaram uma realidade de violência, de exploração, escravização, etc.

No Barroco Brasileiro também encontramos textos com dualidade, conflitos e temas religiosos.

 

Principais escritores brasileiros

Esse período trouxe diversos autores importantes que fizeram o uso de diversas figuras de linguagem. E o principal meio de expressão desses autores eram poesias.

 

Alguns dos principais escritores brasileiros do Barroco foram:

  • Bento Teixeira
  • Gregório de Matos
  • Manuel Botelho de Oliveira
  • Frei Vicente de Salvador
  • Frei Manuel da Santa Maria de Itaparica

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta