Home>Biografia>Quem foi Jan van Eyck

Quem foi Jan van Eyck

Jan van Eyck (1390-1441) foi um renomado pintor flamengo, sendo conhecido como um dos mestres mais importantes do estilo gótico, e é conhecido também como o iniciador da Escola de Realismo Flamengo.

 

Muitos não o conhecem, mas Jan van Eyck veio ao mundo em Maas Eyck, uma área próspera da Holanda. Hoje ele está localizado no sudeste dos países baixos, perto da fronteira entre a Bélgica e a Alemanha, em meados 1390.

Ele começou a pintar junto com o seu irmão Hubert van Eyck, que nasceu em 1370 e é, portanto, é 20 anos mais velho do que Jan. Diz-se que Jan e seu irmão fizeram vários trabalhos juntos. Segundo os costumes de muitos profissionais da arte, ele utilizou o nome da cidade em que nasceu.

 

Retábulo de Ghent

No ano de 1420, os irmãos recebem a ordem de pintar para aquela pintura – um altar de madeira, que será colocado atrás de um altar e continha uma pintura religiosa.

Esta obra foi pedida por Josse Vydt, que era um nobre em Ghent, na Bélgica, e que também era o proprietário da capela da Catedral de São Bavo, onde construiu o túmulo de sua família.

Por isso, os pintores tomaram a decisão de sair de Bruges, onde viviam, e se estabeleceram em uma residência perto da Praça Kant em Ghent. A obra possui vinte painéis fixos e móveis, os quais são ligados por dobradiças que formará uma obra ao abrir e outra ao fechar.

E foi assim que o retábulo chamado Ghent (também conhecido como retábulo do Cordeiro Místico) foi fundado e se afirmou como a sua obra com mais famosa:

No dia 22/10/1422, Jan van Eyck parou o seu trabalho no altar e foi para Haia para servir ao duque holandês da Baviera John. Ele permaneceu em Haia até o falecimento do duque no dia 05/01/1425.

Poucos meses depois, Filipe III, duque da Borgonha, nomeou-o pintor da corte. Além de pintor, também empreendeu uma longa jornada e executou missões diplomáticas para o monarca.

 

Obras famosas de Jan van Eyck 

Desde então, a pintura encomendada pelo primeiro-ministro Philip Nicolas Rolin, o pintor Nossa Senhora do Chancellor Ministro Rolin, é a pintura mais antiga do artista. Essas obras estão no Museu de Louvre, na cidade Paris.

Infelizmente, em 18/09/1426, seu irmão Hubert morreu, e Jan executou o “Retábulo de Ghent” sozinho. Naquela época, apenas a região superior foi concluída.

Somente em 1428, a pedido do então Duque da Borgonha, que ele consegue suspender os trabalhos. Isso lhe permitiu enviar uma delegação a Portugal com a delegação para pedir a mão da sua filha a Princesa Isabel em nome do então Duque de Portugal. Rei joão I.

Sua tarefa é retratar a então princesa e realizar tarefas diplomáticas e confidenciais. Isso aconteceu em 1429, quando o retrato da Isabel chega até o duque, mas aquela tela acabou perdida.

Em 1429, após um retorno turbulento de uma frota de 14 navios, Jan van Eyck foi a Ghent para dar continuidade a pintura retábulo.

No ano 1432, Jan van Eyck adquire uma residência em Bruges, na região mais progressiva da Holanda, que hoje fica localizada na Bélgica. Nesse mesmo período ele termina a sua principal e a mais grandiosa obra, “O Retábulo de Ghent“, que recebeu a benção  no 06/05 daquele ano.

 

Últimos anos

Algum tempo depois, em 1433, Eyck se casa com uma mulher de 20 anos, Margarida. E foi nesse mesmo período veio ao mundo o seu primogênito, que tinha como seu padrinho o então Duque Filipe, o seu protetor.

Retornado a Bruges, Jan van Eyck realizou inúmeras obras, entre essas podemos citar: O Casal Arnolfini (1934), a Nossa Senhora do Cônego van der Paele (1436), Anunciação (1436), A Virgem da Fonte (1439) e a Margarida van Eyck (1439).

Existem até hoje alguns boatos referente à provável homossexualidade do van Eyck, com base nas relações que eram bem afetivas com o casal Arnolfini e, em especial, com o Giovanni di Nicolao Arnolfini.

O renomado pintor faleceu em 09/07/1441, com mais ou menos 51 anos.

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta