Home>Cultura>Fundação Bunge Destaca Ações de Incentivo à Leitura

Fundação Bunge Destaca Ações de Incentivo à Leitura

Assim como o Itaú, outras grandes empresas brasileiras tem criado programas de incentivo à leitura na infância. Desde 2011, o Semear Leitores visa estimular o hábito da leitura de maneira prazerosa e, durante a pandemia, o programa tem promovido uma rede de leitura on-line

 

De acordo com uma pesquisa doInstituto Pró-Livro, em 2016, o brasileiro lê, em média, 2,43 livros por ano. Embora o índice nacional seja baixo se comparado a alguns países orientais, como a Índia e a China, nações que mais leem no mundo, iniciativas de diversas organizações do País têm fomentado o hábito, estimulando especialmente as crianças.

É o caso da Fundação Bunge, entidade social da Bunge no Brasil. A entidade social da Bunge no Brasil, há mais de 60 anos atua em diferentes frentes com o compromisso de valorizar pessoas e somar talentos para construir novos caminhos.

 

Programa Semear

E foi por meio do programa Semear Leitores a instituição promove o contato das crianças com os livros de maneira prazerosa.

O programa possui parceria com poder público e outras empresas parceiras, aposta na oferta de acervos e espaços acolhedores e lúdicos, projetados especialmente para facilitar o acesso aos livros. Ela também é responsável pela formação e acompanhamento dos mediadores de leitura, profissionais que são responsáveis pelas atividades dentro dos espaços.

Em 2019, por exemplo, inaugurou o Espaço de Leitura Semear Leitores do Museu da Imigração do Estado de São Paulo, na Mooca.

 

Espaços de leitura

O espaço foi projetada especialmente para atender às necessidades das crianças, com estantes baixas para facilitar o acesso aos livros, pufs, tatame e elementos que remetem ao tema da imigração, como um trem e um navio onde as crianças podem se sentar para ler os livros.

O espaço conta com cerca de mil livros, além de adereços que contribuem para as atividades realizadas no local, como as contações de histórias.

Durante a pandemia, o programa mantém suas atividades de modo a manter o distanciamento social. Tudo foi adaptado para formato à distância. Desde abril de 2020, foram promovidas 11 lives com contadores de histórias de diversas regiões do país, contabilizando mais de 28 mil visualizações.

Somadas às transmissões, também foram feitas diversas mediações de leituras de 23 livros durante o ano anterior – sobre representatividade negra; diversidade ambiental; tradição da oralidade; composição familiar – totalmente de forma on-line, para crianças de instituições atendidas pelo programa.  No total, 104 mil pessoas foram alcançadas com o Semear Leitores durante todo o ano de 2020. A expectativa é que para 2021, as atividades on-line de estimulo à leitura se mantenham até a imunização da população.

 

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta