Publicado em Literatura, Literatura Estrangeira

À Primeira Vista

à primeira vistaAs personagens Jeremy Marsh e Lexy Darnell  já são conhecidas do público de Nicholas Sparks. No livro O Milagre (resenhado aqui no beco) relata a história de como Jeremy, jornalista de uma revista se apaixona pela bibliotecária Lexy durante uma matéria que estava investigando.

Sparks decidiu continuar a história do casal no livro À Primeira Vista (editora Arqueiro, 256 páginas). Agora que já estão juntos e esperando uma filha, Jeremy decide se casar com Lexy e se mudar para Boone Creek (cidade onde a noiva mora). A decisão para Jeremy parece fácil, mas logo os problemas começam a aparecer: ele não consegue escrever seus artigos, a reforma da casa que comprou parece devagar e para piorar, o jornalista começa a receber estranhos emails afirmando que ele não é o pai da criança que Lexy espera.

O livro relata o tempo de adaptação de Jeremy, tanto sobre a mudança para uma nova cidade como a vida a dois. Percebi que o foco do livro é o amadurecimento de ambos como casal, a transição que todos passam quando mudam sua rotina e precisam parar de pensar de forma individualizada e confiar no seu parceiro, não importa qual a situação.

Em Resumo, é uma história sobre a construção de uma família. Muitos livros lançados contam histórias de como o casal se conheceu e se apaixonou, o próprio autor fez isso no primeiro livro, mas em À Primeira Vista Sparks quer mostrar o que acontece depois disso, e de forma bem realista. Não, ninguém se apaixona, se casa e vive sem brigas ou sem dificuldades. Qualquer pessoa tem manias que irritam o parceiro, assim como alguns demoram a entender que não se deve comprar tudo pensando no que quer ou gosta, tudo será dividido e é importante ver se o que se quer servirá para ambos.

Apesar de o foco estar mais em Jeremy, a história mostra também a visão de Lexy. Ao fazer isso o leitor pode  conhecer a visão individual do casal nos momentos de conflito. Isso fez do livro, na minha visão, mais interessante já que podemos ver os dois lados da moeda, nos fazendo perceber que existem diferentes de interpretações dos acontecimentos e da importância de entendermos como cada pessoa vê a situação.

Muitos agora estão se perguntando agora do motivo do título do livro. Dar o nome À Primeira vista para mim não é somente para fazer o livro vender, é somente para deixar claro que o autor irá questionar isso no seu livro e irar provar seu ponto de vista. Sou muito cética quanto a essa questão, ao ler esse livro vi que o autor e eu temos uma opinião idêntica quanto à isso. Sparks não fala amor à primeira vista como um mero clichê ou algo que acontece todos os dias, mas é daquele momento inquestionável, quando do nada uma explosão de sentimentos explode no coração da pessoa e se torna impossível não amar o ser humano que está ali. E que mesmo que o tempo passe e as diferenças sejam enormes, o amor não acaba nem diminui.

Esse foi o primeiro livro que li de Nicholas Sparks e, embora muitas pessoas tenham conceitos pré-concebidos sobre o autor, achei um bom livro. O texto é simples, de fácil entendimento e a história de amor açucarada. O autor ganhou meu respeito pela honestidade e simplicidade da história, mostrando que não precisa de idéias mirabolantes para se fazer uma bela história de amor.

Enquanto muitos autores inventam histórias mirabolantes sobre amores que têm tudo para dar errado e no final todos vivem felizes, o autor mudou o caminho e buscou  a vida real como exemplo. Não há exageros na história, não existem personagens super-heróis e muito menos situações impossíveis. O resultado faz o leitor terminar o livro e perceber que a possibilidade de viver uma história como aquela e possível. Um exemplo disso está no livro Um Amor para Recordar, obra do autor que se tornou filme. Após o lançamento do filme (que no Brasil foi lançado anos antes do livro), muitos questionavam na internet se a história não teria baseada na vida do cantor cristão Jeremy Camp. O cantor se apaixonou por Melissa, uma jovem com leucemia. Eles se casaram, mas Melissa acabou falecendo meses após se casarem.  Da história de Jeremy e Melissa inspirou a canção Walk by Faith, e se tornou prova de que as histórias de Nocholas Sparks imitam a vida.

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

2 comentários em “À Primeira Vista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s