Publicado em Cinema

Histórias Cruzadas

 

Como prometido, venho trazer minhas impressões sobre o filme indicado ao Oscar 2012, Histórias Cruzadas (The Help), que foi inspirado no livro A Resposta, de Kathryn Stockett, do qual já falei aqui. Assisti o filme logo em seguida da leitura e, como todo leitor, fiquei prestando bastante atenção para ver se seria “fiel” ao livro. Mas não sabia muito bem o que esperar, pois sendo o livro cheio de detalhes, foi difícil imaginar o que seria privilegiado. A história não foi modificada, de forma que, por esse motivo, não vou resumi-la, vocês podem conhecê-la melhor lendo a postagem anterior sobre o livro.

No filme, toda a história é narrada por Aibileen (Viola Davis), o que a coloca, de certa maneira, como personagem principal. Ao contrário do livro, que ao alternar as narrações entre Aibileen, Skeeter e Minny, deixa claro a centralidade das três. A vida de Aibileen é contada de modo bastante emocionante no decorrer do filme, ao mesmo tempo em que toda sua força e determinação também ficam evidentes. Não só a adaptação para o cinema conseguiu manter muito bem as características da personagem, como a atriz conseguiu dar vida ao que foi descrito no livro. Não à toa Viola Davis foi indicada ao Oscar como melhor atriz, pela interpretação de Aibileen. Para mim, a Aibileen do cinema é exatamente como imaginei ao ler o livro.

O mesmo posso dizer de Skeeter (Emma Stone) e Minny (Octavia Spencer). As duas personagens também apareceram no filme exatamente como foram descritas no livro. Skeeter tendo que lidar com a sociedade branca e suas regras na cidade de Jackson, ao mesmo tempo em que corre atrás de seu sonho de ser jornalista e escreve um livro controverso para a época, contando com a ajuda das empregadas domésticas negras. Minny, com todo seu mau humor cômico, falando o que pensa para todo mundo, inclusive para suas patroas brancas, além de lidar com todo o drama e dificuldade em ser uma mulher negra nos anos 60, em uma cidade como Jackson, Mississipi. Octavia Spencer, a atriz que interpreta Minny, conquistou merecidamente o prêmio de melhor atriz coadjuvante na edição do Oscar 2012.

Porém, se essas  personagens foram muito bem construídas e interpretadas no filme, ao meu ver, ele não explorou tanto assim a questão da luta pelos direitos civis nos anos 60, como poderia ter feito e como a autora do livro fez muito bem. Algumas ótimas passagens de A Resposta que deixam claro todo esse conflito foram ignoradas, ou abordadas muito superficialmente em Histórias Cruzadas. Acredito que quem ler o livro e assistir o filme poderá perceber isso também. Para mim, foi uma oportunidade (uma grande oportunidade) perdida para tratar de um assunto que ainda hoje é muito presente nos EUA, mesmo que tentem mantê-lo escondido: o preconceito étnico contra os negros. Obviamente a questão está presente ali, mas talvez pudesse ter sido melhor explorada. A questão da mulher, que apontei ao falar sobre o livro, também deixou a desejar: ficou totalmente ausente no filme. Isso foi o que me desagradou.

Disse anteriormente que a história não foi modificada. Não como um todo, mas alguns detalhes, como em toda adaptação de livro, receberam algumas mudanças. Porém, ao contrário de achar ruim, como geralmente faço nesses casos (penso que todo mundo acha ruim), acredito que em Histórias Cruzadas esses detalhes aperfeiçoaram um pouco a história. Não vou contá-los aqui, para incentivar vocês à leitura do livro e a assistir o filme também. Mas, apenas citando dois exemplos: o modo como a Aibileen enfrenta a personagem Hilly no final do filme é sensacional; a mãe de Skeeter aparece um pouco diferente no filme – um pouco mais forte e simpática, o que faz a gente refletir um pouco acerca de suas atitudes e escolhas.

Enfim, é um filme que recomendo, apesar da pequena crítica que fiz acima. Mas não antes de recomendar a leitura do livro.

 

 

Ficha técnica:

Diretor: Tate Taylor

Elenco: Emma Stone, Bryce Dallas Howard, Mike Vogel, Allison Janney, Viola Davis, Ahna O’Reilly, Octavia Spencer, Jessica Chastain, Anna Camp, Eleanor Henry, Emma Henry, Chris Lowell

Produção: Michael Barnathan, Chris Columbus, Brunson Green

Roteiro: Tate Taylor, baseado na obra de Kathryn Stockett

Fotografia: Stephen Goldblatt

Trilha Sonora: Thomas Newman

Duração: 146 min.

Ano: 2011

País: EUA

Gênero: Drama

Cor: Colorido

Distribuidora: Disney

Estúdio: 1492 Pictures / Imagenation Abu Dhabi FZ / Harbinger Pictures / DreamWorks SKG / Reliance Entertainment / Participant Media

Classificação: 14 anos

2 comentários em “Histórias Cruzadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s