Publicado em Cinema

Meia-noite em Paris

Assisti Meia-noite em Paris (Midnight in Paris-2011) sem ler resenha ou assistir algum trailer sobre o filme. Fui simplesmente por saber que era uma criação do Woody Allen e, o tema Paris seria um atrativo a mais. Aliás, este é o primeiro filme do diretor filmado totalmente na cidade parisiense.

A história é sobre um casal americano, Gil e Inez, que vão à Paris junto com os pais da moça a negócios. O casal, de casamento marcado, ao invés de viverem uma pré-lua de mel na bela Cidade das Luzes, passam por momentos de decisão sobre seu relacionamento. Inez é retratada como uma mulher fútil e gastadeira, a qual não se interessa nada pela viagem ou pelo lugar. Já Gil, um autor de filmes do estilo hollywoodiano, tem a chance de finalmente provar seu valor como escritor de romances, graças aos encantos de Paris, conforme veremos logo mais.

Nas badaladas da meia-noite, Gil passa a encontrar os seus escritores e artistas favoritos, todos da época de 1920. Assim, de repente. Por dias, o escritor em ascensão espera um carro antigo o buscar, cada dia com uma figura diferente o aguardando. Durante esses encontros, o personagem vai melhorando seu romance até conseguir terminá-lo por completo.

Quem nunca sonhou em conhecer seus ídolos, escritores, cantores ou compositores favoritos? Woody Allen te leva a passar um bom tempo bebendo com Zelda e F. Scott Fiztgerald, Ernest Hemingway, Pablo Picasso, Cole Porter, Salvador Dali e outros.

Para quem não conhece todos ou alguns desses artistas, Meia-Noite em Paris é uma boa dica para você ingressar no mundo Modernista e se divertir. Confesso que morri de rir com a atuação de Adrien Brody como Salvador Dali.

Na foto ao lado, temos Gil sentado entre F. Scott e Zelda Fitzgerald. Atrás, o cômico Hemingway (cômico apenas no filme, claro).

Se quiser buscar a leitura de alguns desses escritores famosos, recomendo O Grande Gatsby, de Fitzgerald; Por quem os sinos dobram e O sol também se levanta, de Hemingway. Procurem o jazz boêmio de Cole Porter e também as pinturas de Dali e Picasso. Te desejo um bom passeio pelo mundo cultural!

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

7 comentários em “Meia-noite em Paris

  1. E eu fui ver sem sequer saber que era um filme do Woody Allen, só pra poder aceitar o convite de uma amiga que não via há muito tempo. Aliás, fui ao cinema com um pouquinho de desdém no coração, alimentado por minha falta de motivação com comédias românticas. Inda bem que me dei a chance de estar enganada e pude me deliciar com o filme. É realmente lindo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s