Retrospectiva em Seriado – Ano 02

Atrasado, porém honrando compromissos. Em 2016 fiz minha primeira retrospectiva aqui para o Beco e decidi continuar com esta brincadeira, apresentando mais algumas coisas que vi ao longo de 2017. Não tenho nenhum critério lógico para iniciar uma maratona e não pretendo influenciar outros indecisos neste quesito. (mais…)

O Beco Indica #15

Uma newsletter quinzenal com dez dicas da casa O verão traz muitas peculiaridades. As manhãs quentes que se transformam em tardes chuvosas. O clima de férias que frequenta as ruas com diversos ruídos juvenis, escapando pelas frestas dos portões. O trânsito que fica um pouco mais fluido, mas só um pouco, ainda tem muito carro por aí a ocupar os espaços. E nesse tipo de ambiente que Janeiro vem devagar,

O Beco Indica #14

Toda semana, dez indicações de links para enriquecer sua timeline O que seria do arco-íris sem suas camadas de cor? Vamos falar um pouco sobre tópicos espalhados pelo caminho da diversidade. #1 Os dias tem sido sombrios aqui em terras brasileiras. Uma medida de um juiz do DF causou desconforto e indignação para o Conselho Federal de Psicologia, comunidade científica e comunidade LGBT. Uma medida que não tem respaldo científico, apesar

O Beco Indica #13

Toda semana, dez indicações de links para enriquecer sua timeline Lembranças. O que as torna importantes? O fato de lembrarmos ou o momento que foi vivido? A todo instante revivemos as nossas ações. A memória é algo a ser recontado e reconstruído. Seja uma bomba a ser desarmada ou uma fotografia da imensidão do universo. O que pretende se fazer com isso é de cada um. (mais…)

O Beco Indica #12

Toda semana, dez indicações de links para enriquecer sua timeline Quem ainda assiste TV? Acho que muita gente está dentro deste segmento, mas hoje vou focar um pouco na minha relação com a televisão, principalmente a TV aberta no nosso BR, que mudou muito desde que entrei pra faculdade de comunicação há 15 anos. Antes, eu era uma ávida consumidora e cheguei até a perder várias aulas no ensino médio

Brasil Mitológico

Para além de Monteiro Lobato: Uma leitura de Raízes de Vento e Sangue de Lauro Kociuba Não sou muito ligada a livros de fantasia fantástica brasileiros. Muito, porque fui condicionada a interagir mais com as mitologias estrangeiras (quem não foi?). São milhares de vertentes que descrevem épocas, costumes e, por que não, interações sociais de povos muito muito distantes daqui como, por exemplo, os escandinavos, chineses, mongóis, japoneses, germânicos e por