Home>Cultura>Ópera Aleijadinho Estreia em Ouro Preto

Ópera Aleijadinho Estreia em Ouro Preto

Obra integra a programação do Ano da Mineiridade, se baseia em fatos da vida do mestre Aleijadinho, reconhecido internacionalmente como referência do Barroco Mineiro. Após a estreia, a montagem cumpre temporada no Palácio das Artes, nos dias 14, 16, 18 e 20 de maio de 2022

 

O cenário para a estreia da Ópera Aleijadinho, espetáculo da Fundação Clóvis Salgado, não poderia ser outro senão o centro histórico da cidade monumento de Ouro Preto, Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO e terra natal de Antônio Francisco Lisboa.

O Evento aconteceu no último sábado (29). Com o adro da igreja totalmente lotado e ruas adjacentes, pessoas se acumulavam nas sacadas dos sobrados e pousadas para ver o espetáculo que teve 2h10 de duração, sendo amplamente aplaudido pelo público, um grande sucesso. A Ópera Aleijadinho foi composta por Ernani Aguiar, com libreto escrito por André Cardoso. A regência é do maestro Silvio Viegas e a direção cênica de Julianna Santos.

 

Ópera Aleijadinho

A peça se baseia em fatos da vida do mestre Antônio Francisco Lisboa, reconhecido internacionalmente como referência do Barroco Mineiro, cujas obras se encontram em diferentes cidades do Estado, especialmente em Ouro Preto e Congonhas. Após a estreia, a montagem cumpre temporada no Palácio das Artes, nos dias 14, 16, 18 e 20 de maio de 2022.

Aleijadinho integra a programação do Ano da Mineiridade, da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), projeto criado para celebrar os elementos que compõem a assinatura mineira, com suas tradições, costumes e histórias.

Os temas centrais da Ópera, mais que uma sequência de fatos da vida do Aleijadinho, são a desilusão, a perda, o abandono e a solidão. Ao longo das cenas, tais sentimentos se acentuam no protagonista. Primeiro, se dá a perda de seus amigos Inconfidentes, depois do colega músico Lobo de Mesquita, de um de seus escravos, Maurício, que morre durante o trabalho em Congonhas e Justino, que o abandona sem deixar vestígios. Por fim, o próprio filho, restando-lhe, no final da vida, apenas a nora Joana.

 

Ano da Mineiridade

O Ano da Mineiridade será marcado por inúmeras iniciativas que celebram a diversidade da produção artística no Estado, aproximando municípios e promovendo uma maior transversalidade entre os setores da cultura e do turismo e de todos os profissionais envolvidos nesses segmentos.

 

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta