Home>Principal>A carreira da atriz e escritora Sylvia Orthof

A carreira da atriz e escritora Sylvia Orthof

Sylvia Orthof foi uma escritora e atriz brasileira, renomada por escrever diversas obras para o público infanto-juvenils.

 

A escritora lançou diversos livros e contos ao longo de sua carreira, sendo premiada inúmeras vezes por suas contribuições para a literatura brasileira. Confira mais sobre vida e carreira dessa escritora consagrada.

 

Biografia e primeiros passos

Sylvia Orthof Gostkorzewicz nasceu no dia 3 de setembro de 1932, no Rio de Janeiro. Ela era de um casal de judeus austríacos: a pintora e ceramista Gertrud Alice Goldberg com o pintor Gerhard Orthof.. 

Ela também é também a sobrinha do renomado compositor de música erudita Arnold Schonberg. Essa sua ligação com a arte fez com que ela desenvolvesse talento e apreço por diversos segmentos artísticos.

A sua formação artística, por exemplo, inclui alguns cursos de desenho, arte dramática, música, pintura  e de teatro. Toda essa bagagem fez com que Sylvia desenvolvesse a criatividade e visão ampla de mundo que ela sempre levou para as suas obras.

 

Trajetória artística

A sua afinidade com a arte permitiu que Sylvia Orthof se tornasse uma atriz e escritora completa. O seu início de carreira já foi com o pé direito, trabalhando em diversos segmentos da dramaturgia.

Na área da dramaturgia infantil, por exemplo, Sylvia atuou como diretora de espetáculos, professora de teatro, pesquisadora e principalmente como autora de texto. 

Ela fez algumas viagens pelo mundo, sendo a para Paris a mais marcante. Foi na capital francesa que Sylvia Orthof aprendeu a arte da mímica, com o renomado Marcel Marceau..

Saindo da França, Sylvia retornou para o Brasil e começou a trabalhar como atriz. Ela atuou muito tempo no Teatro Brasileiro de Comédia, além de ter trabalhado também na TV Record, ambos na cidade de São Paulo. 

Ela se mudou para o município de Nova Viçosa, na Bahia, onde passou a trabalhar em outro segmento artístico. Foi na cidade baiana que desenvolveu atividades no teatro de bonecos, fazendo o entretenimento das crianças locais, usando materiais de uso comum da região.

Da Bahia, acabou se mudando para posteriormente para o Distrito Federal, onde deu aulas de Teatro na Universidade de Brasília e foi coordenadora das atividades de teatro do SESI.

Todas as suas viagens contribuíram para que ela desenvolvesse uma bagagem recheada no mundo da arte. Foi aí que, em 1927, a convite da escritora Ruth Rocha, passou a escrever para a Revista Recreio.

Não trabalhou escrevendo somente para a revista. Todo o seu empenho artístico fez com que Sylvia se interessasse pelo o mundo da literatura infanto-juvenil.

Foi aí que, em 1982, Sylvia lançou a sua primeira obra para o público infantil. A partir desse pontapé, Sylvia passou a escrever com mais frequência esse tipo de conteúdo, publicando aproximadamente 120 títulos para as crianças e os jovens, envolvendo contos, peças de teatro e até mesmo poesias.

 

Prêmios e últimos dias

Sylvia Orthof é uma atriz e escritora renomada e multipremiada. Venceu diversos prêmios pelos seus trabalhos, entre essas premiações foram 13 obras premiadas com o selo Altamente Recomendável para as Crianças pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Confira alguns desses prêmios:

  • Prêmio Molière de teatro por A Viagem do Barquinho (1978).
  • 1º lugar no Concurso do Serviço Nacional de Teatro com o espetáculo A Gema do Ovo da Ema. Seu conto O Pé Chato e a Mão Furada é premiado no 1º Concurso Nacional de Contos Infantis do Banco Auxiliar de São Paulo (1979).
  • É premiada com o Jabuti de Literatura, prêmio mais importante do Brasil, pela Câmara Brasileira do Livro, na categoria Literatura infanto-juvenil, pelo livro A Vaca Mimosa e a Mosca Zenilda. Além disso, Os Bichos que Tive ganha prêmio de melhor livro infantil do ano da Associação Paulista de Críticos de Arte – APCA, e de melhor livro para a criança da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ (1983).
  • Seu livro O Sapato que Miava recebe o Prêmio de Jornalismo da Revista Abril (1985).
  • Ponto de Tecer Poesia ganha o Prêmio Odylo da Costa Filho, da FNLIJ (1987).
  • O Cavalo Transparente é adaptado para o teatro pelo grupo Tespis, e recebe o prêmio de melhor espetáculo do ano em teatro infantil da APCA dadada (1990)

 

A atriz viveu seus últimos momentos de vida ena cidade de Petrópolis. Ela descobriu no ano de 1996 um câncer, vindo a falecer um ano e meio depois, no dia 24 de julho de 1997. 

O seu legado para a literatura brasileira segue vivo até os dias atuais. Sylvia Orthof marcou inúmeras gerações com as suas obras e com as suas apresentações teatrais. Foi uma artista que dedicou toda a sua vida ao que mais amava.

 

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta