Home>Resenhas>Vinte mil léguas Submarinas

Vinte mil léguas Submarinas

Considerado um dos autores mais famosos da literatura, Jules Verne (França, 1828-1905) escreveu uma história profética, com sólidas noções científicas e uma boa  dose de imaginação em sua grande obra Vinte mil léguas Submarinas (ano de publicação, 1870 pela Pierre-Jules Hetzel). Noções essas que se tornaram realidade apenas um século após nascer da mente de Verne.
O livro começa com uma caçada ao monstro que atormenta os mares, levando uma fragata ao encontro deste ser descomunal e violento. Porém, imune aos ataques, a criatura atinge ao navio jogando ao mar 3 personagens , Aronnax, Conselho e Ned Land, que lutam pela vida em uma das cenas mais dramáticas desta aventura. Uma luta contra ao medo, a morte e ao escuro do desconhecido.
Caso você seja um leitor que nunca soube do enredo principal da clássica aventura marítima , aqui terá o privilégio de continuar no obscurantismo , e assim será instigado a conhecer o profundo mar e aos corações de alguns dos mais emblemáticos personagens da literatura.
Considerado até hoje, pioneiro em temas e cenários nunca imaginados, ” Vinte mil léguas ” , pode parecer aos desavisados , uma obra atrasada , que não sobreviveu ao seu tempo, no entanto, um ledo engano.
Cada personagem carrega a angústia , sofrimento, curiosidade, vingança e surpresas que apenas uma aventura rumo ao desconhecido pode causar. Aconselho ( entenderam? ) seguir a viagem com pouca luminosidade sobre o que possuem em mãos, deixem ser levados pela descoberta em tempo real aos personagens , aumentando a força literária que apenas os clássicos são capazes de criar em seus leitores.
Para que possa adentrar ao “Nautilus” saibam que não foram convidados, mas também não poderão sair , pois o mundo que os cercam carecem de observação atenta e registros precisos.
Boa leitura ,
E aproveite para mergulhar nesta obra inesquecível .

Colaborador Beco das Palavras
Os textos publicados aqui são produzidos pelo colaborador que assina cada artigo, sob supervisão e revisão de Luciana Assunção.

Deixe uma resposta