Publicado em Literatura, Música

As crônicas de Bob Dylan

Crônicas é um livro de histórias e experiências de Robert Allen, mais conhecido como Bob Dylan, cantor e compositor de mais de cem álbuns. Histórias sem uma ordem cronológicas, mas que abordam todas as fases da vida do cantor, principalmente a de busca por reconhecimento e contatos para se fazer artista.

Dylan é de 1941, nascido em Duluth, do estado de Minnesota, estado perto de Nova Iorque. No livro, entendemos um pouco como foi sua criação e também os desejos de seu pai de que o filho não se torne um músico, fato que acredito que foi marcante para o rapaz, pois é mencionado algumas vezes no livro. Aliás, o interessante de se ler uma autobiografia é entender exatamente o ponto de vista do escritor e, minha visão sobre quem era este cantor já mudou durante a leitura. Minha única crítica deste livro é em relação a tradução. Em vários momentos eu pulei parágrafos e narrações em que eu simplesmente não entendia ou que era muito mal escrito.

Críticas e opiniões a parte, é inegável a importância de Bob Dylan à música folk e neste livro reconhecemos isto e ainda temos a chance de conhecer seus ídolos e influências. Você já ouviu falar de Woody Guthrie? Cantor folk, citado frequentemente nestas crônicas. É o exemplo de Dylan, tanto que em seu início, o jovem cantor passou um bom tempo só cantando músicas de Guthrie. Nomes variados foram citados, inclusive nomes brasileiros da Bossa Nova, quando Dylan vai descrevendo cantores de estilos diferentes.

Um nome citado foi Bono Vox, do U2. Eu entendo se você não conhecer Woody Guthrie, pois até então eu não conhecia, mas reconhecer Bono e todo o seu entusiasmo é obrigação. “Bono tem a alma de um antigo poeta e você tem que ter cuidado perto dele. Ele pode rugir até a terra tremer.” (pág 191). Bob Dylan cita um encontro que tiveram em sua casa em uma noite e, lembra do ponto de vista de uma autobiografia? Provavelmente em outros livros ou entrevistas de qualquer outro artista, este diria que Bono é fenomenal, maravilhoso, encantador mas, Dylan o descreveu de uma forma que não se encontraria facilmente, de uma forma bela.

As crônicas encantam o leitor em algumas passagens, pela forma que Dylan fala sobre elas. Livro recomendado e aprovado, apesar da tradução realizada. Não é preciso ser fã de folk ou do cantor para ler e se interessar pelas narrações de Dylan.

BobDylanLookwiki.JPG

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s