Publicado em Literatura, Literatura Infanto-Juvenil

Linhas

Tenho me surpreendido com os autores ingleses nos últimos anos. Já de inicio, aviso que não irei falar de Shakespeare, Lord Byron ou das irmãs Brontë. Embora cada um desses autores sejam magníficos, preciso ressaltar que a Inglaterra possui uma safra de excelentes autores contemporâneos para nos conquistar. A última delas é Sophia Bennett, com o livro infanto-juvenil Linhas (Ed Intrinseca, 238 pág.)

Em linhas conheceremos Nonie, uma adolescente britânica apaixonada por moda e que está sempre customizando suas roupas. Ela possui duas amigas: Jenny, uma menina doce que acaba de fazer um filme com o astro adolescente mais bonito do momento, e Edie, uma amiga estudiosa que trabalha duro para entrar na universidade de Harvard e se tornar uma funcionária da ONU.

A vida das três amigas muda quando conhecem Crow, uma menina pobre de 12 anos que se veste de bailarina com asinhas e vive desenhando. Crow nasceu na África, em um país chamado Uganda. A região onde Crown nasceu passa por uma guerra terrível, onde crianças são forçadas a lutar nesta guerra. Para que não sejam pegas e forçadas a matar, as crianças precisam caminhar durante a noite por horas, até achar aldeias que sejam seguras e possam dormir. Crow foi uma dessas crianças. Para que Crow estivesse salva e pudesse estudar, seus pais a enviaram para morar na Inglaterra com uma tia.

Nonie percebe que Crow desenha roupas, sabe costura-las e fazer peças maravilhosas. Isso já é o suficiente para Nonie se maravilhar com a menina, mas descobre que a vida dessa criança não é nada fácil. Ao saberem da vida que a garota, essas três amigas decidem ajudar Crow a realizar seu sonho de criar belas roupas. Com o tempo vão descobrindo como essa menina é tão meiga, apesar do ar sisudo e que, embora pareça grosseira as vezes, sabe tocar as pessoas e agradece-las a seu modo. Com seu talento e a ajuda de vários amigos sua vida mudará para sempre.

Crow é aquela personagem que nos emociona ao conhecê-la. Embora enigmática, vamos conhecendo a vida tão dura que essa menina teve em tão pouco tempo de existência. Seu amor pela costura e admiração por Dior, nos faz conhecer a história da moda internacional, que cativa qualquer leitor.

Linhas é um livro cuidadosamente escrito para trazer ao leitor conto de fadas junto com a realidade. A autora trouxe aos jovens leitores os conflitos internos da África sem que se torne muito pesado para essa idade. Não há como falar da África sem que mencionar as guerras civis, AIDS e até nas precárias condições de vida, mas essas questões, embora sejam um ponto importante (e até posso afirmar que seja um dos principais objetivos do livro) são tratados no decorrer da leitura de uma forma objetiva que faz o leitor buscar mais informações e colaborar com a causa. Uma excelente escolha de presente para os jovens e tão belo que até os adultos irão adorar.

Quem quiser conferir o primeiro capitulo de Linhas, é só clicar aqui.

Curiosidades sobre os grandes estilistas:

Christian Dior

Sua primeira coleção foi apresentada no dia 12 de fevereiro de 1947 e causou um verdadeiro estardalhaço entre a imprensa. Aquele homem tímido e educado havia criado o eterno “New Look”. Surgia aí um mito, Christian Dior, que viria se tornar sinônimo de sofisticação e elegância no luxuoso mundo da alta-costura.

Quando Carmel Snow, redatora da revista americana “Harper’s Bazaar”, viu os modelos apresentados por Dior, exclamou: “This is a new look!” Desde então, o nome original da coleção, que era “Ligne Corolle” (Linha Corola), se tornou conhecida como “New Look”.

Balenciaga
Coco Chanel uma vez disse que “só Balenciaga é um verdadeiro costureiro. Só ele é capaz de cortar bem um tecido, de montá-lo e costurá-lo à mão.”

“Não acrescente detalhes inúteis a um vestido. Não coloque uma flor simplesmente porque você tem vontade de fazê-lo, mas para indicar o centro da cintura, o ponto final de um desenho.” Balenciaga

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

8 comentários em “Linhas

  1. Adorei sua resenha, deu vontade de ler o livro…Faz muito tempo que não leio algo de novo e interessante…

    O fato de customizar roupas, assemelha-se com uma novela da “Vênus Platinada”…

  2. Nossa, adorei a resenha do livro, fiquei curiosa sobre a história!Me interessou muito, pois também amo moda como as personagens do livro e seria ótimo ver como a moda internacional é abordada. Com certeza o envolvimento entre as personagens e os problemas sociais abordados nos fará refletir de uma maneira séria sobre o mundo.
    Texto ótimo, me fez querer ler o livro!Abraços! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s