Publicado em Escritores, Literatura, Literatura Brasileira

Uma brasileira que sabe tocar nossa alma

Com o passar do tempo crescemos, vamos nos moldando. Ainda procuro a palavra certa que melhor esclareça o que quero dizer. Parece difícil fazer isso depois de tantos anos sem escrever algo que sinto no âmago do meu ser. Acontece quando se passa tempo escrevendo sobre sua opinião sobre algo bem determinado, mas falar sobre as sensações que temos se torna bem mais complicado.

Essa semana comecei a ler Laços de Família, de Clarice Lispector. O que era para ser um pequeno livro de contos passou a ser algo complicado para mim, e não sabia entender o porquê. No inicio, achei que fosse cansaço, depois ponderei e acreditei que não estava conseguindo entender o texto, creditei que talvez fosse por falar de um ponto especifico que não esclarecia muito sobre as personagens.

 Aos poucos notei que eu mesmo escrevia daquela maneira, buscando um ponto qualquer e esmiuçando cada detalhe e ignorando todo o resto: aquele ponto em particular era o propósito. Lembro de um dos meus professores na faculdade mencionar esse fato no final do semestre e como notei que fazia isso sempre.

Foi quando percebi como é delicado e simples a forma como Clarice escreve (pelo menos, para mim, que escreve dessa

Clarice Lispector na juventude

 forma). Ao falar de coisas do cotidiano e aflorar os sentimentos que guardamos de pequenos momentos é tão belo que me fez parar em minha própria vida e ver o que estava fazendo com ela. Afinal, do nada parei um blog de contos do nada e mudei o rumo da minha vida. Os motivos não valem a pena ser contados, mas percebo que as feridas que me fizeram tomar a decisão já estão cicatrizadas.

Após pensar tanto sobre isso, vi a dificuldade que é pegar um papel e colocar meus sentimentos e dúvidas no papel. Antes que perguntem, sim, eu os coloco em todos as resenhas que faço, e acredito que pode-se notar isso entre um texto e outro. Mas abrir seu coração por completo e permitir que qualquer um o veja, é uma coisa bem difícil para mim atualmente. Talvez seja por isso que não permito tanto contato das pessoas hoje. Com certeza é por esta razão que minha fé está abalada.

Por isso estou fascinada com Clarice Lispector. Ela punha no papel pequenas coisas que abalam no lado emocional. Já li seus textos antes, e devo admitir que ela me deixou chateada com A hora da Estrela (não consigo perdoá-la pelo fim doloroso de Macabeia), e me questionei muito ao ler O Amor Segundo GH. Mas em Laços de Família ainda não digeri. Como pequenos contos, que falam somente do cotidiano me fez me sentir tão triste em alguns momentos. Não com o texto, que continua poético como sempre, mas comigo mesmo.

Talvez seja por perceber que me pareço com as personagens, e o livro apareceu e muda uma rotina, assim como as personagens dos contos. Agora tudo que posso fazer é parar e me questionar: o que me incomoda? Porque certamente algo incomoda. Não sei o que pode ser, mas algo incomoda e é bem no fundo da alma.

Só posso fazer agora e agradecer a Clarice por não ter medo de questionar, de por o dedo dentro da ferida e nos transformar com seus textos. Pena que ela não está mais entre nós, para escrever um pouco mais sobre esse cotidiano comum que ao mesmo tempo, ao esmiuçá-lo se mostra tão belo e (dês)confortante que vivemos, seja no Brasil (país que ela viveu boa parte de sua vida e abraçou com tanto amor) ou em qualquer lugar deste planeta que chamamos de terra.

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

23 comentários em “Uma brasileira que sabe tocar nossa alma

  1. Per-fei-tas palavras! Você, assim como Clarice, pôs o seu próprio dedo em sua própria ferida.

    É isso que torna Clarice uma sumidade, uma referência, uam paixão a quem quer que a leia.

    Parabéns pela belíssima homenagem à escritora e por escrever maestralmente a aflição de sua alma.

    Forte abraço,
    seuanonimo.blogspot.com

  2. “Mas abrir seu coração por completo e permitir que qualquer um o veja, é uma coisa bem difícil para mim atualmente”. Creio que nunca foi tarefa fácil a ninguém… há coisas que a gente gosta de guardar só pra gente, há coisas que a gente tem medo de expor aos outros… talvez por sabermos que nunca vamos conseguir explicá-lo a alguém e que podemos passar por ‘complicadinha’… então vamos camuflando ou expondo aos pedaços…
    Senti suas palavras.
    Sucesso no blog! =)

  3. Olá!
    Tudo bem?

    Tem um selo de ouro esperando por ti, no Seu Anônimo. Topas?

    Então, só dar uma passadinha em seuanonimo.blogspot.com e retirá-lo!

    Um abraço,
    Fernando Piovezam,
    aquele que escreve sem assinar !

  4. Clarice é minha escritora favorita. Ela consegue colocar no papel os pensamentos que penso escondida até de mim mesma. E este livro em especial, Laços de Família, me faz gargalhar em lembranças. Roubei-o certa vez numa livraria, sem nem perceber, só por amá-lo demais. Inclusive, a ocasião virou um conto no meu blog http://coisasdejenny.blogspot.com/2010/05/outra-menina-que-roubava-livros-parte-3.html

    Parabéns pela homenagem, Lu! Suas resenhas são sempre ótimas, mas também é muito bom ter acesso a um pouquinho do seu coração.

    🙂

  5. Lindo texto, Lu! 🙂

    Já li esses contos da Clarice e eu lembro de ter gostado muito. Adoro essa simplicidade que ela escreve e, gostei desse ‘desabafo’ aqui no Beco.

    Também acho difícil eu me abrir nos textos, mas tento sempre colocar uma pontinha pessoal.

    Abraços!

  6. Ahhhh! Eu amo a minha xará!
    Clarice escreve de uma forma profunda. Ela fala sobre cada vírgula, cada detalhe, cada verdade intrínseca em cada coisa.
    Ela mergulha em si mesma e no outro.
    Ótimo para quem quer se conhecer e não tem medo disso. Pessoas superficiais, costumam odiar a Lispector.

    Adorei o blog. COmo faço para seguir???

    Depois passa lá no meu, bjks

    http://www.penadeprata.blogspot.com

  7. clarice reina e inspira, a gnt se envolve com seus textos e parece q foram escritos para se encaixar perfeitamente com nossos pensamentos e nossa vida. o grande brilho de Clarice, era transformar sentimentos e coisas cotidianas em poesias! =)

  8. Eu sou fã da Clarice Lispector, pois quase tudo que ela pensa, por mais louco que as vezes seja, eu concordo. Tanto é que meu perfil tem o pensamento dela. É uma fantástica escrito. Achei muito legal a homenagem feita para ela no seu blog. Falando do seu blog, ele tem um ótimo conteúdo. Aguardo a sua visita. Beijinhos.

  9. Tudo que nos faz questionar, incomoda! Sempre que colocamos em dúvida algumas das nossas certezas, ficamos um pouco perdidos. Mas, isso faz parte do nosso crescimento.
    Colocar o dedo na ferida incomoda, mas às vezes é a única forma de curá-la. Bjo.

  10. LUCIANA

    Sabendo que voce trata de resenhas resolvi dar uma passada por aqui, para conhecer um pouco mais dos lançamentos , e da sua opiniao sobre eles. gosto muito de ler, e ai fico procurando algo que caia dentro do meu interesse ( na época pelo menos…).

    bem, vamos a uns comentários: ler Clarisse Lispector não é facil, pelo menos não tem muito a ver com o tipo de livros que são moda no mercado editorial atualmente, há uma profundidade psicologica , de modo que é ate covardia compara-la com os escritores de ” formulas prontas” dos best-sellers. Clarisse tinha coisas geniais , e muitos problemas tambem, psicologicamente era complicada segundo uma critica de teatro ( do meu circulo de amizades) que a conheceu pessoalmente. as vezes os dramas pessoais podem se tornar arte, dependendo de quem os vive.

    dei uma olhada nos outros topicos e vi que voce comentou ” a serie ” de como treinar um dragão… que já estava na minha lista …parece ter uma linguagem interessante e engraçada tambem, agora com sua resenha um motivo a mais para ler.

    parabens pelo seu log, continue na batalha
    Ibere
    http://ibererestivo.blogspot.com

  11. Clarice é unica mesmo Ibere. Muito obrigada pelas palavras.

    e quanto a série do banguela. Nunca ri tanto na minha vida como nesse livro rs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s