Colônia

amor-e-revolucaoQuem lê o Beco a algum tempo já sabe que sou louca pelo ator alemão Daniel Bruhl. Mas sou não por sua beleza (não vamos negar que ele é sim lindo), mas pela sua capacidade de escolher bons roteiros para atuar.

Isso mesmo, ele é um ótimo ator, mas além disso sabe escolher uma boa história para interpretar. Foi assim em quase todos os seus filmes sobre revolução e fatos reais (Adeus, Lênin; Os Edukadores; Rush, Salvador). Agora ele está de volta em Amor e Revolução (Universal, 2016).

Em 1971 o Chile sofreu um golpe de estado pelos militares. O presidente eleito Salvador Allende foi derrubado do poder e Augusto Pinochet fez o país passou por uma situação muito parecida com a que passamos no Brasil.

Continuar lendo “Colônia”