Home>Literatura>Brechó Aquece Economia Circular em Paraisópolis

Brechó Aquece Economia Circular em Paraisópolis

Bazar de roupas do Pró-Saber SP leva peças de diversas marcas para a população da comunidade. Em esquema sustentável, valor é revertido para ação social

 

Cada vez mais popular, os brechós estão sendo mais procurados no Brasil. Segundo dados de buscas do Google, as pesquisas por peças de segunda mão cresceram 572% no país entre os primeiros semestres de 2019 e 2022.

O aumento da demanda tem diversas razões. Além do preço mais barato, a questão da sustentabilidade também entra em cena. Para alguns clientes, adquirir peças usadas é uma forma de reutilizar mercadorias e colaborar para um consumo consciente, evitando desperdício e lixo.

Em Paraisópolis, um brechó do Pró-Saber SP, organização social que leva leitura e brincadeira para a comunidade, vem atraindo moradores a comprar roupas por preços bastante acessíveis.

Com menos de R$20,00 é possível adquirir peças de segunda mão de marcas variadas. As roupas chegam ao local por meio de doações de empresas e parceiros e os valores da compra são revertidos em materiais e infraestrutura para a biblioteca infantojuvenil oferecida pelo Pró para toda a comunidade.

“Nós poderíamos fazer esse bazar em um bairro de classe média alta e cobrar altos valores pelas peças para ter mais caixa, mas essa não é nossa intenção. Nosso projeto é em Paraisópolis, portanto, nós queremos que a própria comunidade ajude a financiar o que fazemos aqui, e de quebra, possa ter acesso à produtos de alta qualidade. É uma forma de economia circular pensada para esse território”, conta Maria Cecilia Lins, fundadora do Pró.

 

Saiba Mais

O Instituto Pró-Saber SP é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo. Fundada em 2003, tem como missão fortalecer a educação integral de crianças brasileiras por meio de experiências de leitura e brincadeira, transformando suas famílias e suas comunidades.

Inserido no leque educacional como um complemento da escola regular, conta com cinco programas para crianças e jovens de 4 a 19 anos, além de suas famílias e responsáveis. Desde 2019, estão de portas abertas com uma biblioteca infanto juvenil gratuita.

Em 18 anos de atuação, a organização impactou mais de 10.600 crianças e jovens diretamente e mais de 42.000 pessoas indiretamente, ao levarmos em consideração que os programas acabam invadindo as casas das crianças e jovens; e é detentora dos prêmios Melhores ONGs, Selo de Direitos Humanos e Diversidade da Cidade de São Paulo, VOA Ambev, Selo DOAR e semifinalista Prêmio Itaú Unicef.

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta