O brilho deliberado das coisas (por Serena Franco)

Você diz vagalumes não são estrelas, não são olhos de bicho, não são fagulhas perdidas, não são enfeites de festa, você diz o voo deliberado dos insetos é sempre pra cima Mesmo desconhecendo todos os motivos também seguimos em frente a cada dia Desbravando o desconhecido das palmas da mão & degustando nossas feridas no palato & delirando sobre o cotidiano lotado & erguendo castelos … Continuar lendo O brilho deliberado das coisas (por Serena Franco)