Publicado em Música, Principal, Teatro

A fábula da mulher e seu tempo

Uma das principais atrações do Festival de Teatro de Curitiba, Gaby Amarantos abre turnê do espetáculo Eu Sou no Teatro Guaíra

Fotos: Annelize Tozetto/FestCuritiba

Ser mulher em uma sociedade de exclusão é uma reconstrução constante. Apesar de sermos maioria, a representatividade no pensamento filosófico universal ainda carece de vozes. O lugar de fala é, muitas vezes, cerceado pela lógica masculina que exclui e condiciona a mulher à condição de subalterna, uma âncora do homem. As conquistas, relevantes para a construção social, como conceitos de equidade, evolução nos direitos civis e representatividade de minorias são diminuídas a ponto de se tornarem supérfluas na linha do tempo de nossa sociedade. Uma história de vencidos.

Neste ponto, sentir-se mulher é um ato de resistência. Em todo o momento estigmas reforçam o lugar submisso do gênero. Se a mulher se torna mãe é condicionada a se voltar apenas a criação de seus filhos. Se filha, a mulher tem que se dar o respeito e se resguardar para não ser taxada de puta. Se pensadora, deve referenciar o modelo masculino, já que eles “vieram primeiro”. Ser mulher não é fácil. É um ir e vir de rótulos que impedem que outras facetas do conhecimento sejam exploradas. Continuar lendo “A fábula da mulher e seu tempo”

Publicado em Desafio Literário, Literatura, Literatura Estrangeira

Dias de Abandono – Elena Ferrante

Imagine que você é uma mulher por volta dos seus 40 anos. Um casamento de 15 anos, dois filhos, um cachorro que você tem que cuidar, apesar de nem gostar tanto dele assim. Praticamente toda sua vida adulta até agora se resume em criar os filhos e adiar seus planos e sonhos pessoais porque, ao contrário do seu esposo que conseguiu alavancar a carreira mesmo sendo pai, você ficou estagnada profissionalmente após se tornar mãe.

Sua principal tarefa é cuidar dos filhos e do marido. Mas um dia esse homem resolve ir embora sem dar maiores explicações. Simplesmente pega suas coisas e sai de casa. Te abandona com seus filhos e com a loucura de tentar entender o que aconteceu.

Você consegue imaginar tudo isso? Talvez você já tenha passado por algo semelhante. Mas se não passou, consegue se colocar no lugar dessa mulher? Elena Ferrante faz isso no livro Dias de Abandono. Ela entra na cabeça dessa mulher e constroi uma personagem que narra com detalhes seus sentimentos após ter sido abandonada pelo esposo. O resultado é um livro sufocante. Continuar lendo “Dias de Abandono – Elena Ferrante”

Publicado em Literatura, Literatura Infanto-Juvenil

Labirinto dos Ossos

Logo de início já somos apresentados a um mistério, uma caça ao tesouro, com muito suspense, mistérios, traição e muita aventura. Certamente uma receita de sucesso e a coleção “The 39 Clues” consegue fazer isso com maestria. O Labirinto dos Ossos nos apresenta os fascinantes personagens dessa ótima série.

Amy e Dan são órfãos, passam a vida em um minúsculo apartamento sob a guarda de sua tia-avó, uma mulher mesquinha que só mandava o que era necessário para sobreviverem, sempre com uma babá diferente para cuidar deles, diferentes porque Dan tinha o costume de espantar todas. Algo que os irmãos nunca entenderam era o porque deles terem que ficar com sua tia-avó ao invés de sua avó, Grace. A unica diversão dos irmãos era ir aos finais de semana para a casa de sua avó. Mas isso não seria mais possível. Continuar lendo “Labirinto dos Ossos”