Capitães da Areia

Correndo o risco de parecer nostálgico, afirmo que essa é a minha resenha mais importante, por vários motivos. Capitães da Areia foi o primeiro livro que li inteiro, foi a primeira resenha que fiz, sem nem saber o que era isso e de uma forma extremamente forçada (contrariando o que parece, nunca fui um aluno fã de literatura) no auge dos meus 15 anos. Esta … Continuar lendo Capitães da Areia

As Esganadas

Sempre gosto de fazer a resenha de um livro assim que termino a leitura, porém isso não aconteceu desta vez por um simples motivo, ainda não consegui me decidir se gostei ou não do livro. Esse foi o segundo livro de Jô Soares que tive a oportunidade de ler, logo, apesar de sentir um certo incomodo no começo pela forma “cruel” com que o mesmo … Continuar lendo As Esganadas

Palavras Envenenadas

Não li nenhuma resenha e pra falar a verdade nem a sinopse do livro antes da leitura, e logo de cara o livro me instigou, afinal tinha todo um cenário de mistério e um crime não resolvido. Mas tenho que confessar que essa instigação foi passageira, com o tempo passei a ler o livro e não me importar com o desfecho da trama, mas tenho … Continuar lendo Palavras Envenenadas

Ponciá Vicêncio

Comecei minhas leituras de 2018 com Ponciá Vicêncio. Meio sem querer, acho que escolhi uma autora e um livro que de algum modo são realmente introdutórios a esse desafio literário: 12 livros escritos por mulheres negras para 2018. Por que digo isso? Porque a história de Ponciá, ao mesmo tempo em que é única, poderia ser a história de muitas mulheres negras. No prefácio, Conceição Evaristo deixa evidente que a construção de sua personagem foi inspirada em diversas mulheres que passaram por sua vida, com quem teve contato. Em certa medida, foi inspirada também em sua própria história. É o que a autora chama de escrevivência, trata-se de uma ficção, mas tem como base histórias reais. Quero compartilhar, então, minhas impressões sobre Ponciá Vicêncio, esse livro que gostei bastante. Continuar lendo “Ponciá Vicêncio”

Desafio Literário: janeiro – 2018: Conceição Evaristo

Depois de finalmente terminar meus comentários sobre o desafio do ano passado, começo a falar do Desafio Literário: 12 livros escritos por mulheres negras para 2018. Na verdade, já terminei o livro de fevereiro também, mas não queria começar a falar sobre eles sem finalizar aqui no blog as leituras de 2017. Por isso, apenas agora estou aqui para falar sobre o livro que dá início a esse desafio, mas meus planos são de fazer essas publicações assim que terminar a leitura, seja no meio ou no fim do mês, ou no início do mês seguinte. Vamos torcer para que nenhum imprevisto aconteça no meio do caminho e tudo dê certo.

Bem, como fiz no desafio do ano passado, quero separar em duas publicações minhas impressões sobre a leitura do mês. Na primeira falo sobre o motivo de ter escolhido o livro e a autora para minha lista, às vezes fazendo uma breve apresentação da autora. Na segunda falo sobre o livro propriamente dito. Então hoje vamos falar sobre Conceição Evaristo, que foi a autora de janeiro. Continuar lendo “Desafio Literário: janeiro – 2018: Conceição Evaristo”

Ciranda de Pedra

Se alguém me perguntasse sobre o que é o livro Ciranda de Pedra, de maneira bem resumida eu diria que é um livro sobre identidade, a busca de uma pessoa em ser alguém que faça sentido no mundo contraditório em que vive e diria ainda que é impossível não se identificar com essa história.

Li Ciranda de Pedra há muitos anos, ainda era adolescente. Me lembro que na época foi um livro que me impactou, mas depois de tanto tempo, não conseguia recordar o motivo desse impacto, não conseguia sequer recordar o final do livro, foi aí que decidi fazer essa releitura. Continuar lendo “Ciranda de Pedra”