Home>Cultura>Música>Quem foi Elizeth Cardoso

Quem foi Elizeth Cardoso

Elizeth Moreira Cardoso, ou apenas Elizeth Cardoso, foi uma cantora brasileira, considerada uma das maiores da história da música nacional.

Elizethe era conhecida como A Divina, e até hoje é eleita por muitos como uma das maiores intérpretes da nossa música. Ela era uma cantora talentosa e reconhecida por isso, muito reverenciada pelo público que tinha o prazer de lhe ouvir nos shows e espetáculos. Confira um pouco mais sobre a história de vida dessa mulher histórica.

 

Biografia 

Elizeth Cardoso nasceu no dia 16 de julho de 1920, no Rio de Janeiro. A sua casa ficccava no  subúrbio de São Francisco Xavier, que era próximo ao Morro da Mangueira. Ela vinha de uma família pobre, e sempre teve o sonho de ser artista. 

Ela era levada pelo seu pai para cantar nos bairros da Zona Norte do Rio, cobrando um ingresso das outras crianças para ouvir a pequena Elizeth cantar os sucessos de Vicente Celestino.

O seu pai, Jaime Moreira Cardoso, era um tocador de violão e seresteiro que costuma levar a sua filha para as suas apresentações. A mãe de Elizethe, dona Maria José Pilar era dona de casa que também gostava muito de cantar.

Elizethe tinha cinco irmãos, e a família toda costumava frequentar as casas de samba e os festivais de música que aconteciam na cidade. Ela convivia com diversos músicos na casa de Tia Ciata, que era uma grande amiga dos seus pais.

Quando criança, Elizeth costumava colocar o seu lado escritora e atriz em prática também. Ela tinha a mania de escrever e apresentar algumas peças de teatro para crianças que moravam na vizinhança, sempre tendo como grande inspiração as músicas do Vicente Celestino.

Mesmo almejando brilhar nos palcos, a sua vida não foi fácil. Depois de concluir o ensino primário, ela e os irmãos precisaram abandonar os estudos para ajudar no orçamento de casa. Elizeth começou a trabalhar com 10 anos. Trabalhou como balconista, funcionário de fábrica de sabão e como cabeleireira.

 

Primeira apresentação e embates da vida

Foi com 16 anos que a vida de Elizeth Cardoso começou a dar uma mudada, quando ela teve a sua primeira festa de aniversário. Nesse período a sua família tinha se mudado para uma casa pequena no Centro do Rio.

Com condições financeiras difíceis, a família foi morar com a sua tia Ivone e seu marido Pedro de favor. A sua festa foi realizada nesta casa, e foi convidado diversos amigos do seu pai e tio, além dos músicos Pixinguinha e Jacob do Bandolim.

O seu tio a apresentou ao Jacob, que pediu para a menina cantar para todos da festa. Elizeth mesmo sendo tímida, decidiu cantar. Todas as pessoas presentes na festa amaram a voz de Elizeth.

Jacob, muito impressionado com a voz da adolescente que, mesmo sem ter tido aulas de canto já era impecável como a de um profissional, resolveu convidar Elizeth para realizar um teste na Rádio Guanabara.

Elizeth foi na rádio no dia seguinte, e com muito louvor conseguiu passar na prova e eliminar vária candidatas. Ela venceu com o primeiro lugar e dessa forma a sua carreira emplacou. Com apenas um disco gravado, ela começou a ganhar um dinheiro legal e dar um suporte para a sua família.

O seu pai era contrário à exposição de Elizeth, e não queria que a mesma se tornasse uma profissional. Porém, Elizeth era uma mulher à frente do seu tempo e possuía também um gênio forte. Enfrentou o seu pai e decidiu seguir o seu rumo na música.

Na realidade, a vida de Elizeth sempre foi de muitos embates. Apesar de crescer artisticamente, a cantora sempre sofria com algum relacionamento próximo a família por sofrer do machismo que a época sofria.

Fugiu de casa para namorar o jogador de futebol Leônidas e desapontou os pais. Adotou uma criança sem a permissão do então namorado e dos seus familiares, e continuou brilhando nos palcos mesmo com esses confrontos que fez com que ela lutasse o dobro para conquistar o seu espaço.

Últimos anos e morte

 

No ano de 1987 Elizeth foi convidado para escusar no Japão com a sua música. Depois de se apresentar, ficou algumas semanas curtindo o país. Ela passou mal pela primeira vez lá, sentindo tonturas e dores no estômago, até que acabou vomitando sangue e desmaiando.

Um funcionário do hotel achou ela caída e chamou os médicos. A cantora foi internada e fez exames. Realizou uma endoscopia onde descobriu que tinha um câncer em seu estômago, obrigando a artista a fazer uma cirurgia com emergência para conter o sangue e diminuir o seu tumor.

Ela voltou ao Brasil depois de algumas semanas e começou a se tratar com um médico gastroenterologista, mas mesmo tomando os medicamentos e se tratando, o tumor continuou crescendo e se espalhou.

Elizeth passou os últimos três anos da sua vida tomando muito remédio e perdendo peso, além de sofrer com dores no estômago. Porém, mesmo com a doença, tentou continuar cantando mesmo sem precisar, pois amava a música e queria estar ali.

Mesmo o seu público sendo bastante compreensivo, Elizeth foi tendo que se afastar aos poucos do palco de vez. No dia 7 de maio de 1990, já sem aguentar com dores e internada, Elizeth faleceu. A cantora deixou um legado imensurável para a cultura brasileira, tendo seu nome como destaque na história da música brasileira.

 

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta