Home>Fotografia>Conheça a trajetória de Annie Leibovitz

Conheça a trajetória de Annie Leibovitz

Annie Leibovitz é uma das fotógrafas mais famosas da América. Ela é responsável por inúmeras fotografias emblemáticas de famosos e presidentes.

A sua carreira é reflexo de seu interesse pela arte, que começou muito cedo, enquanto a fotografia era ainda uma criança. Confira essa trajetória incrível.

 

Infância e juventude

Foi no dia 2 de outubro de 1949, em Connecticut, nos Estados Unidos. O seu pai era um militar e atuava na Força Aérea do seu país, enquanto a sua mãe era uma professora de dança.

É por parte de sua mãe a maior parte da sua influência na arte, que fez com que ela passasse a se interessar a seguir na carreira.

A sua vida artística teve início no fim da década de 1960, quando Leibovitz decidiu se inscrever no Instituto de Arte de São Francisco, com o foco de trabalhar como pintora.

Porém, foi em aulas noturnas de fotografia que Annie começou a se encontrar no mundo da arte. Conheça mais detalhadamente sobre esse início.

 

O início da carreira

Annie Leibovitz morou por um curto período em Israel, mas retornou a sua terra natal, onde começou a sua carreira. Foi na revista Rolling Stone, no ano de 1970, que Annie deu os seus primeiros passos. Ela ainda era estudante quando teve a sua primeira atribuição que era fotografar o astro do rock John Lennon.

Depois de três anos, com somente 23 anos, ela se tornou o principal nome no quadro de fotógrafos da revista. Ela for nomeada fotógrafa chefe muito jovem, trabalhando na empresa até 1983. Muitas das suas fotografias de estrelas do rock ajudaram na criação do estilo da hoje emblemática revista.

Aliás, no ano de 1975, Annie Leibovitz foi responsável por fotografar e documentar a turnê nos EUA da banda Rolling Stones. Nesta turnê ela foi a responsável por inúmeras fotos reproduzidas com frequência do vocalista Mick Jagger e de Keith Richards.

Foi nesse período que ela também atravessou uma luta contra o vício em cocaína, luta essa que ela travou durante 5 anos antes de superar.

Foi ainda na década de 1980 que Leibovitz passou a trabalhar em diversas campanhas de publicidade grandes. Um dos seus trabalhos com mais destaque foi para a American Express.

Foi nesse projeto que ela tirou fotos de celebridades como Tom Selleck, Elmore Leonard e Luciano Pavarotti. Além disso, graças a esse trabalho ela ganhou um prêmio no Clio Award, no ano de 1987. 

 

Exposições e outros projetos

No ano de 1991, Annie Leibovitz teve cerca de 200 fotografias expostas na Galeria Nacional de Retratos, na cidade de Washington. Ela foi a segunda fotógrafa viva a conseguir essa honra, sendo a primeira do sexo feminino.

Ainda no mesmo ano, ela teve também o seu primeiro livro publicado, com o título de “Photographs: Annie Leibovitz, 1970-1990”. 

Ainda na década de 90, Leibovitz trabalhou como a fotógrafa oficial do evento das Olimpíadas de Verão na Geórgia, em Atlanta. As suas fotos mostrando os atletas das Olimpíadas ganharam diversos elogios e a compilação dessas fotos em preto e brando, foram publicadas no livro Olympic Portraits.

No ano de 1999 ela publicou uma coleção de diversas fotografias intitulada como Women, com o ensaio da crítica de arte, ativista e escritora Susan Sontag, que era a sua namorada.

Com o tema do título Mulheres, a fotógrafa apresentou uma sequência de imagens femininas das juízas do Supremo Tribunal, atrizes, prostitutas de Vegas, mulheres de todas as religiões e etnias, famosas ou desconhecidas.

No ano de 2003, a fotógrafa publicou o livro American Music, dando mais ênfase nas figuras importantes dos mais diferentes estilos da música, como o blues, folk, country, jazz e o hip-hop.

Ela continuou colaborando com diversos segmentos da arte durante a vida e, no ano de 2006, no Museu de Arte do Brooklyn ela fez uma apresentação da retrospectiva “Annie Leibovitz: A Photographer’s Life, 1990-2005”, com um livro relacionado também publicado. 

Depois ela participou de uma exposição com o nome “Pilgrimage” que era uma exposição itinerante e que estreou na cidade de Washington no ano de 2012 e tinha como foco os itens associados a figuras conhecidas, como Marian Anderson e Abraham Lincoln.

Sempre com muita ocupação, Leibovitz continua tendo uma preocupação para conseguir tirar fotos até os dias atuais, fazendo trabalhos em projetos que vão desde as campanhas publicitárias, como para a Marks & Spencer em 2014, até o calendário de 2016 para o fabricante de pneus Pirelli. 

As suas contribuições para a fotografia atravessam a barreira do comercial, pois ela usa as suas fotos como verdadeiras expressões artísticas, e isso faz de Annie Leibovitz uma das melhores fotógrafas da atualidade.

 

 

 

Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

Deixe uma resposta