Meryl Streep e a luta pela igualdade

No domingo Meryl Streep mais uma vez deixou a todos de queixo caído.

Ela é a atriz com maior número de indicações ao Oscar, uma das que possui o maior número de vitórias e vários trabalhos cinematográficos sempre aclamados pela crítica.

Mas dessa vez ela mudou o tom e falou tudo que desejava, e ninguém tinha coragem de falar na cerimônia do Golden Globe. Ela falou sobre a importância da igualdade em seu país e na sua área de atuação. Continuar lendo “Meryl Streep e a luta pela igualdade”

“Último tango em Paris” e o reforço da violência contra a mulher

Nos últimos dias temos acompanhado a revolta e discussão em torno de uma declaração dada pelo diretor de cinema Bertolucci sobre seu filme “Último tango em Paris” (1972) e a atriz Maria Schneider. Na entrevista datada de 2013, Bertolucci afirma que a cena de abuso sexual que consta no filme foi uma cena real. Segundo o diretor, essa cena não estava no roteiro, foi algo combinado entre ele e o ator Marlon Brando – ator principal do filme – no mesmo dia em que a cena seria gravada. Maria Schneider ficou sabendo apenas no momento da gravação. Continuar lendo ““Último tango em Paris” e o reforço da violência contra a mulher”