Aretha Franklin e o impacto da sua música

Quase todo amante da música já ouviu falar do nome Aretha Franklin. Saiba de onde ela veio, que barreiras enfrentou e o que alcançou ao longo da vida!

Aretha Louise Franklin foi uma importante cantora, ativista e pianista norte-americana. Ela era ligada aos gêneros Soul, R&B e Gospel, sendo conhecida desde o início da sua carreira como a “Dama do Soul”.  Sua voz era do tipo mezzo-soprano apreciada publicamente até mesmo pelo ex-presidente Barack Obama.

 

O ínicio da sua história

Nascida nos 40, a jovem Aretha Franklin cantava gospel em uma igreja batista de Michigan que seu pai ministrava com apenas 12 anos de idade. Ela até gravava canções enquanto o seu pai fazia bastante sucesso com os sermões, tendo se tornado amigo de pessoas importantes como Martin Luther King Jr., que acompanhou Franklin em sua primeira turnê. Nessa fase, Aretha passou a ser órfã de mãe que morreu de infarto.

Com 18 anos, Aretha Franklin expressou o desejo ao seu pai de cantar músicas do pop e de se mudar para Nova York. Ele a apoiou e saiu o seu primeiro single R&B: “Today I Sing the Blues”, que, pelo nome, sugere essa sua nova fase.

Seu primeiro álbum secular foi lançado em 1961. Ao longo da sua carreira passou por várias grandes gravadoras, retornou ao gospel, ganhou um disco de ouro e outros prêmios, etc. Ela também ajudou financeiramente os militantes dos direitos das mulheres, além de ter realizado vários shows beneficentes envolvendo a causa.

Infelizmente, a cantora tinha alguns problemas com dieta, cigarro e álcool. Em 2010, foi descoberto um tumor no pâncreas, que foi sendo tratado por anos, até que em 2018 a venceu causando seu falecimento.

 

Dificuldades enfrentadas

A garota que se tornaria essa notável estrela da música nasceu em uma época repleta de racismo e especificamente em Detroit. Foi lá que aconteceu um dos episódios mais dramáticos relativos ao racismo, o incidente no Motel Algiers.

Antes da sua mãe morrer, seus pais já haviam se separado. Com seus 24 anos ela temia gravar com artistas brancos, teve um casamento problemático com Ted White e outros problemas pessoais na vida pessoal.

 

Os discos da Aretha Franklin

 

A cantora afrodescendente dedicou sua vida inteira à música, o que a fez produzir mais de 40 discos. Para quem deseja ter uma noção do seu trabalho, conheça 3 discos essenciais:

Live at Filmore West — 1971

É um disco duplo gravado ao vivo. Muitos consideram esse álbum como um documento histórico, tamanho o impacto da sua voz bem trabalhada e do seu repertório extraordinário.

Spirit in the Dark — 1970

Esse álbum, por sua vez, é feito de músicas mais ecléticas. “Don’t Play That Song” foi um grande sucesso junto com o cover de B.B.King, “Why I Sing the Blues”.

Aretha Now — 1969

Para quem gosta de música dos anos 60, Franklin também cumpriu essa demanda. É considerado um dos discos mais radiofônicos dessa fase da história da música mundial.

No que a música da Dama do Soul resultou

 

Aretha Franklin foi indicada ao Grammy 44 vezes, vencendo 18 deles, desde 1968. Quanto aos discos, quatro foram premiados. Em 1979, ganhou sua estrela na calçada da fama. Ela também foi homenageada no Kennedy Center, 15 anos depois, e ganhou a Medalha Nacional das Artes em 1999. 

Conquistou muitos prêmios ao longo da vida e construiu um grande legado até 2015, aproximadamente. Ela também venceu um prêmio póstumo no Pulitzer.

Você se interessou em apreciá-la? Um crítico musical do jornal El País selecionou as cinco músicas mais ilustres dela, clique aqui e escute-as!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.